• 243k
  • 21
Promova Seu Site \ 13 de novembro de 2018

Tendências das Redes Sociais para Ficar de Olho em 2019

Quem nunca teve desejo de comida indiana às duas da manhã? O grande barato do mundo em que vivemos hoje em dia é que você pode saciar essa necessidade fazendo um pedido no seu aplicativo preferido, e depois basta esperar a entrega chegar à sua porta. Podemos dizer o mesmo de praticamente qualquer coisa. Nos acostumamos a essa realidade, a qualquer hora do dia ou da noite. Ainda que nossa relação com a tecnologia esteja em constante mudança, a gratificação instantânea se tornou a norma.

Essa urgência não é nosso único costume induzido pela tecnologia nos dias de hoje. Há também um desejo por parte dos consumidores de construir relações de confiança com as marcas que transmitem transparência e autenticidade, principalmente através das redes sociais. Enquanto você se pergunta como sua marca pode se posicionar nesta nova era, indo muito além de apenas criar um site e gerenciar seus perfis nas redes sociais. É preciso ser mais ativo nessas plataformas, e ficar de olho nas tendências mais recentes. Para manter você atualizado com o que está vindo por aí, mergulhamos de cabeça na internet para investigar e preparar essa lista das principais tendências para redes sociais em 2019.

01. O feed cronológico está de volta

De vez em quando bate aquela saudade de como era mais fácil fazer marketing através das redes sociais quando os feeds dos canais funcionavam em ordem cronológica. Então voltamos à realidade: não temos mais controle sobre o feed de notícias de nossos clientes em potencial, e não sabemos quando poderão ver nossos posts. Estas alterações no algoritmo se popularizaram por que as plataformas estão se esforçando para entender o que é mais importante para os usuários. Com isso, as plataformas se tornaram muito complexas, pois os algoritmos levam em consideração diversos fatores, como os assuntos que despertam mais interesse ou as pessoas com quem cada um interage mais.

Esta era a regra até pouco tempo, mas o Twitter anunciou que mudanças estão para ocorrer em sua timeline, dando o controle aos usuários – que voltas o mundo dá, não é mesmo? Mesmo que uma data ainda não tenha sido anunciada, o Twitter está considerando reatar seu antigo namoro com a linha do tempo cronológica em um futuro próximo (depois de dois longos anos separados). Além de trazer de volta a antiga ordem ao feed, os usuários poderão optar por ter os principais tuítes exibidos primeiro. Ter seu próprio destino em suas mãos (ou ao menos o destino do seu feed) é motivo de comemoração, não? Sim, do ponto de vista das empresas, é bom saber que o conteúdo – no qual você investiu tempo e recursos – terá seu lugar garantido. Tomara que o Instagram e o Facebook se empolguem com essa novidade :)

02. Os influencers vieram para ficar

Os influenciadores nas redes sociais são os grandes definidores de tendências de nosso tempo. Na verdade, quando falamos em decisões de compra, 70% dos millennials confiam mais nas opiniões de “gente como a gente” do que em celebridades. Ao trabalhar com influencers que têm a cara da sua empresa, você também terá acesso a um público-alvo feito sob medida. Além disso, muitos influencers cobram cachês mais baratos que as celebridades. Mesmo que seu orçamento de marketing não esteja perto de uma grande marca, é provável que uma parceria deste estilo caiba no seu bolso. Por essas razões, colaborar com um influencer nunca foi mais relevante do que agora.

Para trabalhar com os influencers, comece fazer uma pesquisa para encontrar os nomes mais importantes do seu ramo de negócios. Tendo em mãos uma lista dos nomes mais interessantes, entre em contato e proponha maneira de trabalharem juntos. É nesse momento que você oferece um incentivo, seja em forma de comissão, amostras grátis ou um programa de afiliados. Ao entrar em contato, evite enviar dezenas de pedidos de amizade e escrever inúmeras mensagens ao mesmo tempo. Recomendamos ir com calma, construindo relações autênticas com alguns poucos influenciadores. Desta forma, os influencer trabalharão sem pressa e criarão conteúdo mais natural e orgânico para divulgar a sua marca. Mesmo que seja estabelecido um diálogo informal, é importante ter em mente que se trata de uma relação de negócios, o famoso business-to-business, ou B2B. Os influencers pode ser seus melhores “amigos” nas redes sociais, mas sempre serão parceiros comerciais que estão ajudando sua marca a atingir metas e objetivos.

