top of page

Plano de negócios: o que é e como fazer (com modelo grátis)

Atualizado: há 5 dias


Artigo sobre o que e um plano de negocios e como fazer um, contendo um modelo de plano de negocios gratuito.

Atualizado em: Outubro 2023


Para aqueles que pretendem abrir um negócio, não basta apenas criar um bom site de negócios ou transformar sua garagem em uma loja. É preciso ter um plano de negócios bem elaborado para manter sua empresa nos trilhos, antecipar obstáculos e contar com um roteiro completo para abrir ou melhorar sua empresa.


Ao usar um plano de negócios, você conseguirá expor sua visão de maneira clara e, ao mesmo tempo, fornecer informações essenciais para atrair possíveis investidores e transmitir credibilidade. O processo de criação do documento pode parecer um bicho de sete cabeças, mas não é tão difícil entender como fazer um plano de negócios se partirmos das premissas certas.


Neste artigo, para ajudar você a começar com o pé direito, reunimos o essencial sobre o assunto, com uma explicação completa sobre o que é um plano de negócio e como fazer o seu, além de incluir um modelo pronto para você se inspirar.


Leitura bônus: como começar um negócio.





O curso online e grátis do Wix Learn (com legendas em português) contém dicas valiosas sobre como promover o seu negócio, levando sua ideia para o próximo nível. Confira abaixo:




O que é um plano de negócio?


O plano de negócios é um recurso usado por pequenos negócios e empreendedores no começo de sua jornada como empresa ou pessoa jurídica. É um documento estratégico que define as metas, objetivos e abordagem de seu negócio, incluindo a visão da empresa, mercado-alvo, projeções financeiras e planos operacionais.


Um plano de negócios bem elaborado pode atrair parceiros, convencer investidores e bancos a financiar a ideia e servir como um recurso para o crescimento futuro da sua empresa. Acima de tudo, saber como fazer um plano de negócios ajudará você a estruturar, operar e gerir seu novo empreendimento, seja ele um negócio individual, uma sociedade ou mesmo uma corporação.



Por que você precisa de um plano de negócios?


Todo empreendimento precisa de um plano de negócios, pois, com ele, você será capaz de:


  • Determinar sua ideia de negócio.

  • Esclarecer a situação do mercado e da concorrência.

  • Definir uma estratégia de marketing.

  • Definir sua proposta de valor.

  • Buscar investimento em bancos e outras fontes.

  • Buscar investimento em bancos e outras fontes

  • Estabelecer metas e indicadores de desempenho (KPIs).

  • Analisar a concorrência.



Um plano de negócios também permite que você avalie a viabilidade de seu negócio antes de investir muito tempo e dinheiro na ideia. Embora todo negócio apresente riscos, investir um tempo na criação de um plano ajudará a mitigar falhas e erros que podem custar caro no futuro.


Ao criar um plano de negócios, é importante estabelecer as metas do seu negócio logo no começo e pesquisar bastante o mercado, realizando uma análise da concorrência e entendendo bem seu público-alvo.



Como fazer um plano de negócios?


Em todo processo criativo, é difícil progredir além da etapa de idealização. O mesmo se aplica à elaboração de um plano de negócios. Para evitar esse bloqueio criativo e não desperdiçar seus recursos, é importante colocar suas ideias no papel o mais rápido possível para converter pensamentos abstratos em pontos que podem ser trabalhados na prática.


Você conhece sua proposta melhor do que ninguém, por isso, comece reunindo as principais informações sobre sua ideia de negócio em uma lista e tente sintetizar sua seleção em uma breve descrição, mantendo os detalhes mais importantes, como setor de atuação, capital inicial, data de entrada no mercado, projeções de crescimento e, se possível, categoria contábil e modelo de tributação. Esses breves detalhes darão uma base sólida para expandir seu plano.


Seu plano de negócios é um pilar essencial na estratégia de crescimento da sua empresa, pois apresenta sua ideia de forma concisa a pessoas interessadas e, principalmente, define suas expectativas para o futuro.

Para fazer previsões, é preciso primeiro entender sua situação atual, que, por sua vez, só pode ser totalmente compreendida se soubermos como viemos parar aqui. Se seu negócio já tiver sido implementado, analise sua trajetória para obter ainda mais insights sobre o rumo que ele tomará.


Com as informações básicas reunidas, é hora de arregaçar as mangas e montar o plano propriamente dito. A formatação pode variar bastante, mas alguns fatores não podem ficar de fora. Entre eles, podemos citar a análise de mercado, dados sobre o público-alvo, capital arrecadado e fundos necessários para tirar a ideia do papel ou expandir um empreendimento já existente.


