• 1,495k
  • 13
Fotografia \ 4 de abril de 2018

10 Mitos da Fotografia que Devem Ser Esquecidos

Na fotografia, como na vida, nem tudo é preto no branco. Mesmo assim, há muitas regras e ditados que parecem ser aceitos cegamente tanto pelos fotógrafos amadores quantos pelos profissionais. Muitos de nós já caímos em algum desses mitos da fotografia em algum momento de nossas vidas, principalmente quando ainda estávamos dando nossos primeiros passos, nos esforçando para seguir à risca cada dica dada pelos (aparentemente) mais experientes.

Do equipamento necessário ao conteúdo que seu site de fotografia deve incluir, preparamos uma lista com dez equívocos geralmente cometidos pelos fotógrafos. Vamos colocar um pouco de luz nesta questão para descobrir quais são os fatos e o que podemos aprender dos mitos.

Ser fotógrafo é fácil

Tirar fotos é moleza, mas ser fotógrafo não é nem um pouco fácil. Qualquer um pode apertar o botão da câmera, mas capturar imagens atraentes requer muita experiência, habilidade e dedicação. É possível que a complexidade da fotografia seja percebida apenas pelos fotógrafos, pois seus desafios passam despercebidos a olho nu.

E nem falemos da dificuldade que é abrir seu próprio negócio de fotografia. Todo mundo acha que você paga suas contas tirando fotos no fim de semana, sem sequer pensar na administração do negócio, nos esforços de marketing e nas horas de edição por trás do resultado final.

Fotos bonitas são fruto de equipamento caro

Não é comprando um piano caro que você se tornará um músico de primeira. Da mesma forma, gastar muito em uma câmera cara não te tornará um bom fotógrafo. Como disse Ansel Adams, “a peça mais importante da câmera está por trás dela”. Um equipamento profissional proporciona flexibilidade e resultados consistentes, que facilitarão seu trabalho, mas o produto final depende da habilidade e do conhecimento do fotógrafo.

Antes de gastar milhares de reais em câmeras e lentes, tire o máximo de seu equipamento atual. Domine cada função e recurso, e invista em treinamento – conhecimento é poder! Não é preciso muito esforço para encontrar por aí fotos ruins tiradas com equipamento caro e fotos incríveis tiradas com o celular.

Tirar o máximo de fotos que puder

“Manter o botão apertado e rezar para sair algo bom” – esta estratégia parte da premissa de que capturar milhares de imagens consecutivas aumentará suas chances de conseguir ao menos uma foto incrível. Pode parecer uma boa ideia, mas você acaba tirando menos fotos interessantes e desperdiçando muito tempo no processamento de tantas imagens. Estabeleça um limite de fotos por dia, como se ainda vivêssemos na era do filme. Definir a exposição com cuidado caso-a-caso resultará em imagens melhores, e naturalmente exigirá menos tempo para revisar e processar todos as fotos.

Ter um portfólio gigante

Você se sentirá tentado a adicionar centenas de imagens ao seu site de fotografia para que os clientes vejam tudo o que você sabe fazer, mas priorizar qualidade em detrimento de quantidade destacará a essência de seu trabalho. Escolha apenas suas melhores fotos, no estilo que deseja fotografar. Em resumo: não adicione uma galeria de imagens de recém-nascidos se você deseja ser contratado como fotógrafo esportivo – mesmo que os bebês sejam adoráveis.

Os clientes não querem folhear dezenas de páginas com imagens de paisagens ou retratos, eles só querem entender do que você é capaz. Se você possui um portfólio muito extenso, compartilhe suas fotos nas redes sociais com um link para seu site, de forma que os interessados possam conhecer seu trabalho com mais calma e maior profundidade.

Mitos da Fotografia que Devem Ser Esquecidos: Ter um portfólio gigante

Evitar fotografar com pouca luz

“Pouca luz” por si só já é um mito – qualquer luz é suficiente. Há quem diga “não é possível fotografar hoje pois está chovendo/nublado/muito ensolarado”, quando na verdade quer dizer “não estou interessado em aprender a tirar o máximo desse clima”. Não encare a luz como uma limitação, e sim como um novo desafio que levará suas habilidades fotográficas ainda mais longe.