03. O conteúdo é cada vez mais fugaz

Quantas vezes você ouviu a frase “aproveita antes que acabe”? Melhor ainda, quantas vezes essa frase despertou a ansiedade em você? A resposta é: mais do que você imagina. Por causa de Snapchat, Instagram Stories e Facebook Stories (que somados se aproximam de um bilhão de usuários em todo o mundo), está cada vez mais difícil resistir à sedução subconsciente que essa estratégia usa. Todas essas novas plataformas oferecem espaço para conteúdo não-permanente, como vídeos, fotos, slides de texto e outros recursos que despertam bastante engajamento. Mas é um conteúdo de vida curta. Não importa se você tenha tido tempo de ver apenas uma vez, ou até tenha tido tempo de olhar novamente, mas a janela se fechará em 24 horas. Ou seja, aproveite o precioso tempo disponível, ou aprenda a lidar com a dor de cotovelo.

Como dono de um pequeno negócio, esta é a sua chance de mostrar seus pontos fortes e criar conteúdo que gere reações impulsivas. Mas antes de publicar suas stories, lembre-se que cada plataforma possui suas próprias “normas”. O Snapchat, por exemplo, é o reino dos “bastidores”, onde você pode compartilhar cenas mais descontraídas de sua equipe. O Instagram é todo direcionado às chamadas de ação (visite meu site, compre meu produto, etc.), sendo cada slide um passo no caminho dos seguidores em direção à conversão. Por fim, temos Facebook Stories, que ainda está encontrando seu espaço. Mesmo assim, muitos negócios já começaram a usá-lo em conjunto com suas estratégias para Snapchat e Instagram Stories. Você pode incluir qualquer coisa, de dicas a promoções, novidades sobre sua empresa, conteúdo enviado pelos clientes que foram aos seus eventos, e muito mais. Para que você pode dar seus primeiros passos na maior plataforma de conteúdo fugaz, preparamos uma lista de truques para você criar stories incríveis no Instagram.

Tendências das Redes Sociais para 2019: Instagram Stories

04. Social listening: observe como se fosse uma mosquinha

Infelizmente, o conceito de privacidade na internet praticamente inexiste hoje em dia. Na verdade, nosso comportamento virtual compartilha mais informações do que nosso comportamento na vida real, em função de nossos registros de buscas no Google e histórico de compras, entre outros. Por isso, você não se surpreenderá com essa tendência das redes sociais para 2019: social listening. Trata-se do uso de uma plataforma para “espiar” todas as conversas públicas sobre a sua marca, nas redes sociais ou em qualquer outra plataforma disponível na internet. Basta configurar alertas para receber notificações sempre que uma palavra-chave for mencionada. Estamos indo muito além de monitorar quando seus seguidores mencionam sua marca nas páginas da empresas nas redes sociais. Trata-se de um mergulho nas águas profundas da internet, onde você normalmente não conseguiria enxergar, para encontrar mais informações sobre seu negócio (ou qualquer assunto, para falar a verdade) do que você jamais viu.

Qual é o valor dessa estratégia? Através do social listening, você pode abordar as queixas dos clientes, gerenciar crises, entender o perfil do seu público, obter feedback informal dos produtos, aprender sobre seus pontos fortes e fracos – a lista das vantagens não termina nunca. Para começar, escolha uma ferramenta de social listening, como Social Mention, Hootsuite, ou Sprout Social e configure os alertas para palavras-chave. Pode ser o nome da sua empresa ou quaisquer outras palavras que você julgar relevantes, como os nomes dos concorrentes ou termos populares no seu mercado. Quando receber uma mensagem informando que uma palavra-chave foi mencionada, você pode decidir o que fazer com essa informação: desde participar da conversa até implementar uma estratégia de negócios completamente inovadora baseada no que os clientes disseram.

05. Conteúdo gerado pelos usuários (UCG) é a nova onda do marketing

Comerciais luminosos e discursos vazios perderam espaço no mundo do marketing. Conforme as pessoas procuram se relacionar mais com os produtos ou serviços que consomem, as empresas precisam recorrer à ajuda de suas comunidades. É aqui que entre o conteúdo gerado pelos usuários, ou UCG (user-generated content). Esta tática de marketing se caracteriza por conteúdo criado gratuitamente pelo próprio público que está acostumado a usar a marca – sem celebridades, sem artistas, sem influencers. É um conceito similar ao boca-a-boca, onde um amigo está satisfeito com a camisa que comprou e recomenda a marca aos demais. Porém adaptado ao mundo digital. A ideia por trás do UGC é aproveitar-se de sua autenticidade para criar conteúdo com o qual o público por se identificar.