Para evitar mal-entendidos e contratempos, usar um modelo de plano de negócios pode ser uma opção muito mais rápida e simples do que começar do zero. Com um modelo, você já tem campos predefinidos que podem ser preenchidos rapidamente, além de ter a experiência de especialistas refletida na formatação do documento.



Baixe o modelo de plano de negócios gratuito do Wix


Elaborar um bom plano de negócios pode ser uma dor de cabeça. Por isso, criamos um modelo de plano de negócios simples, personalizável e gratuito para ajudar você a se basear em uma estratégia robusta e abandonar os achismos na tomada de decisões. Você pode usá-lo para dar o pontapé inicial ou aperfeiçoar o plano que já estiver usando.





Modelo de plano de negócios


Do que é formado um plano de negócios?


  1. Sumário executivo

  2. Descrição da empresa e propósito

  3. Produtos e serviços

  4. Análise de mercado

  5. Plano de marketing e operações

  6. Gestão e organização

  7. Projeções financeiras

  8. Apêndices



1. Sumário executivo


O sumário executivo deve ser o componente mais forte de seu plano de negócios. É aqui que você pode ganhar ou perder quem quer que vá examiná-lo no futuro, como os investidores que mencionamos acima. Seu sumário executivo vai fazer o trabalho pesado de explicar todo o potencial e os objetivos do seu negócio. Em outras palavras, é aqui que se situará toda a informação necessária para chamar a atenção de possíveis parceiros logo de cara.


Nesta seção, você deve dar uma visão geral de alto nível de tudo que faz do seu negócio mais que uma boa ideia. Escreva algumas frases de impacto sobre cada um dos componentes do seu plano de negócios - descrição da empresa, produtos e serviços, análise de mercado e muito mais - enquanto deixa o leitor intrigado e querendo saber mais. Essa seção deve ser curta e envolvente, com no máximo duas páginas.


Dica profissional: embora tenhamos listado esta parte primeiro, você deve escrevê-la por último. Seu resumo executivo será colocado no início de seu plano de negócios, mas você terá um controle melhor sobre quais informações incluir depois da conclusão das seções abaixo.



2. Descrição da empresa e propósito


A primeira coisa que você vai escrever é a descrição da sua empresa. Esta parte também é bastante simples.


Comece com o nome da sua empresa e os nomes dos seus fundadores. Em seguida, conte a história do seu negócio, bem como as pessoas que o iniciaram. Inclua coisas como o ano e o local, o propósito da sua empresa e sua declaração de missão. Descreva resumidamente seus principais produtos ou serviços, mas sem entrar em muitas informações, essa parte você vai deixar para a próxima seção.


Discuta o atual estágio de desenvolvimento do seu negócio, e fale das conquistas anteriores das quais você se orgulha. Você vai querer chamar a atenção para as vantagens competitivas que podem ajudar seu negócio a ter sucesso, como o apoio de outros especialistas do setor ou a oferta de produtos/serviços exclusivos e nichados.


Facilite o acompanhamento do progresso do seu negócio ao descrever minuciosamente seus planos para o futuro, mencionando seus objetivos e um plano de ação para alcançá-los. Descreva os marcos dessas metas em uma linha do tempo dividida por trimestres e anos. Seus investidores atuais ou potenciais e outras partes interessadas vão querer saber como sua empresa planeja se expandir e progredir.



3. Produtos e serviços


É aqui que você vai enumerar e explicar em detalhes sua oferta atual e futura de produtos e serviços. Você precisará fornecer descrições e nomes potenciais de cada um deles. Pense adiante e faça uma lista de quaisquer perguntas que investidores, parceiros, bancos, fundos de investimento e até mesmo seu público possa ter sobre o seu negócio. Responda-as exaustivamente, certificando-se de não omitir nenhum detalhe.


Se você ainda está trabalhando em sua ideia, descreva em que estágio de desenvolvimento você se encontra e os outros processos pelos quais ainda deve passar. Em seguida, adicione gráficos, imagens de produtos e outros componentes visuais quando necessário.


Conclua esta seção listando seu plano de precificação, incluindo o custo dos materiais e mão de obra, o custo dos produtos/serviços finais e o lucro que você pretende obter em cada unidade.



