• 36k
  • 18
Promova Seu Negócio \ 8 de novembro de 2018

O Que É Marketing de Guerrilha? 11 Exemplos Incríveis de Campanhas de Sucesso

Após passar horas a fio dedicando-se ao design e aos mínimos detalhes de seu site incrível, e publicá-lo para que o mundo possa apreciá-lo, é hora de promovê-lo. O Marketing se apresenta através de diversas roupagens, dos tradicionais anúncios impressos ao Google Ads, passando pela criatividade dos comerciais na televisão. Um dos métodos mais interessantes é o marketing de guerrilha. Ainda que pareça uma tática destinada às grandes empresas, não foi assim que tudo começou – e não é assim que você deve pensá-la, apesar dos grandiosos exemplos que trazemos abaixo.

O que é marketing de guerrilha?

Definido pelo Dicionário Oxford como “técnicas de marketing inovativas, não-convencionais e de baixo custo, focados em obter máxima exposição para determinado produto”, este tipo de marketing busca impressionar o público com o “fator uau” e, como mencionado acima, tem uma boa relação de custo-benefício. É bastante direto e grandioso, e nem um pouco sutil. Trata-se de uma forma simples para pequenos negócios se promoverem sem gastar os olhos da cara. Para você se inspirar um pouco, preparamos uma lista das nossas campanhas de marketing de guerrilha preferidas que podem ensinar algumas lições.

01. A Frontline nos lembra de manter a perspectiva

O remédio contra pulgas Frontline criou um anúncio colado no chão, de forma que as pessoas caminhando parecem os próprios insetos. Este método é inteligente pois torna o anúncio impactante a partir de ângulos específicos. O anúncio cria uma situação em que as pessoas involuntariamente interagem com o conteúdo, e explica exatamente o que o produto faz.

Marketing de Guerrilha: Frontline

02. Seja esquisita como a Netflix

Para promover a famosa série Stranger Things na época do Dia das Bruxas, a Netflix bolou uma campainha que as pessoas podem construir para colocar em suas portas. Desta maneira, o espectador não precisa pausar o que estiver assistindo para atender as crianças que vêm brincar de “doçuras ou travessuras” no Halloween. Desse jeito, todo mundo sai ganhando! O fato de ser um projeto de verdade, que as pessoas consegue construir sozinhas é ainda mais legal, e a Netflix americana disponibilizou as instruções em um site dedicado. Para deixar todo mundo no clima, os arquivos incluem uma trilha sonora assustadora e sons de gritos de séries como Black Mirror, American Horror Story e Stranger Things. Veja o vídeo original abaixo:

03. A IWC mostra o que está faltando no seu pulso

A fabricante de relógios IWC usou o “marketing de ambiente”, outro tipo de marketing de guerrilha que emprega com inteligência elementos do ambiente na publicidade. Mesmo que nem todos segurem os puxadores do ônibus desta forma, é uma maneira esperta e efetiva de passar sua mensagem.

Marketing de Guerrilha: IWC

04. Me dá uma mordida desse banco

A KitKat usou os bancos das ruas para anunciar seu chocolate exatamente onde as pessoas vão para descansar. Afinal, seu slogan “Have a break…Have a Kit Kat!” sugere que as pessoas façam um intervalo para comer um chocolate. Uma campanha simples, barata e impactante – e 100% no estilo da marca.

Marketing de Guerrilha: KitKat

05. O Zoológico de Copenhague abraça os visitantes

O Marketing de Guerrilha visa o máximo impacto sem precisar explicar tudo para o público. A mensagem deve ser transmitida com o mínimo de palavras. E o exemplo abaixo não precisa de muitos para deslizar pela sua mente. O Zoológico de Copenhague, na Dinamarca, envelopou alguns ônibus de forma que parecia que uma cobra os estava esmagando. Não precisa falar mais nada.