Por exemplo, dias nublados são excelentes para fotografar paisagens e retratos, pois não há contraste. Precisa fotografar ao meio dia com muito sol? Mantenha o foco nas sombras – fotografe na sombra e capture seu alto contraste contra a luz. Se estiver fotografando de frente para o sol, procure silhuetas interessantes.

Sempre manter a linha do horizonte na horizontal

“Como assim? Isso não é mito! Manter o horizonte na horizontal é importantíssimo” – você já deve estar pensando, e nós jamais discordaremos de você. Realmente, a linha do horizonte deve ser mantida na horizontal na maioria dos casos. Mas existem algumas exceções a essa regra fundamental.

Linhas horizontais estabilizam a composição, que em muitos casos resulta em perda de movimento. Isto se torna crítico para a fotografia esportiva e de ação em geral, onde a captura do movimento é um fator central. Estas composições podem se beneficiar da inclinação da câmera de forma considerável, pois o horizonte na diagonal confere alto dinamismo e permite às imagens capturarem o momento como um todo.

Jamais posicionar o objeto principal no centro

Regras dos terços, proporção áurea, Fibonacci… todas essas diretrizes são incríveis quando se trata de aprender a arrumar uma ótimo foto – mas você não precisa ter medo de fazer experimentos com a composição. E essas experiências podem, sim, incluir o posicionamento do objeto principal no centro da foto. Padrão e simetria são parte da natureza e atraem rapidamente nossos olhos, de forma que não há razão para perder uma foto incrível apenas porque a cena não se enquadra nas supostas regras.

Crédito: Albert Dros

É preciso usar um tripé

O tripé pode ser seu melhor amigo ou seu maior inimigo. Seu uso impactará na nitidez das fotos e lhe permitirá explorar novas perspectivas, velocidades e até novos estilos de fotografia. Mas a total dependência do tripé prejudicará seu trabalho. Muitas vezes, os fotógrafos montam o tripé antes mesmo de planejar a foto, e acabam reduzindo drasticamente suas possibilidades. Há fotógrafos que simplesmente deixam de levar a câmera quando não é possível carregar o tripé junto, e perdem inúmeras oportunidades de fotografia. Não tenha medo de segurar a câmera com suas próprias mãos, ou use uma parede ou até mesmo uma pedra para apoiá-la.

Editar as fotos é trapaça

Existe uma lenda muito popular de que a edição de imagens nasceu com o Photoshop, mas ela foi criada junto com a própria fotografia, há mais de dois séculos. No início, os fotógrafos usavam algumas técnicas para editar as imagens na sala escura – incluindo queimar, arranhar os negativos, tratar as fotos com ventiladores e colorir cada imagem manualmente.

A maior parte das imagens requer um pouco de edição para alcançar todo o seu potencial, especialmente se você estiver fotografando no formato RAW (e você deveria!) – no qual os resultados costumam ser mais suaves. Quando um fotógrafo alega que “câmera não captura a riqueza do momento”, significa que está fotografando em JPG, que na verdade quer dizer que a imagem foi automaticamente processada dentro da câmera. A edição é parte do processo da fotografia digital, assim como a sala escura é parte do processo da fotografia analógica. Basta não exagerar!

Pronto para mostrar seu portfólio ao mundo? Crie um site de fotografia grátis com o Wix!

Por Equipe Wix

Receba o Blog do Wix
no conforto da sua casa!

Assine o Wix Blog e não perca nenhuma novidade!

Opa, esse não é um email válido.

Opa, esse não é um email válido. Email already exists

Opa, esse não é um email válido. Invalid email

Aproveite! \ 

Receba em primeira mão dicas atualizadas sobre como
promover seu negócio, Web Design, SEO e o Wix!

Opa, esse não é um email válido.

Opa, esse não é um email válido. Email already exists

Opa, esse não é um email válido. Invalid email