Então como implementar a estratégia? Invente uma campanha inédita que exige a participação dos clientes, como uma hashtag arrasadora ou um concurso para preencher as lacunas. Por exemplo, a hashtag “#AsSeenOnMe” da loja virtual ASOS. O conceito por trás da campanha é transformar os próprios consumidores em modelos, estimulando-os a publicaram fotos de si mesmos vestindo os produtos da marca, e sempre usando a hashtag. Desta forma, todos os posts criados pelos consumidores estarão catalogados e reunidos em um único lugar, graças ao usado correto das hashtags. Para que essa ideia funcione corretamente, você precisa começar a promover o conceito entre seus clientes. Algumas empresas realizam concursos e distribuem brindes, enquanto outras focam as ver seu nome exposto ao máximo. O estilo de campanha que você escolher e os recursos que deseja dedicar ficam a cargo do seu planejamento.

Tendências das Redes Sociais para 2019: UGC

06. Vídeos curtinhos para assistir na rua

Com a infinidade de conteúdo de vídeo na internet hoje em dia, a capacidade de atenção dos usuários está cada vez mais curta. Mesmo que sua empresa considere o vídeo o futuro do marketing, é preciso ter calma antes de mergulhar de cabeça nesse mundo. Na verdade, pode ser que você sequer precise de tantos recursos para produzir esses vídeos curtinhos. Vídeos curtos duram até dez segundos com conteúdo animado, e são o conteúdo perfeito para nossos tempos. Isso significa que sua oportunidade de chamar a atenção é mais curta que um piscar de olhos.

Então como faz? Esses clipes em miniatura pode ser cinemagraphs, anúncios de promoções ou produtos, usuários em destaque, ou qualquer outro tipo de conteúdo curto e interessante relacionado ao seu negócio. Use como referência o trabalho feito no Instagram por marcas como Oreo e Coca-Cola. Para criar seus próprios vídeos, basta juntar o conteúdo (fotos, clipes e música) e começar a produzir usando um desses aplicativos super fáceis para celular, como Magisto ou iMovie. Quando sua obra-prima estiver pronta, você pode fazer upload para suas redes sociais (YouTube, Facebook, Vimeo, Instagram, etc.) e para seu site. Com Wix Video, você pode fazer upload do conteúdo diretamente para seu site a partir das redes sociais ou dos arquivos existentes em seu computador, exibindo os vídeos de forma incrível, e ainda acompanhar seu desempenho.

07. Mensagens privadas em ascensão

Antigamente, nos comunicávamos cara-a-cara. Com o tempo, isso desapareceu graças aos celulares básicos. Então veio o smartphone e fomos engolidos pela onda da comunicação em tempo-real. Hoje, mal conseguimos saber onde a conversa começou: foi uma mensagem de texto ou WhatsApp, veio do Instagram ou do Facebook? Mas uma coisa é certa: os aplicativos de mensagens privadas estão dominando nossas comunicações. E o atendimento ao consumidor está sendo puxado para esses ambientes privados, mesmo que dentro das próprias redes sociais. Veja aqui o que você pode fazer para acompanhar essa tendência:

Ofereça chat ao vivo: Devido às novas normas de gratificação instantânea mencionadas anteriormente, responder emails com regularidade já não é mais o suficiente para uma excelente experiência do consumidor. O próprio conceito de “regularidade” já não é mais o mesmo. Os consumidores querem as respostas em menos de cinco minutos, então como você pode manter o ritmo? Uma solução que não por acaso se tornou muito popular é usar as redes sociais como uma forma de atendimento ao consumidor. Seus clientes já estão viciados nas redes, então você pode ajudá-los, interagir com eles e até mesmo fechar alguns negócios neste ambiente. Há muito o que ganhar, desde a criação de uma comunidade até a expansão de sua presença online.

Chatbots: Caso não tenho os recursos para oferecer um serviço de chat 24 horas por dia, não há por que se desesperar. Na era dos algoritmos, é possível automatizar até o atendimento ao consumidor usando robozinhos, chamados de chatbots. Trata-se de sistemas de software que usam um algoritmo para determinar as perguntas mais frequentes. Em seguida, eles tentam (com bastante sucesso!) entender a intenção por trás de cada mensagem recebida de seus clientes, para atender suas necessidades. Tudo isso geralmente ocorre através de mensagens texto e 80% dos negócios planejam implementar chatbots até 2020.

No entanto, você não precisa seguir essa tendência apenas por medo de ficar de fora. Um grande benefício dos chatbots é agilizar o trabalho, pois você não precisa estar diante do computador o dia inteiro para ajudar seus clientes. Os chats podem aumentar a produtividade do seu serviço de atendimento, pois limitam o risco de erro humano. Com os avanços recentes no campo da inteligência artificial, já há serviços que permitem configurar uma personalidade para o seu chatbot, de forma a oferecer uma conversa que flua com naturalidade. Para começar, leia tudo sobre Chatbots para Facebook aqui.

