Guia Passo-a-Passo: Como Anunciar no Google



Com 40.000 consultas processadas por segundo (é isso mesmo: 40 mil por segundo) o poder do Google como motor de busca é inquestionável. Com tantas pessoas correndo para digitar naquela caixa vazia as maiores questões relacionadas às suas vidas - desde a localização da loja de tintas mais próxima até como fazer reanimação cardiopulmonar em um hamster - há aí fora um público imenso para seu pequeno negócio, esperando apenas que alguém entre em contato. O Google ajuda a acessar este mercado através dos Google Ads (anteriormente conhecidos como Adwords), a plataforma que você pode usar para posicionar anúncios estrategicamente relevante para o que um potencial cliente possa estar procurando nesse exato momento da sua busca. Dessa forma, você faz os internautas passarem da página de resultados dos motores de busca (SERP) diretamente para seu site. Esta prática é conhecida como SEM (search engine marketing, o que em português significa marketing dos motores de busca).


Com certeza você já viu os Google Ads, mesmo se não tenha se dado conta disso. São os responsáveis por aquelas listagens que vêm com a palavra “Anúncio” em verde no topo e ao final de cada SERP. Agora comece a imaginar que o caminho entre estes resultados patrocinados e seu incrível site é uma verdadeira “estrada”. O seu trabalho é descobrir quais placas dessa estrada você deve colocar no seu anúncio para manter o tráfego se encaminhando tranquilamente para a sua página e não parecendo São Paulo na hora do rush. No entanto, você não precisa fazer nada disso sozinho. Estamos aqui para te mostrar o que é o Google Ads e como você pode usá-lo para anunciar seu negócio no Google.



O que é Google Ads e como funciona?


Uma maneira para pensar em uma SERP do Google é considerá-la como se fosse o mercado imobiliário. Conseguir alcançar a primeira página dos resultados pode ser o equivalente a viver em um lugar luxuoso. Você pode fazer isso gratuitamente gerenciando seu SEO (otimização dos motores de busca) para direcionar mais tráfego orgânico para seu site e isso é imprescindível para qualquer site. Porém, mais exclusiva do que a primeira página é a área reservada aos anúncios pagos no topo e ao final da página. Devido à sua alta visibilidade, estas áreas são como uma propriedade à beira-mar. Por isso, se você quer “acordar com vista para o mar”, tem que se preparar para gastar um pouco mais. É aqui que entra o SEM (marketing dos motores de busca). Na terra do Google, isso significa que para conseguir ter o nome da sua empresa colocado nestas localizações privilegiadas, é preciso gastar um dinheiro.


É claro que uma estratégia de publicidade não é necessariamente melhor do que outra. Sua decisão sobre o uso da publicidade paga, além dos seus esforços orgânicos, vai depender muito do seu mercado, dos seus objetivos e da análise de qualquer experiência que você possa conduzir com cada um desses fatores. Se já decidiu que a propaganda paga é o caminho certo para você, mas seu orçamento de marketing é pequeno, a ideia de ter que gastar dinheiro pode fazer você recuar. É por isso que preparamos esse passo-a-passo com dicas para usar o dinheiro que você tem de forma estratégica, e conseguir os melhores resultados possíveis para o seu orçamento.


Para compreender como criar uma campanha publicitária eficiente no Google, é importante ter uma noção de como o motor de busca seleciona quais anúncios serão exibidos na área nobre das SERPs. Em poucas palavras, é uma combinação de quanto dinheiro você está disposto a oferecer em seu lance, e da qualidade do seu anúncio.


Vamos olhar rapidamente esses fatores:


Seu lance máximo: Exatamente como diz seu nome, este é o valor indicado como máximo que você está disposto a gastar para que seu anúncio apareça nesse local. No entanto, diferente de outros leilões, o prêmio nem sempre vai para quem dá o lance mais alto. Claro que o valor é importante, mas há outro fator que o Google leva em consideração para classificar seus concorrentes: a qualidade dos anúncios.


A qualidade do anúncio: Você pode dar o lance mais alto que quiser, mas se o Google não achar que o seu anúncio é relevante para a busca do usuário, pode esquecer que não vai ser exibido. Sim, isso às vezes significa que um anúncio com um lance menor pode ter um desempenho melhor do que um com orçamento maior, devido à alta qualidade do anúncio. Isso é uma excelente notícia para pequenas empresas em qualquer lugar.


Então como o Google mede o que é conteúdo de primeira qualidade?


