SEO para Blog: 10 Dicas para Atrair Mais Leitores


Blog SEO: técnicas para atrair mais leitores

Para aparecer entre os primeiros resultados dos motores de busca, é preciso mais do que apenas clicar no botão "publicar" em seus posts. Se quiser garantir seu lugar no topo, primeiro precisará se familiarizar com uma sigla crucial: SEO, ou otimização para motores de busca. Isso significa simplesmente tornar seu site facilmente legível e acessível para os bots desses motores, de forma que suas páginas apareçam como resultado para as pesquisas relevantes. Além disso, seu conteúdo precisa estar atualizado e conter informações exclusivas e úteis que os leitores não encontrarão em nenhum outro lugar. Quer você pretenda criar um blog ou adicionar uma seção de blog ao seu site, confira abaixo as melhores técnicas de SEO para blogs.



O que é blog SEO e por que ele é tão importante?


Os motores de busca encontram, auditam e apresentam posts de blogs para quem os procura. Se o seu conteúdo for o mais adequado, informativo e aprofundado, é provável que ele seja exibido na SERP (página de resultados exibida por um motor de busca).


Ao otimizar seu SEO para blog, você:


  • Ganha autoridade

  • Aumenta a visibilidade

  • Impulsiona o tráfego

  • Gera mais leads



Técnicas de SEO para blogs


  1. Encontre os tópicos certos

  2. Escolha formatos SEO friendly

  3. Otimize seus posts

  4. Estruture o conteúdo

  5. Incorpore rich media

  6. Adicione alt text às imagens

  7. Adicione links internos

  8. Seja mobile friendly

  9. Poste com frequência

  10. Engaje nas redes sociais



1. Encontre os tópicos certos


Uma notícia triste: muitos redatores com blogs estabelecidos já abordaram praticamente todos os tópicos relacionados ao seu setor. Então, como fazer com que os posts do seu blog se destaquem nos motores de busca? Elementar, meu caro blogueiro: pesquisa e intenção.



Identifique o público-alvo do seu blog


Ao criar um blog, concentre-se em apenas alguns tópicos. Crie posts que abordem as necessidades, dificuldades e dúvidas do seu público-alvo. Essa experiência personalizada melhora a forma como o motor de busca percebe a autoridade do seu site em tais tópicos e, simultaneamente, oferece valor aos seus leitores.


Identificando o público-alvo do seu blog


Faça uma pesquisa minuciosa de palavras-chave:


O primeiro objetivo da pesquisa é segmentar palavras-chave de nicho em seu mercado para encontrar os melhores tópicos sobre os quais escrever. Um lembrete importante: palavras-chave são frases curtas que uma pessoa digita em um motor de busca. Ao inserir essas palavras-chave em seu conteúdo, você aumentará as chances do seu post aparecer nos resultados para essa consulta específica. Idealmente, você escolheria os termos mais populares que chamariam a atenção para os seus posts. No entanto, esses termos amplos são extremamente competitivos e geralmente exibem uma gama enorme de resultados.


Por exemplo, imagine alguém que digitou “bolo” no campo de pesquisa: sua intenção não é tão clara – e os resultados refletirão essa indefinição. Nesse caso, você competiria com páginas poderosas como a Wikipedia, blogs de receitas bem consolidados e até o curta-metragem O Bolo, de 2010.


Quando se trata de seleção de palavras-chave, mais é sempre melhor, pois dessa forma elas tendem a ser mais precisas e menos competitivas (por exemplo, “receita de bolo de laranja sem glúten”). Essas palavras-chave chamadas de “cauda longa” permitem segmentar uma intenção mais específica e, dessa forma, responder diretamente à pesquisa do seu público-alvo.


Encontre palavras-chave de intenção específicas que apresentam um bom volume de busca. Para volumes muito altos, o ranking se torna mais competitivo.


E como começar? Liste todos os tópicos amplos (também conhecidos como "tópicos iniciais") sobre os quais você gostaria de escrever. Em seguida, divida-os em assuntos mais especializados. No caso de um blog de culinária, os tópicos iniciais podem ser: bolos, sopas, saladas, etc., e os mais especializados, por exemplo, sopa de cogumelos para o inverno, sopa de cenoura e gengibre, etc.