4. Análise de mercado


Esta é uma das seções mais extensas do seu plano de negócios, pois tem muitas partes que vão exigir mais de você. Será preciso realizar uma pesquisa de mercado, tirar conclusões e escrever as descobertas relacionadas para os seguintes pontos:


  • Histórico da indústria: forneça um histórico do setor em que sua empresa opera, seja saúde e bem-estar, educação ou qualquer outra coisa. Responda a perguntas como: “qual é a situação atual do setor?” e “quais as tendências para esse setor nos próximos anos”. Pesquise sobre a história dos principais nomes do mercado e suas trajetórias de crescimento.

  • Análise do concorrente: liste e analise seus principais concorrentes e como você planeja competir com eles. Execute uma análise SWOT. É aqui que você escreverá os pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças de cada um desses negócios. Lembre-se: no tópico "histórico da indústria", olhamos para o passado e o que ele pode nos ensinar. Nessa fase, olhe para o presente de forma prática e realista.

  • Barreira de entrada: explique o que torna difícil para um recém-chegado entrar no setor. São altos custos iniciais? Equipamento específico? Requisitos de patente?

  • Publico-alvo: aqui, você fornecerá detalhes sobre o seu público-alvo. Descreva exatamente como é sua base de clientes em potencial neste setor, usando os dados demográficos de seu mercado, como idade e ocupação. Você também pode incluir uma descrição de personas dos seus clientes ideais para obter informações valiosas sobre as necessidades e desejos da sua clientela.

  • Avalie sua empresa: observando os tópicos listados acima, avalie como sua empresa se encaixa neles. Que vantagens você tem? Como é a demanda por seu produto ou serviço específico? Como você alcançará clientes em potencial?



5. Plano de marketing e operações


Nesta seção, você terá que detalhar como sua ideia de negócio se traduzirá em vendas e como suas ofertas poderão alcançar seus clientes em potencial.


Comece construindo sua marca. Estabeleça seu próprio manual de identidade visual, desde as cores até as fontes utilizadas. Você pode criar um logo grátis e escolher a personalidade online certa para você.


Com sua marca estabelecida, a próxima coisa a fazer é explicar seu plano de publicidade e divulgação e detalhar seu orçamento de marketing. Essa fase inclui a criação de um site profissional para exibir e vender seus produtos, a escolha dos canais de mídia social certos para seu público e que tipo de conteúdo você vai precisar criar para cada plataforma.


Por fim, é hora de planejar como você vai atender pedidos ou gerenciar suas reservas. Você vai querer explicar os requisitos de mão de obra, suprimentos, equipamentos e instalações necessários para receber e enviar pedidos. Se você estiver escolhendo opções alternativas, como dropshipping, mencione-as aqui também.



Loja virtual de roupas masculinas.


6. Gestão e organização


Compartilhe com seu leitor como seu negócio será estruturado e quem serão as pessoas que o farão ser o que é. Isso inclui todos, desde seus fundadores e equipe executiva a todas as outras pessoas/equipes que fazem a engrenagem do seu negócio rodar.


Isso inclui o conselho de administração e consultores, acionistas, chefes de departamentos e outros membros da equipe. Mesmo que você ainda não tenha contratado todas essas pessoas, é importante mostrar como será seu empreendimento com todos eles a bordo.


Para exibir tudo isso, prepare um diagrama em pirâmide ou gráfico. Em seguida, descreva as funções dos principais participantes mencionados em sua ilustração.



7. Projeções financeiras


É sempre importante saber como você será capaz de sustentar seu negócio financeiramente, tanto para seu próprio bem quanto para o de potenciais investidores.


Nesta seção, escreva as respostas para as seguintes categorias de perguntas:


  • Quanto você precisa investir inicialmente?

  • Quanto financiamento você está solicitando dos investidores?

  • Quanto tempo até você começar a ter lucro?

  • Quanto lucro você espera ganhar no próximo ano? 3 anos? 5 anos?


Além disso, você precisará ser capaz de administrar suas finanças com orçamentos transparentes e manter o controle de suas receitas e despesas. Isso serve tanto para entender quanto dinheiro está entrando e saindo, quanto para ver de forma clara quanto de impostos você precisa pagar além de todos os outros custos de se manter um negócio.


Seja com a ajuda dos serviços profissionais, de um software que pode facilitar sua contabilidade ou mesmo se você estiver cuidando dessa delicada área sozinho, tenha em mente que a transparência e a organização são as chaves para o sucesso financeiro da sua empresa.



8. Apêndices


Para a seção final, mencione todas as informações adicionais que ajudarão os leitores a entender a imagem completa de sua empresa. Se você fez referência a quaisquer recursos visuais, dados de pesquisa ou links em seu plano de negócios, pode incluir os detalhes aqui.