Palavras-chave: Um dos principais componentes são as palavras-chave. O Google gera anúncios com base na combinação das palavras-chave que as pessoas digitam na caixa de busca e, as palavras pelas quais você pagou e deu lance. Se você tem uma empresa de conversão de arquivos de mídia, imagine quais as palavras que alguém desesperado por converter todas as suas antigas fitas de vídeo em arquivos digitais possa usar para descrever seu pedido de ajuda ao Google. Resumindo, você precisa criar seu anúncio de forma a responder diretamente às questões mais críticas dos seus potenciais clientes. O Google adora apontar a direção certa aos seus usuários (eles também dão muita importância à satisfação do cliente!), por isso, escolher excelentes palavras-chave significa que são maiores as chances do seu anúncio ser mostrado.


Conveniência: O foco do Google em agradar influencia outras formas em que se pode julgar a qualidade do anúncio. Uma forma prática para tentar dominar essa lógica e produzir anúncios certeiros é colocar-se no lugar do seu cliente em potencial. Quais extensões ou formatos você pode usar no seu anúncio que podem ser úteis para eles ou que podem atrair a sua atenção no momento da sua busca? Digamos que você tem uma empresa de dedetização, adicione uma extensão de chamada ao seu anúncio. Este recurso coloca um botão com o ícone de um telefone exatamente abaixo do seu anúncio. Assim, donos de casa em pânico podem clicar ali em segundos após descobrirem um visitante indesejado na sua cozinha e se voltarem para o Google procurando uma solução. Não precisam perder mais seu precioso tempo para procurar o número no seu site. Afinal, quando você está sozinho em casa com um rato ou barata, pode acreditar que cada segundo conta. Este nível de atenção com as necessidades do seu cliente vai te fazer ganhar alguns pontos no processo de classificação de anúncios do Google.


Experiência do usuário: Além de avaliar o conteúdo do anúncio e seu formato, o motor de busca também vai verificar o site para o qual o anúncio direciona. Se os robôs do Google percebem que o tráfego do site está se direcionando rapidamente para o botão “Voltar” quando chega em seu site (também conhecido como uma alta taxa de rejeição) eles interpretam que seu site, na realidade, não está respondendo adequadamente à consulta dos usuários ou que os visitantes não estão curtindo ficar na sua página. De qualquer forma, não são boas notícias para as chances do seu anúncio ficar no centro dos holofotes. É por esse motivo que é preciso fazer de tudo para seu site ter sucesso e, para isso, nada melhor do que usar o melhor construtor de sites para criar sua “landing page” ou seu site.



Como anunciar no Google em 10 passos simples


01. Crie uma conta


Tudo o que você precisa são os dados do seu email do Google e o endereço do seu incrível site. O cadastro é gratuito, por isso mesmo, se você não está pronto para lançar seu primeiro anúncio, ainda assim vale a pena explorar e ver o que este serviço pode fazer para fortalecer o impacto e alcance do seu negócio.



02. Determine seu orçamento


O Google Ads opera em um modelo de pague por clique (PPC), o que faz dele uma grande rede de proteção para os iniciantes que estejam navegando pela primeira vez pelas águas da propaganda do Google. Por quê? Porque os usuários - incluindo você depois do passo um! - só precisam pagar quando alguém clica em algum dos seus anúncios. Sugerimos começar devagar, algo em torno de cem reais, e depois explorar o que isso te proporciona em termos de lances ideais e claro, de taxas de retorno. Uma outra forma para determinar seu orçamento é trabalhando ao contrário, partindo dos dados do seu negócio. Multiplique o lucro de cada venda pela taxa de conversão do site e pela porcentagem do seu lucro que você está disposto a desembolsar para o Google. O produto da multiplicação é o valor em dinheiro que você está disposto a pagar para “comprar” um clique no seu anúncio. Depois você pode multiplicar pelo número ideal de cliques por dia para conseguir chegar ao total do seu orçamento. Uma grande vantagem dos anúncios PPC é a sua paciência. Enquanto você vai jogando para encontrar as melhores palavras-chave para o seu negócio, pode ser que no início seu anúncio não vai aparecer tanto quanto você gostaria. No entanto, você não vai perder dinheiro em lances que podem acabar por não ser corretos e até vai conseguir dados comparativos importantes ao longo desse processo. Além disso, se você seguiu nossos passos e está se transformando rapidamente em um mago das palavras-chave, esses cliques devem começar logo a se converter em mais negócios para você.



03. Marque a sua localização


Não é provável que alguém faça uma consulta sobre “desentupir o vaso sanitário” e “Rio de Janeiro” só para saber curiosidades engraçadas sobre bombeiros hidráulicos na cidade maravilhosa. Quando digitamos essa consulta na caixa de busca, há uma grande chance de realmente estarmos procurando ajuda. E se você é um bombeiro hidráulico baseado no Rio de Janeiro, é aí que vão entrar os seus anúncios. O Google te permite marcar a sua localização para que seu anúncio possa ser inserido em um mercado local, com reais consumidores em potencial, em vez de você gastar seu dinheiro aparecendo nas telas de pessoas que vivem do outro lado do mundo. Caso queira expandir seu alcance, ou se houver um limite até onde pode ir para atender um cliente, determine parâmetros geográficos específicos em “Raio de segmentação” em “Recursos Avançados”.





