Conteúdo para Marketing vs. Conteúdo para Blog



Escrever um blog não é tarefa simples. Você se compromete a publicar um artigo duas vezes por semana (ou uma vez por mês, seja qual for sua periodicidade) resumindo um tema que recentemente pesquisou ou uma experiência pessoal em mil palavras - ou mais, o céu é o limite! Requer tempo, mas é um investimento que você faz na sua marca, como criar um site ou fidelizar sua clientela.


Agora pense no redator de marketing. Para o conteúdo comercial, o processo é o oposto, pois seu texto deve ser o mais conciso possível. Enquanto o blog possui uma tendência a destrinchar cada assunto com o maior detalhamento possível, newsletters, banners e chamadas comerciais prezam pela sutileza. Seu objetivo é transmitir todas as informações essenciais, da forma mais atraente, porém usando a mais reduzida quantidade de palavras.


É como se o redator de marketing enxugasse cada artigo de blog em algumas poucas frases. E depois ainda surge alguém perguntando se existe uma forma mais curta de transmitir a mesma mensagem. Veja a seguir as principais diferenças, e 5 dicas para mudar de um formato de conteúdo longo para um formato de conteúdo curto.



01. Compreender o objetivo


Conteúdo para blog: Escrever um blog é uma excelente forma de se conectar com o público e realmente mostrar o que está por trás do seu negócio. Tenha isso em mente ao definir seu tom, o estilo geral e quando pensar nos tópicos para seu blog. Cada artigo de blog que você escreve tem um objetivo diferente.


Digamos que escrevemos um artigo de blog sobre um novo recurso do Wix Video. O objetivo final deste artigo específico é fazer os leitores aprenderem sobre o recurso antes de experimentá-lo - ele consegue realizar os objetivos fundamentais do Wix Blog: educar e empoderar nossos leitores.


Conteúdo para marketing: Normalmente, conteúdos de marketing têm indicadores-chave de desempenho ou KPIs mais difíceis. De uma forma bem simples, KPI é um valor que pode ser medido. Como escritor de conteúdo de marketing, você deve pensar sobre seu KPI ao criar seu conteúdo.


Por exemplo, escrevendo um email cujo objetivo é conseguir que as pessoas se inscrevam no Wix Blog, colocaremos uma chamada de ação clara (CTA) onde esteja escrito “Inscreva-se Agora”. Isso vai direcionar o leitor para onde queremos que ele se dirija, ajudando alcançar o objetivo ou KPI.



02. Pesquisar


Conteúdo para blog: Qualquer que seja o tópico sobre o qual você está escrevendo, é preciso estar à vontade com esse tipo de conteúdo. Você não vai conseguir ensiná-lo às outras pessoas enquanto você mesmo não não estiver bem seguro a respeito. Se você está escrevendo sobre algo bem mais complexo, fale sobre isso e explique passo-a-passo - como se estivesse tendo uma conversa. Essa conversa vai ajudar a definir os pilares do seu artigo.


Conteúdo para marketing: Aqui também é essencial estar à vontade com seu tópico, da mesma forma como quando escreve conteúdo para blog. Teste o produto, explore o mercado e aprenda tudo que há para aprender. Em seguida, você pode destacar os pontos-chave no seu texto e efetivamente colocá-lo para seus leitores.



03. Contar sua história


Conteúdo para blog: Você tem espaço para escrever. Pegue aquela conversa que acabou de ter com você mesmo e comece a elaborar. Uma boa história faz as pessoas continuarem a ler mesmo que o tópico não seja lá tão empolgante. Tente começar com uma analogia ou uma piada pessoal. Em seguida, dê continuidade ao enredo através do artigo estimulando o leitor a continuar lendo.

Dica: Inclua os pontos importantes nos seus títulos de forma a facilitar aos usuários uma leitura dinâmica do seu conteúdo.


Conteúdo para marketing: Na maioria das vezes, o espaço não é seu melhor amigo. Diga tudo o que é necessário de forma clara e concisa, sempre tendo em mente a história, e a ordem na qual quer contá-la. No marketing, seu objetivo é atrair seu público e mantê-lo no seu site, página ou canal do YouTube. Mas como você não tem tempo para ser muito prolixo, precisa contar sua história de forma rápida ao mesmo tempo em que inclui um final que seus leitores nunca vão esquecer.



04. Pesquise suas palavras-chave


Conteúdo para blog: Os blogs são os tanques de combustível do SEO. Use uma ferramenta como o Google Adwords para identificar algumas palavras-chave relacionadas ao assunto dos seus artigos, ou inclua as palavras-chave indicadas pelo cliente. Quando você usa palavras-chave nos artigos do seu blog, as pessoas que estão fazendo buscas referentes aos tópicos sobre os quais você está escrevendo têm mais chances de encontrar seus posts nos motores de busca.


Conteúdo para marketing: O SEO também tem um papel importante quando se escreve conteúdo para marketing. Em uma página de entrada (landing page), você precisa incorporar palavras ao seu texto, ao título de SEO e à meta descrição. O redator exerce um papel de mediador entre os pedidos da equipe de SEO e a equipe de designers que não quer comprometer o layout da página por conta de algumas palavras-chave. Sim - é bem verdade que incluir essas palavras nem sempre é fácil quando você quer que seu texto pareça o mais natural possível e seu design tenha um aspecto incrível.



05. Lembre-se da importância do seu trabalho


Seja qual for o tipo de texto que você escreve, lembre-se do significado do seu trabalho. O conteúdo é a ponte que conecta as pessoas ao produto. Faça cada palavra contar, esteja você escrevendo um artigo de 1500 palavras para o blog, ou uma descrição de SEO de 160 caracteres, afinal cada palavra é muito importante.


A separação entre o conteúdo para blog e o conteúdo para marketing não é muito simples. São processos de redação totalmente diferentes. Mas é possível aprender e adaptar-se ao longo desse caminho, fortalecendo diferentes aptidões. Como escritor, é importante sair da zona de conforto, pois essa é a única forma de crescer.


Pronto para conquistar novos clientes com o melhor conteúdo? Comece a criar um site no Wix hoje mesmo!

pt03.png