Certifique-se também de colocar nesta seção suas licenças, marcas registradas e patentes, contratos, artigos de incorporação, seguros e avaliações.



Dicas para preencher seu modelo de plano de negócios


A parte mais difícil da jornada é sempre o primeiro passo, como diz o ditado. Preencher seu modelo de plano de negócios pode ser uma tarefa complicada, mas o modelo foi feito para ajudar você a dar o primeiro passo e começar a todo vapor. Reunimos aqui algumas dicas para aproveitar ao máximo o modelo que você escolher.


Os pontos a seguir são práticas recomendadas, não regras. Assim, faça o que funciona para você. O mais importante é lembrar que essas dicas podem facilitar o processo de planejamento para avançar para o próximo passo: o lançamento de seu negócio.


  • Considere suas metas: qual o propósito de seu negócio? Você está buscando expandir, lançar uma nova linha de produtos ou financiar um projeto específico? Identificar suas metas ajudará você a priorizar informações importantes no plano de negócios.

  • Preencha o que puder: talvez você já tenha uma ideia vaga (ou específica) sobre o que quer alcançar com seu negócio. Confira cada seção do modelo de plano de negócios e preencha o que puder. Recomendamos deixar o resumo executivo em branco por enquanto, já que é recomendado que se escreva por último.

  • Seja realista: mesmo que o documento sirva como uma ferramenta de marketing para possíveis investidores, não exagere nos números ou faça promessas vazias.

  • Pesquise a fundo: nada é mais motivador para uma empresa do que ter informações sobre os competidores e mercado. Se não estiver progredindo, pesquisar um pouco mais pode ajudar você a se motivar e obter insights valiosos sobre o rumo do seu negócio. Por exemplo, se você planeja abrir uma empresa de jardinagem, pesquise sobre os preços específicos oferecidos em sua região para que você possa diferenciar seus serviços e, possivelmente, oferecer melhores opções.

  • Peça ajuda: conversar sobre suas ideias de negócios com amigos, mentores ou conselheiros é uma ótima forma de obter feedback e descobrir novas abordagens ou produtos para incorporar em seu plano. Sua rede de contatos também pode ser uma fonte valiosa de insights sobre o seu setor de atuação ou mesmo clientes potenciais. Além disso, é sempre bom poder conversar e discutir seus problemas e desafios com alguém que entende a situação em que você se encontra.

  • Revise e reavalie: uma vez que tudo estiver concluído, esfrie a cabeça e deixe o plano “marinar”. Após um ou dois dias, revise seu plano e certifique-se de que todas as informações estão atualizadas. Se possível, peça para que outras pessoas também revisem o documento, já que uma opinião externa pode ajudar a identificar áreas que precisam de melhoria, seja com mais detalhes ou explicações mais aprofundadas.


O preenchimento do modelo de plano de negócios ajudará você a elaborar sua declaração de missão, escrever propostas de negócios e planejar como prosseguir com os esforços de marketing, distribuição e crescimento para seus produtos e serviços.


Após o lançamento, você também pode analisar sua cadeia de valor para identificar os principais fatores que geram valor para seus clientes ao mesmo tempo que maximizam seus lucros. Isso ajudará a desenvolver um melhor plano de negócios que considere toda a cadeia de valor, desde a pesquisa e desenvolvimento até a venda e atendimento ao cliente.



Modelo de plano de negócios: Negócios tradicionais vs. Startups enxutas


Existem dois principais formatos para planos de negócios: tradicional e enxuto.


Modelo de plano de negócios tradicional


Um modelo de plano de negócios tradicional inclui cada detalhe e componente que define uma empresa e contribui para o seu sucesso. Geralmente, o plano é representado em um documento com cerca de 30 a 50 páginas e inclui:


  • Resumo executivo: o resumo executivo é uma visão geral de tudo o que está incluído no plano e geralmente fornece uma breve explicação sobre seu negócio e suas metas. Muitos autores preferem escrever essa seção depois de já terem delineado as outras partes do documento, já que é basicamente um resumo do plano.

  • Descrição da empresa: a descrição deve incluir os detalhes essenciais, como nome do negócio, nomes dos fundadores, localização e a missão da empresa. Descreva brevemente aqui seus principais serviços (ou produtos, se estiver usando um modelo de plano de negócios para eCommerce) e deixe para se aprofundar nos detalhes na seção de serviço/produto. Também é uma boa ideia incluir aqui uma declaração com a visão do negócio. Embora sua missão esclareça o propósito de sua empresa, a declaração da visão define o que sua empresa deseja alcançar ao longo do tempo.