04. Escolha sua rede


Você vai ser apresentado a duas opções para decidir onde será a estreia dos seus anúncios. Recomendamos selecionar “Rede de Pesquisa”, que se refere à apresentação padrão dos Google ads, no topo e ao final das SERPs. A sua outra opção é “Rede de Display” que vai expandir o alcance do seu anúncio para outras áreas promocionais do Google como as barras laterais do YouTube. A “Rede de Pesquisa” oferece mais oportunidade para diferenciação e particularização através do processo de seleção de palavras-chave, fazendo dessa opção uma excelente escolha para donos de pequenas empresas com mercados menores e mais especializados.



05. Selecione suas palavras-chave


Você pode usar o Planejador de Palavras-chave do Google Ads para descobrir quais palavras-chave melhor se adequam ao seu site. Primeiro vamos definir palavra-chave: uma frase de três a cinco palavras que uma pessoa pode usar para encontrar uma empresa como a sua. Por exemplo, um usuário procurando uma nova bicicleta pode digitar alguma coisa do tipo “mountain bike de alta qualidade”. Como dono orgulhoso do site da sua empresa, você está procurando algo que fique entre o que possa te dar um alto volume de buscas mensais e as palavras que descrevem seu conteúdo com a maior precisão possível. Ou seja, apesar do volume de buscas para “filmes” ser algo astronômico, a concorrência por essa palavra também será tão feroz que sua empresa de edição de vídeos não conseguirá nem entrar nesse meio usando “filmes” como palavra-chave. Um truque é usar palavras-chave de cauda longa, que ajudam a filtrar o tráfego para que seus anúncios sejam vistos pelas pessoas certas. Um outro é tirar proveito das opções de correspondência de palavras-chave do Google Ads. Este recurso funciona como um porteiro, que abre e fecha as portas para seu anúncio baseado na forma como os termos de busca correspondem mais ou menos às palavras-chave nas quais você deu um lance. Isto é muito útil, pois amplia ou estreita seu público dependendo do que você acha que possa resultar na maior taxa de cliques para seu anúncio.



06. Dar seu lance


O Google Ads oferece duas opções para abordar esta etapa: lances automáticos ou lances manuais. Na primeira opção, o serviço faz por você todo o trabalho de encontrar e dar lances nas palavras-chave de maior volume que você pode conseguir dentro do alcance do seu orçamento. Parece um excelente arranjo, certo? Compreendemos perfeitamente que há algo de muito tentador em passar esta tarefa para o computador. Mas há um detalhe meio oculto em trabalhar com um orçamento apertado. Os cálculos são bem fáceis e diretos, o que faz a automação do computador ser desnecessária, e você pode exercer um maior controle sobre lances em palavras-chave que são perfeitamente adequadas à sua pequena empresa, ao invés de simplesmente querer só as chamativas de alto volume de buscas. Então dê um chega para lá no seu computador porque a cadeira de diretor está te esperando!



07. Escreva o conteúdo do seu anúncio


Apesar de você provavelmente já ter visto um milhão de vezes, aqui tem uma visão geral básica da estrutura de um Google ad, além de quantos caracteres você tem por linha. Se você se sente pronto para mergulhar no processo de escrever seu anúncio, então o plano é o seguinte. Você traz a sagacidade e voz envolvente, nós trazemos o checklist de todos os elementos que você precisa carimbar com essa sua personalidade vencedora:


  • Lembrou-se das palavras-chave? Esquecer de usar suas palavras-chave é como descobrir que você esqueceu o passaporte em casa quando chega no aeroporto. É sua passagem para chegar a qualquer lugar, é o mais óbvio na sua lista e também tão fácil de dar um branco e esquecer. Não seja essa pessoa. Incorpore pelo menos uma das suas palavras-chave no corpo do seu anúncio.

  • De volta ao básico: Não nos leve a mal, somos grandes fãs de caça ao tesouro, mas quando se trata de Google Ads, aí nem tanto. Certifique-se que o "onde", o "quê" e o "porquê" do seu negócio estejam declarados claramente e de forma destacada no seu texto. Ou seja, qual é o seu serviço? Onde você está localizado? E por que os potenciais clientes devem escolher você. A resposta a essa última pergunta pode ser um serviço exclusivo que você oferece ou um desconto especial para novos clientes que chegaram a você pela internet.