Marketing de Guerrilha: Zoológico de Copenhague

Aliás, esse não foi a primeira vez que vimos um animal imenso tomar conta de um ônibus, pois o canal National Geographic já tinha feito o mesmo para a Semana do Tubarão, colocando a boca da fera justamente na porta dos ônibus:

Marketing de Guerrilha: Semana do Tubarão da National Geographic

 

06. A Pepsi usa realidade aumentada em pegadinha no ponto de ônibus

Ainda no Reino dos Ônibus, a Pepsi escolheu os pontos para sua campanha. Usando realidade aumentada em sua forma mais literal, este ponto de ônibus “hackeado” parecia ser meramente um painel de vidro através do qual se enxerga a rua. Entretanto, foram inseridas câmeras para projetar imagens e animações na tela, como tigres e discos voadores, e até uma invasão de robôs pela cidade. Veja a reação dos passageiros:

07. O King Kong deu os primeiros passos, a galera foi atrás

Para promover o filme King Kong 360 3D, pegadas gigantes foram deixadas em uma praia na Califórnia, Estados Unidos, junto com um jipe dos salva-vidas completamente amassado. Pronto, o público se encarregou de colocar as imagens das redes sociais, obviamente.

Marketing de Guerrilha: King Kong

08. Uma palhaçada

Quer deixar uma impressão duradoura? Que tal espantar uns transeuntes? Naturalmente, este método traz riscos, mas as melhores campanhas terminam em risos, não em lágrimas.
Em 2017, no lançamento do filme de horror It: A Coisa (você conhece, é aquele que tem o palhaço!) alguns bueiros em Sydney, na Austrália, foram “vítima” de uma campanha de marketing esperta, porém assustadora. Um único balão cheio de gás hélio amarrado aos bueiros foi suficiente para despertar calafrios em qualquer um que viu o trailer.

Marketing de Guerrilha: It

09. Um café sobrenatural

Tem medo de palhaço? Então quem sabe essa pegadinha de 2013 anunciando o remake do filme Carrie: a Estranha faz mais o seu estilo. Um mecanismo elaborado precisou ser construído nesta cafeteria, além da presença de uns atores interpretando os consumidores para mostrar o que acontece quando essa moça se irrita com o homem que derrubou café em seu computador. Você vai adorar!

10. A água suja da Unicef

Nem todo o impacto do marketing de guerrilha precisa ser positivo. Veja o exempla da máquina da Unicef que vende água suja. Para divulgar a causa da água limpa (e o fato de ainda não estar disponível em certas partes do mundo), a Unicef colocar uma máquina para vender garrafas de água suja em Nova Iorque. A máquina oferecia água turva e suja, com diversas opções de doenças que podem ser contraídas através do consumo de água contaminada. Claro, a máquina também aceitava doações para o programa que leva água limpa às crianças.

11. Mantenha o mistério, como o Twin Peaks

Há vezes em que não acreditamos que nos olhos nos mostram. Há vezes em que precisamos de uma imersão para transformar-nos em consumidores. Por isso, barraquinhas itinerantes e demonstrações ao vivo funcionam tão bem. Naturalmente, uma barraquinha itinerante pode ser cara, mas pense naquelas pessoas oferecendo provas da comida dos restaurantes na praça de alimentação do shopping center – é a mesma coisa. Ofereça uma experiência, mostre às pessoas como seus produtos funcionam. Elas podem se tornar clientes, ainda mais se a palavra “grátis” estiver envolvida.
Um bom exemplo de “experiência” foi realizado para o nova temporada da série Twin Peaks, que retornou após 20 anos. O estúdio criou um restaurante em diversas cidades americanas, parecido com o restaurante da série. Do lado de dentro, produtos básicos, como café e bolo, são servidos em um ambiente de nostalgia e muitas referências.

Marketing de Guerrilha: Twin Peaks

Pronto para partir para o marketing de guerrilha? Crie seu site incrível hoje mesmo!

Por Equipe Wix

Receba o Blog do Wix
no conforto da sua casa!

Assine o Wix Blog e não perca nenhuma novidade!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.

Aproveite! \ 

Receba em primeira mão dicas atualizadas sobre como
promover seu negócio, Web Design, SEO e o Wix!

Opa, esse não é um email válido.

e-mail já existe

Opa, esse não é um email válido.