  • Análise de mercado: é uma das seções mais detalhadas de um plano de negócios. Para preenchê-la, você deve conduzir uma pesquisa de mercado e descrever suas conclusões. Inclua informações como: contextualização do setor, análise SWOT, barreiras/obstáculos, mercado-alvo e os diferenciais de seu negócio.

  • Organização e gestão: é a seção em que você descreve como seu negócio será estruturado e quem está no comando, incluindo fundadores, equipe executiva, diretoria, funcionários e as principais partes interessadas. Para isso, pode ser útil criar um layout visual (ou seja, um organograma) para ilustrar a estrutura de sua empresa.

  • Linha de produtos e serviços: crie uma lista detalhada de seus produtos e serviços atuais e futuros. Se ainda estiver refinando sua proposta, crie uma declaração de conceito para descrever sua ideia ou produto. Você também deve incluir uma prova de conceito (ou Proof of Concept (POC)) que demonstre a viabilidade da sua ideia. Inclua diagramas, imagens dos produtos e outros componentes visuais para ilustrar o ciclo de vida do produto conforme necessário.

  • Marketing e vendas: detalhe como sua ideia de negócio será divulgada e vendida para clientes potenciais. Você pode começar definindo sua identidade de marca, incluindo as cores e fontes que serão usadas, sua estratégia de marketing e divulgação e o planejamento dos pontos de contato com os clientes (como seu site, app ou estabelecimento físico).

  • Projeções financeiras e arrecadação de fundos: inclua relatórios financeiros, como balanço patrimonial, demonstração de lucros e perdas, extrato do fluxo de caixa e análise de ponto de equilíbrio financeiro. Com tantos dados para mostrar, é comum incluir várias páginas com informações e projeções financeiras. E não se esqueça de mencionar o investimento que precisa e qual é o seu plano para arrecadá-lo. Caso já tenha os fundos necessários para o negócio, forneça detalhes sobre seus investimentos. Confira nosso artigo sobre ideias de negócios lucrativos com pouco investimento.



Do que e formado um modelo de plano de negocios tradicional.

Modelo de plano de negócios enxuto


A ideia de um plano de negócios enxuto segue o conceito da metodologia de Startups enxutas, ou Lean Startups, termo cunhado no livro de mesmo nome do autor Eric Ries. Basicamente, trata-se de fornecer uma estrutura de problema/solução que envolva uma descrição geral de sua ideia de negócio.


Um plano enxuto é um documento de página única que contém uma visão geral dos aspectos mais importantes de sua ideia. Essa é uma boa forma de dar os primeiros passos no planejamento de seu negócio, já que não exige o mesmo nível de detalhe de um plano tradicional. Isso inclui:


  • Problema: qual problema seu produto ou serviço soluciona ou qual demanda é capaz de atender?

  • Solução: como você pretende resolvê-lo?

  • Proposta de valor única: por que as pessoas devem usar o seu produto em vez dos de outras empresas?

  • Vantagem: o que você tem que outras empresas não têm?

  • Clientes: quem é seu cliente ideal?

  • Canais: como esse cliente encontrará sua empresa?

  • Principais métricas: como você define sucesso? Como acompanhará e medirá o desempenho?

  • Fluxo de receita: como seu negócio gerará receita?

  • Estrutura de custo: no que você gastará seu dinheiro (custos fixos ou variáveis)?


Já que o assunto é negócios, confira também nosso artigo sobre ferramentas de inteligência artificial que podem ajudar (e muito) seu negócio.



Perguntas frequentes sobre o modelo de plano de negócios



Qual é a forma mais fácil de escrever um plano de negócios?


A forma mais fácil de elaborar seu plano de negócio é utilizar um modelo. O modelo de plano de negócios tem um formato estruturado que guiará você por cada seção, simplificando o processo de criação de um plano completo.



Existe um modelo para se escrever um plano de negócios?


Sim. Basta usar o modelo de plano de negócios grátis do Wix e preencher os campos em branco para personalizá-lo de acordo com suas necessidades. O modelo de plano de negócios do Wix inclui sete seções essenciais, como resumo executivo, análise de mercado, projeções financeiras e muito mais.



Quais são as 7 partes essenciais de um plano de negócios?


  • Resumo executivo

  • Descrição da empresa

  • Análise de mercado

  • Organização e gestão

  • Linha de produto e serviços

  • Marketing e vendas

  • Projeções financeiras e arrecadação de fundos





Por Hanna Kimelblat

Blogger & Growth Marketing Expert - Português

pt03.png
bottom of page