  • Clique aqui, hoje, agora! Tá certo, vamos ser um pouco menos agressivos, mas o seu anúncio deve incluir uma chamada de ação (CTA) bem clara. Verbos no modo imperativo (pense em: compre, adquira, instale, etc.) e palavras com enfoque no momento (agora, hoje, já) serão seus companheiros de aventuras na criação de um CTA que os usuários possam realmente prestar atenção enquanto fazem suas buscas no Google.

  • Prepare-se para uma aterrissagem tranquila: Confira mais de uma vez que o que seu anúncio descreve corresponde ao link que você incluiu. Se você está anunciando a grande liquidação anual de sapatos da sua loja, mas o link direciona o tráfego para sua página inicial, você acaba por introduzir mais um passo na navegação, que pode levar alguns clientes a se sentirem confusos e desistirem da compra.

  • Alcance o consumidor: Faça uso das extensões que permitem aos navegadores ter acesso a informações como seu número de telefone ou endereço com um único clique. Você pode encontrar estas ferramentas clicando em “Anúncios e Extensões” no seu painel de controle do Google Ads e em seguida selecionando a aba “Extensões” no topo. Estes botões são mais uma forma de colocar as informações essenciais da sua empresa na ponta dos dedos dos potenciais clientes. Visualmente, também é um toque legal, livrar o texto do seu anúncio de uma fila de números e em vez disso dedicar esse espaço a uma CTA de grande efeito.



08. Estruture a sua campanha


Na sua academia, você oferece vários programas de exercícios diferentes? Ou quer programar promoções para seus itens de decoração de acordo com a estação do ano? Tenha tudo organizado e comece uma nova campanha para cada serviço que você oferece ou para cada liquidação que a empresa está promovendo. Porque com uma nova campanha há a necessidade de nova busca por palavras-chave e criar um conteúdo para o anúncio ligeiramente diferente dependendo do seu público-alvo. Ter que literalmente criar um novo projeto no Google Ads vai te ajudar a manter suas aulas de yoga separadas do treino de TRX e seu marketing para o Natal separado da promoção de Dia dos Namorados. Um outro benefício de separar estas campanhas é a comparação de dados que você pode fazer entre elas para tirar lições valiosas sobre o que funciona e o que não serve para o seu negócio.



09. Ajuste para os dispositivos mobile


Essencialmente é preciso repetir os passos 2 a 8, mas com uma campanha separada e direcionada aos dispositivos mobile, pois suas palavras-chave e conteúdo devem ser ligeiramente diferentes quando orientados para uma população que muito provavelmente estará em movimento. Por exemplo, a extensão “Ligar” é imprescindível, sempre que possível, eliminando a necessidade da pessoa ter que procurar a aba “Contato” do seu site ou ter que ficar trocando telas à medida que vai incluindo o número no seu celular, o que é extremamente irritante. Você corre o risco de perder um cliente antes mesmo dele acabar acabar de digitar o seu número. Mantenha o texto curto e direto ao ponto e tire proveito da opção “Visualização e Diagnóstico” que você encontra no menu “Ferramentas” do Painel de Controle do Google Ads. Nesta área é possível certificar-se de que seu anúncio tem a aparência que você quer. E obviamente você precisa conferir que o site para o qual estão sendo direcionados os usuários está completamente otimizado para telas mobile.





10. Analise seu desempenho


O Painel de Controle do Google Ads pode ajudar a avaliar o desempenho do seu anúncio através de métricas como, por exemplo, quantas pessoas já viram seu anúncio, a taxa de cliques e quanto dinheiro você gastou na campanha. Quer visualizar uma análise completa do que acontece depois que alguém se encaminha para seu site? Conecte sua conta do Google Ads ao Analytics para reunir informações importantes como taxa de rejeição, tempo médio que os visitantes ficam no seu site, e muito mais. Todos estes fatores são úteis para mensurar e fazer o diagnóstico de cada componente de sua presença digital. Se você reparar que há uma queda significativa nos números entre o momento em que pessoas clicam no seu anúncio e o momento em que interagem com seu site, talvez valeria a pena pensar em adicionar novos recursos para melhorar seu site. Acima de tudo, permita-se experimentar. Faça testes com diferentes palavras-chave, além de pequenos aumentos ou reduções no seu orçamento para ver como ambos os fatores impactam no seu alcance e taxa de cliques. Assim que conseguir manter seu ritmo de anúncios, sente-se, relaxe e fique só assistindo aos novos clientes chegarem.


Pronto para levar seu anúncio para a área nobre das páginas de resultados? Certifique-se que seu site de negócios está incrível para começar a receber todas essas conversões!



#DicasParaPequenosNegócios #MerketingDigital #GoogleAds

pt03.png