Use essas ferramentas de SEO úteis (e grátis) para encontrar ótimas palavras-chave para tópicos de posts e descobrir seu volume de pesquisa:


  • Semrush – frequentemente usado para pesquisa de palavras-chave e dados sobre classificação online, incluindo métricas como volume de pesquisa e custo por clique.

  • Ahrefs – essa ferramenta apresenta diversas sugestões relacionadas à palavras-chave inseridas. Depois de publicar o post, use o Ahrefs para acompanhar semanalmente o desempenho do seu blog nas classificações de busca.

  • Answer the Public – uma ferramenta que gera uma enorme lista de perguntas e frases relacionadas ao seu tópico.

  • Keywords Everywhere – uma extensão do Chrome que mostra o volume de pesquisa para várias palavras-chave. Ótima para ser usada junto com a ferramenta anterior.



Painel de controle do ahrefs


Avalie a intenção


Um erro comum cometido pelos blogueiros ao otimizar seu conteúdo é escrever algo que não atenda à intenção segundo o Google. Você pode ter encontrado uma palavra-chave que considera se alinhar perfeitamente ao seu artigo, no entanto, se o artigo não abordar o que o Google acredita que o pesquisador buscará, seu artigo provavelmente não será classificado. Por exemplo, se você abordar a palavra-chave “templates de newsletter” em um post, mas a página de resultados de busca se concentrar em páginas de produto, seu post provavelmente não aparecerá na primeira página. Para evitar isso, verifique a SERP ativa para a palavra-chave e confirme a intenção antes de escrever.



Pesquise a concorrência


A melhor maneira de superar sua concorrência? Fácil: pesquise no Google. A segunda parte da sua pesquisa consiste em descobrir como seu conteúdo pode ser melhor do que aqueles cujo ranking já é muito bom. O pessoal da Moz chama essa ideia de “10x content”, ou seja, criar um conteúdo 10 vezes melhor do que o classificado na primeira página de busca.


Primeiro, pesquise as palavras-chave escolhidas e analise os cinco a dez principais resultados para entender o tipo de conteúdo que as pessoas buscam ao digitar esse termo. Além disso, observe a extensão média dos posts e tente permanecer nessa faixa. Você pode se inspirar nesses posts para escrever o artigo mais completo e aprofundado possível.


Então, pense no valor agregado que só você pode oferecer em seu artigo. Talvez você tenha experimentado várias receitas de bolo de chocolate sem glúten e descoberto um ingrediente mágico. Talvez suas imagens sejam muito mais atraentes do que as que você viu nos principais resultados? Ou você produziu um vídeo com todos os passos da receita? Todos esses elementos podem alavancar seu conteúdo e ajudar a demonstrar sua autoridade e conhecimento ao Google.



2. Escolha formatos SEO friendly


Como mencionado anteriormente, para superar a concorrência, você deve escrever conteúdo que agregue valor. Motores de busca como Google, Bing ou Yahoo geralmente priorizam conteúdo abrangente e baseado em pesquisa com dados originais.


Ao fazer um brainstorming de ideias em potencial para seu blog, considere estes formatos para transmitir informações úteis:


  • Listas

  • Tutoriais

  • Guias detalhados de “como fazer”

  • Infográficos

  • Posts de especialistas

  • Estudos de caso

  • Posts “o que é” para iniciantes



Escreva conteúdo "evergreen" (perene)


Escolha palavras-chave que possam ser pesquisadas durante todo o ano — e nos próximos — também conhecidas como “evergreen”. Isso não apenas trará tráfego constante para o seu site, como evitará a necessidade de atualizá-lo com tanta frequência.


Conteúdo "evergreen": melhores exemplos de anúncios


Não "evergreen": exemplos de anúncios do São Paulo Fashion Week de 2019



3. Otimize seus posts


Agora que você já encontrou suas palavras-chave e pesquisou a concorrência, é hora de mergulhar no SEO do seu artigo. Ele será o responsável por direcionar tráfego para seu site, ajudando você a aumentar sua base de seguidores e até mesmo começar a monetizar o blog. Além disso, confira este guia sobre o tamanho ideal de um post de blog.


