• 617k
  • 37
Promova Seu Site \ 12 de dezembro de 2017

Neuromarketing: Como Vender para o Cérebro

Neuromarketing. O termo em si já transparece a ideia de uma estratégia de manipulação barata para marqueteiros e anunciantes. Apesar de ser praticamente impossível um marqueteiro mapear o cérebro humano, há de fato diversas táticas muito eficientes, que podem ser realizadas para atrair clientes em potencial. Sabendo usá-las, você pode aplicar estas estratégias no seu pequeno negócio ou até no seu incrível site.

A seguir vamos mostrar alguns métodos para fisgar os clientes e outras formas para atrair e manter sua atenção.

Evite a “inércia de decisão” limitando a oferta

Os clientes querem escolhas. Não é bem assim, os clientes dizem que querem escolhas. Estudos indicam que oferecer demasiadas escolhas aos clientes pode sobrecarregá-los e levar à perda de uma venda em potencial.

Digamos que há uma loja que vende camisetas de todos os tipos: polo, esporte e básica. Atravessando a rua há um novo designer vendendo diversas roupas: calças, vestidos e claro, você já adivinhou, camisetas. Com tantas opções de escolha na mega loja só de camisetas o cliente pode passar horas vendo todas as opções! Mas na loja do outro lado da rua onde a seleção de camisetas é menos cansativa, é bem possível que o comprador tenha mais sucesso.

Oferecendo uma variedade menor aos seus clientes, eles conseguirão pesar mentalmente os prós e os contras com maior facilidade

Faça a escassez trabalhar por você

De uma forma geral, consideramos que tudo o que é raro é valioso e esta noção também pode afetar as escolhas dos consumidores.

Digamos que você entra numa sorveteria desejando um sabor diferente. Os potes de todos os sabores estão cheios e prontos para serem servidos, exceto o de baunilha que está quase no fim. De alguma forma, agora este parece ser o sabor mais apetitoso de todos, jogando para longe aquele seu desejo por uma sabor muito diferente.

A escassez evoca um receio comum de se estar perdendo uma oportunidade que tão cedo talvez você não tenha de novo. Muitas vezes quando você compra online vê faixas do tipo “Apenas 2 peças restantes no estoque!” ou “Por tempo limitado!”. Esta tem sido uma tática de neuromarketing de muito sucesso no mercado de eCommerce.

Criar alguma urgência pode ser o empurrão necessário para o cliente efetuar uma compra.

Neuromarketing: Como Vender para o Cérebro

Humanize a sua marca

Nós somos naturalmente atraídos pelo rosto e mais ainda pelos olhos. É por este motivo que é uma ideia muito sensata usar fotos de pessoas em suas propagandas ou no seu site. Não só essas fotos podem dar vida a uma cena, mas as fisionomias podem causar a mesma sensação que seu produto ou serviço suscitam em seus clientes. Então faça bom uso dessas fotos!

Adicione um bebê

Falando em rostos, se você realmente quer levar as coisas para um outro nível, adicione a foto de um bebê! Mesmo que o alvo do produto não seja o mercado infantil, isso não faz o pessoal do marketing deixar de adicionar uma carinha jovem e rechonchuda aos anúncios. Por quê? Porque funciona! Usando uma tecnologia que rastreia o olhar, estudos já mostraram que as pessoas, ao visualizarem uma propaganda com um bebê, tendem a focar em seu rosto mais do que focariam em qualquer adulto e este adorável “pacote” prende sua atenção durante mais tempo.

Este mesmo estudo que rastreia o olhar, também descobriu que se o bebê na propaganda está olhando direto, as pessoas vão focar principalmente na sua cara e em mais nada. No entanto, se o bebê está olhando para qualquer outro lugar, digamos que está olhando para a esquerda, as pessoas também olham para esse lugar. Assim, continuando neste caso, as informações ou chamadas de ação que você quer que as pessoas leiam devem ser colocadas na direção do olhar do bebê.

Neuromarketing: Como Vender para o Cérebro

Use fontes simples para promover ação

Relatórios recentes afirmam que as pessoas tendem a realizar mais ações se o nível de esforço necessário for mínimo. Isto também se reflete na simplicidade ou complexidade das fontes usadas quando ações específicas são solicitadas.

Levando isto em conta, se você está tentando obter uma ação específica por parte do seu usuário, certifique-se de usar uma fonte simples e clara para isso. Uma fonte fácil de ler pode fazer a ação solicitada parecer fácil de realizar. Este pode ser o motivo pelo qual você não vê muitos CTAs usando fontes em estilo script. Dê uma olhada no nosso artigo sobre as melhores formas de usar fontes que você deve achar bem útil.

Use fontes elegantes para adicionar um toque de sofisticação

Se você está oferecendo um produto mais caro ou mais complexo, talvez seja necessário uma fonte um pouco mais difícil de ler que o justifique. Usar uma fonte mais elegante e uma redação mais elaborada nas descrições do seu produto podem aumentar a crença que de fato é um produto exclusivo que não vai ser encontrado em qualquer outro local.

Usar uma fonte um pouco mais difícil de ler e dar um ar de complexidade à sua redação também faz as pessoas levarem um tempo maior para ler o que você tem a dizer. Isso as faz absorverem e se lembrarem mais da sua mensagem do que se fosse uma mensagem com redação simples. É importante encontrar um equilíbrio, uma vez que complicar demais pode resultar numa resposta contrária.

Transpire confiança

Estabelecer e manter a confiança de seus clientes é vital para qualquer pequena empresa e, muitas vezes, a estratégia mais óbvia é a abordagem correta. Fale que você é confiável! Você pode fazer isso de inúmeras formas: desde oferecendo devolução gratuita até dando um presente grátis com uma compra. Não há maneira melhor de provar que você é confiável do que mostrando.

Neuromarketing: Como Vender para o Cérebro

Utilize o engajamento progressivo

Basicamente, engajamento progressivo funciona como construir um relacionamento. Você precisa agir gradualmente e se adaptar às solicitações de acordo com o estágio em que você se encontra. De forma semelhante, sua abordagem aos seus potenciais clientes deve ser com bastante tato e começando devagar.  Por exemplo, você dá de cara com um post que atrai sua atenção no seu feed de notícias no Facebook. Você lê todo o post e decide curtir. A partir daí você vai verificar a página de quem publicou e começa a segui-la. Em seguida, você talvez compartilhe o conteúdo da página e se engaje mais. Aos poucos, um relacionamento é construído com a página do Facebook. O mesmo pode e deve ser feito para a sua empresa – primeiro você dá um presente grátis, depois um cupom, mais adiante um pequeno desconto e assim por diante até o cliente se apaixonar pela sua empresa. Pense sobre todas as plataformas Freemium, este conceito está no coração deste modelo de negócio. ;)

Pronto para colocar seu cérebro à prova? Comece seu incrível site hoje mesmo!

Por Equipe Wix

Receba o Blog do Wix
no conforto da sua casa!

Assine o Wix Blog e não perca nenhuma novidade!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.

Aproveite! \ 

Receba em primeira mão dicas atualizadas sobre como
promover seu negócio, Web Design, SEO e o Wix!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.