Marketing nos mensageiros: Como mencionamos, os clientes já usam bastante as mensagens privadas das redes sociais. Por isso, sendo um empreendedor em busca de oportunidades de marketing, você precisa abordar os consumidores onde quer que estejam. É por isso que o marketing pelos aplicativos de mensagens tem tanto sucesso, pois permite que as empresas insiram anúncios em mensagens privadas diretamente a seus clientes. Por exemplo, o Facebook Messenger oferece diversos tipos de anúncios: Mensagens Patrocinadas (oportunidades promocionais em conversas existentes), Anúncios (você define o público-alvo), e Click-to-Messenger (anúncios que iniciam diálogos pelo Messenger). Entretanto, há diversas opções externas disponíveis a serem integradas com os mais variadas aplicativos de mensagens, não apenas o Facebook Messenger.

Acima de tudo, esta é uma estratégia de marketing que apresenta algumas vantagens, como taxas de clique e abertura acima do que você imagina. Isto se deve ao fato de que esse canal de comunicação possibilita mensagens curtas e diretas ao ponto, que os consumidores preferem, além de permitir iniciar diálogos personalizados que podem resultar em relações duradouras entre marca e cliente. Portanto, vale a pena testar algumas plataformas de mensagem e alguns métodos de publicidade, para entender o que funciona melhor para seu negócio.

08. O blockchain avança a passos largos

A essa altura do campeonato, você está cansado de ouvir falar em blockchain. Em resumo, trata-se de um registro digital descentralizado e espalhado, usado para registrar transações através de inúmeros computadores. Desta forma, o registro não pode ser alterado de forma retroativa sem a autorização de toda a rede – ou seja, em termos práticos, a informação é transmitida com altíssima segurança. Por terem uma reputação de confiança, estas tecnologias são amplamente usadas na segurança de transações financeiras, mas suas aplicações estão se expandindo para outras atividades. No âmbito das redes sociais, podemos observar a análise publicada pelo Alex Tapscott, um dos autores do livro Blockchain Revolution, que considera que “o blockchain é a segunda era da internet”. Enquanto a primeira era se caracterizou pela ampla divulgação de informações, este segundo período tem o foco no valor. Em outras palavras, estamos vivendo a transição entre simplesmente poder acessar livremente tudo o que está disponível de forma abundante em nossas redes sociais e acessar bens únicos e limitados, como dinheiro e arte. Isto se dá através da confiança e da disposição generalizada de compartilhar informações privadas de forma segura, usando a tecnologia blockchain.

O formato mais conhecido de blockchain é o Bitcoin, o “dinheiro da internet”, que é usado para criar e certificar transferências de dinheiro. Mesmo assim, há muitas outras aplicações que podem influenciar o futuro das redes sociais em termos de consumo, acesso e verificação de conteúdo. Isso inclui tudo, desde notícias e música até a forma como fazemos publicidade para nosso negócio, de forma controlada e autenticada como nunca antes. Para aproveitar essa tendência em 2019, antes que esteja amplamente disponível e facilmente acessível, você pode se dedicar a pesquisar e testar as diferentes plataformas, como Bitcoin, Ethereum, Skycoin e Utility Token.

Em resumo, aqui está uma lista do que esperar do blockchain no ano que vem:

 

  • Certificar a veracidade das informações e das notícias: Atualmente, não podemos sempre acreditar na informação apresentada nos artigos compartilhados nas redes sociais, pois vivemos em meio ao fenômeno do “fake news”. Mas isso vai mudar. Com contratos inteligentes, poderemos não apenas verificar as fontes da informação que recebemos e saber exatamente de onde vem, mas também bloquear todo o conteúdo falso. Isso ajudará a provar a legitimidade do seu negócio, além das fontes de informação que o influenciam.
  • Controlar quem vê a informação: Qualquer coisa que você queira publicar nas redes sociais ou compartilhar de forma privada com clientes e colegas de trabalho pode se criptografada, de forma que ninguém poderá acessar a informação sem sua autorização. Skycoin é um exemplo de plataforma que oferece esta possibilidade.
  • Proteção para a identidade online de todos: Do ponto de vista pessoal, é excelente pode controlar quem vê o que você comprou e de quem. Do ponto de vista comercial, não é nada mal parar de gastar dinheiro com publicidade direcionada a contas falsas (os famosos bots) quando usar os anúncios do Facebook. Com maior segurança, teremos uma ideia mais precisa de quem é humano de verdade, e os negócios poderão construir relações com pessoas, em vez de robôs.

 

Pronto para sair na frente com essas tendências para redes sociais? Comece por criar seu próprio site incrível com Wix e conectá-lo às redes sociais agora!

Por Equipe Wix

Receba o Blog do Wix
no conforto da sua casa!

Assine o Wix Blog e não perca nenhuma novidade!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.

Aproveite! \ 

Receba em primeira mão dicas atualizadas sobre como
promover seu negócio, Web Design, SEO e o Wix!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.