Inclua a palavra-chave principal do seu artigo nos seguintes lugares (felizmente, a ferramenta Wix Blog também facilita muito a implementação de todos esses elementos):


  • No título do post (H1)

  • No primeiro parágrafo do post

  • Na primeira parte do título de SEO

  • Na descrição de SEO

  • No URL da página do post

  • Algumas vezes no próprio post (ou até variações da palavra-chave)


Lembre-se: você escreve para pessoas, não para motores de busca. As regras da boa escrita ainda são importantes. Não basta simplesmente lotar seu artigo de palavras-chave, é preciso incluir naturalmente esses termos ao escrever sobre um tópico específico. E não se preocupe, os motores de busca melhoraram a compreensão de sinônimos e variações de palavras-chave para que você possa usá-los e não soar repetitivo.



4. Estruture o conteúdo


Este item pode parecer bastante óbvio, mas imagine um mundo em que os artigos não tenham parágrafos, subtítulos ou títulos, e o texto seja exibido como em um fluxo de consciência. Um post sem estrutura definitivamente não é legível — e os motores de busca concordam.


Quando você usa formatos diferentes para seu texto, atribui a eles uma tag específica no código. É assim que os motores de busca distinguem os diferentes tipos de texto e sua hierarquia dentro de uma página. Portanto, para fornecer aos seus leitores (e aos motores de busca) a melhor experiência possível, use uma formatação simples.


Em HTML, as estruturas são chamadas de H (cabeçalhos) e variam de H1 a H6 em importância decrescente. Isso significa que H1 é o título mais importante (o título do seu artigo), H2 está um nível abaixo (subtítulo) e assim por diante. Pense nisso como ler um jornal no qual há um título principal, subtítulos e o texto do parágrafo.



Como aparecer no featured snippet


Os feature snippets oferecem um vislumbre de um artigo, geralmente respondendo a uma pergunta, e são exibidos acima do primeiro resultado orgânico. Um estudo da Search Engine Land descobriu que quando há um feature snippet no SERP, a taxa de cliques (CTR) para o primeiro resultado orgânico fica abaixo de 20%, e o feature snippet obtém uma CTR de 8,6%. Isso significa que você terá uma vantagem sobre seus concorrentes ao conquistar essa posição.


Para melhorar suas chances de aparecer no feature snippet, escreva subtítulos claros em seus H2. Isso torna mais fácil para os bots do motor de busca identificá-los e resumi-los em um feature snippet, classificando o seu post na posição mais desejada.



5. Incorpore rich media


Como o algoritmo do Google determina as classificações em função do comportamento dos usuários, os blogueiros precisam tentar manter seus leitores envolvidos o maior tempo possível. Por exemplo, adicionar um vídeo ou episódio de podcast ao seu post pode contribuir para que os leitores permaneçam em sua página por mais tempo, diminuindo assim sua taxa de rejeição.


Além disso, um estudo do Search Engine Journal descobriu que os vídeos classificados no SERP têm um CTR mais alto do que outros tipos de conteúdo. É por isso que recomendamos ter uma estratégia sólida de vídeo marketing para o seu blog, ou até mesmo criar um podcast. Comece com nossa ferramenta grátis de criação de vídeos e com o player de podcast.



6. Adicione alt text às imagens


O famoso ditado “uma imagem vale mais que mil palavras” é quase sempre verdadeiro, mas infelizmente funciona um pouco diferente com os motores de busca. O Google, Bing e outros mecanismos não podem ver imagens como nós, por isso é necessário adicionar algum contexto (na forma de texto) para ajudá-los a decifrar suas fotos e imagens. Adicionar alt text ajuda os motores de busca a entendê-las melhor e, assim, indexá-las com eficiência.


Inserir essas pequenas descrições textuais também permitirá que as pessoas encontrem suas imagens na pesquisa de imagens do Google, gerando mais tráfego para seu site e, claro, melhorando o blog SEO.


Para adicionar alt text no Wix Blog, clique duas vezes na imagem para abrir a edição e preencha a seção que diz “Descreva esta imagem” em “Alt text”. Uma ótima dica para escrever um bom alt text é imaginar que você está descrevendo a imagem para um amigo que não pode vê-la.


O alt text também é importante para a acessibilidade na web. Ele permite que aqueles que acessam seu conteúdo por meio de um leitor de tela entendam melhor as imagens que acompanham o texto.



7. Adicione links internos


Você já se perguntou como um Googlebot vai de uma página para outra? Provavelmente não, mas mesmo assim vamos contar o segredo: links. Na verdade, os links são como uma teia de aranha nos bastidores das páginas do seu site. Quando você cria um link de um post do blog para outro dentro do mesmo domínio (nomedosite.com), os bots dos motores de busca (também conhecidos como “spiders”) conseguem descobrir mais facilmente todas as páginas do seu site e digitalizar o conteúdo completo. Esse processo é chamado de “crawling”. Depois de rastreadas, as páginas são salvas (ou "indexadas") em uma enorme biblioteca.


Sites com blogs possuem 434% mais páginas indexadas do que aqueles que não possuem. Quanto mais posts de blog houver em sua biblioteca, maiores serão as chances de suas páginas aparecerem nos resultados de pesquisa para uma consulta relevante.


Adicionar links internos também faz com que os visitantes cliquem em mais páginas, navegando livremente em seu site. Isso indica aos motores de busca que o conteúdo do seu site satisfaz o público, o que melhorará o blog SEO.


Dica: em vez de usar “clique aqui” ou “saiba mais”, use um texto descritivo ao vincular um post interno do blog. Dessa forma, você fornece contexto e torna mais fácil para o motor de busca entender o que há na próxima página.



8. Seja mobile friendly


O uso de dispositivos móveis é onipresente, por isso o Google começou a não somente indexar a versão mobile do seu site, mas também usar essa versão para classificar os sites. Isso significa que blogs mobile friendly (otimizados para dispositivos móveis) ganham uma alavanca extra de SEO. Mas fique tranquilo: se você usa o Wix, os templates de blog já vêm, por padrão, com design e navegação compatíveis com dispositivos móveis.



9. Poste com frequência


Criar um blog dá um certo trabalho. Você não pode simplesmente escrever um post e esperar que os visitantes comecem a entrar. Blogar é como ir à academia: é difícil frequentar regularmente, mas os benefícios são enormes. Não estamos dizendo que você precisa escrever um post de 3.000 palavras todos os dias, mas pode começar publicando semanal ou quinzenalmente.


De acordo com a nossa experiência, blogar com mais frequência pode impactar muito o blog SEO. Quando você fornece aos ávidos Googlebots conteúdo novo e atualizado, eles continuarão sempre voltando. Além disso, você dá aos motores de busca mais oportunidades de classificar suas páginas.


O segredo para postar com mais frequência é simples: organize-se. Um cronograma pode ajudá-lo a tornar seu planejamento para o blog uma realidade. Em uma planilha do Excel, crie uma tabela que inclua a data de publicação de cada post, prazo para a redação, algumas referências e suas palavras-chave. Ter um bom panorama fará com que você assuma o controle e o incentivará a cumprir a programação.


Se quiser aliviar parte do trabalho, considere convidar outros especialistas em sua área para escrever posts de convidados, ou contrate freelancers e terceirize parte do trabalho pesado.



10. Engaje nas redes sociais


Embora não impactem diretamente o SEO, as redes sociais podem ajudar a divulgar seu nome (e seus links). Ao compartilhar seus incríveis e originais posts no Twitter, LinkedIn, Instagram, Facebook e outras, você aumenta as chances de alguém divulgar seu conteúdo.


Os motores de busca percebem essa quantidade extra de tráfego das redes sociais como um sinal de que outras pessoas se interessam por seu site, o que pode fazer maravilhas para o blog SEO.


A maneira mais fácil de fazer isso é adicionar um botão “compartilhar” e o botão "Tweet" do Twitter em seus posts para que seus leitores possam compartilhá-los facilmente. Além disso, não se esqueça de publicar em seus próprios canais sociais: use os lindos templates prontos da ferramenta Artes para redes sociais e gere um buzz extra para seu conteúdo.




Por Equipe Wix



pt03.png