Guia: Como Anunciar no YouTube

Atualizado: 2 de Jul de 2019



Não é uma questão de saber se você deve anunciar o seu negócio, mas de como anunciar. Até um dos pontos mais comuns da sua marca, como seu site profissional, é essencialmente um anúncio que fica na internet 24 horas por dia. Dito isso, a maior parte das pessoas não fica no seu site por horas a fio (por mais lindo que seja). Mas em que lugar da internet as pessoas passam horas e horas? No YouTube! O YouTube é um dos canais mais populares de vídeo, e oferece sua própria plataforma de publicidade, permitindo que as marcas apareçam diante do público de uma forma que simplesmente não é possível com seu site.


Ficou intimidado só de pensar em anunciar no YouTube? É pra ficar mesmo. Brincadeirinha. É bem verdade que você mesmo vai ter que criar o conteúdo, mas o processo de publicá-lo e otimizar sua recepção é bem direto.


Anunciar no YouTube pode ser complicado para pequenas empresas, e você pode desperdiçar seu suado dinheirinho caso não saiba o que está buscando. Para facilitar as coisas, nós vamos mostrar, de ponta a ponta, como começar nessa plataforma e como realizar suas campanhas.



Os diferentes formatos de vídeo de propaganda do YouTube


Antes de você mergulhar de cabeça em uma campanha, deve saber mais sobre as opções que estão disponíveis para você tirar proveito. Os anúncios em vídeo são, sem surpresa alguma, o mais popular formato de propaganda para a plataforma cujo foco é o vídeo, por isso vamos começar por esse. Mas não se preocupe, teremos abaixo mais informações sobre formatos de anúncio que não são em vídeo.


Veja a seguir um resumo de todos os diferentes formatos de vídeo e as formas para anunciar no YouTube.


Anúncios TrueView: Formato de anúncio em vídeo TrueView é mais do que provável que seja o formato com o qual você está mais familiarizado. Há diversas variações:


In-stream: O tipo mais comum de anúncios TrueView que podem aparecer no início, meio ou ao final de vídeo no YouTube. É possível pular esses anúncios depois de cinco segundos que o anúncio começou e normalmente vem junto um anúncio em banner do lado direito da sua tela no desktop.


Anúncios Video Discovery: Esses anúncios em vídeo aparecem nos resultados de busca do YouTube e ao lado de vídeos relacionados. Este tipo de anúncio é discreto e pertinente ao tema da busca do usuário.


Para as opções acima, os anunciantes só pagam pelos anúncios no YouTube quando os usuários assistem, pelo menos, por 30 segundos, assistem um vídeo curto até o fim ou interagem com o anúncio de alguma forma, como clicar na chamada de ação. No entanto, há um outro formato TrueView onde as coisas funcionam de uma forma um pouco diferente.


TrueView for Reach: Se seu principal objetivo é o alcance, e não necessariamente a quantidade de visualizações, então o TrueView for Reach deve ser levado em consideração. Estes anúncios são otimizados para alcançar grandes públicos, e são cobrados com base em CPM (custo por 1.000 impressões).



Outros formatos de anúncio em vídeo do YouTube:


Anúncios em vídeo que não podem ser pulados: Este é provavelmente o formato de anúncio mais mal falado. Esses anúncios de 15 a 20 segundos não podem ser pulados, e têm que ser visualizados antes de começar o vídeo do YouTube. Esse tipo de anúncio também pode aparecer no início, no meio ou ao final do vídeo.


Bumper ads (vinhetas): Os bumper ads são um outro formato muito comum de anúncio em vídeo. São anúncios de seis segundos que não podem ser pulados e que têm que ser visualizados antes do vídeo do YouTube.


Como o YouTube é o maior site do mundo para hospedagem e consumo de conteúdo em vídeo, nós vamos focar, neste tutorial, principalmente em anúncios de vídeo, mas não se preocupe, também vamos ter informações adicionais sobre formatos sem ser em vídeo mais adiante.



Como criar a sua primeira campanha publicitária no YouTube


Preparado? A seguir você encontra os passos vitais que precisa dar para anunciar de forma bem sucedida no YouTube:



01. Comece por ter seu canal do YouTube


Antes de você começar a anunciar na plataforma, precisa abrir o canal do YouTube da sua empresa. Claro que criar sua conta é tecnicamente um processo fácil, mas há muitos aspectos que devem ser abordados. Para conseguir resolução e proporção certas para seu vídeo de apresentação, veja nosso guia que é um passo-a-passo perfeito para você criar seu canal do YouTube.



02. Crie sua conta no Google Adwords


Esse processo vai ser um pouco confuso para alguns. De certa forma, é contraintuitivo. Em poucas palavras, para criar uma conta no Google Adwords você vai ser forçado a criar uma campanha que talvez nunca use. O que todo esse processo de configuração está tentando fazer é ajudar na sua familiarização com o Google Ads. Ainda assim, de uma certa forma, você é forçado a seguir o propósito deles, mesmo que não seja o seu, mas vá em frente e depois você pode deletar o anúncio do painel de controle.


  1. Acesse uma conta existente ou crie uma nova conta do Gmail.

  2. Siga os passos para criar a sua primeira campanha, incluindo:

  3. Objetivo do seu anúncio: conseguir mais ligações, mais visitas à sua sede, mais visitas ao seu site, etc.

  4. A área abrangida pelo seu anúncio: onde reside a maioria dos seus consumidores

  5. Detalhes do seu produto ou serviço.


Durante a configuração, o processo vai te pedir para criar seu primeiro anúncio. Isto é parte da configuração inicial e você não precisa passar por isso. Aqui você pode adicionar sua própria arte gráfica, mas já que você provavelmente não vai acabar usando esse anúncio, sinta-se à vontade para pular e ir em frente. O que você realmente está procurando é o painel de controle principal do Google Adwords, que tem a seguinte aparência:



Painel de Controle das Campanhas do Google Adwords


Está vendo alguma coisa diferente no seu painel de controle? Você deve estar visualizando o antigo painel de controle. Veja aqui como alternar entre o painel de controle do Google Ads novo e o anterior com apenas alguns cliques.



03. Vincule o Adwords ao YouTube


Depois de criar sua conta no Adwords, você precisa fazer o link dessa conta com a sua conta no YouTube, antes de poder começar suas campanhas de anúncio em vídeo. O processo é bem direto e não deve levar mais de um minuto ou dois.


  1. Entre no seu canal do YouTube.

  2. Clique no ícone do seu perfil no canto superior direito da página.

  3. Selecione “Estúdio de Criação”.

  4. À esquerda selecione “Canal” e depois clique em “Avançado”.

  5. Clique em “Vincular uma conta do Google Ads” em “Vinculação de contas do Google Ads”.

  6. Siga as instruções e clique em “Concluir”.


*Depois que a configuração estiver completa, o proprietário da conta do Google Adwords (provavelmente você) precisa aprovar a solicitação para vincular seu canal do YouTube ao Adwords. Está vendo alguma coisa diferente na sua conta do YouTube? Você pode seguir aqui as instruções para diferentes versões do YouTube.


Agora está na hora de começar a criar a sua própria campanha em vídeo. Há diversos passos nesse processo, mas os principais são escolher seu objetivo, seu público, seu formato e o seu orçamento. Vamos começar:



04. Escolha os objetivos e o tipo da sua campanha



Principais objetivos das campanhas Adwords


A primeira questão é bastante óbvia. Para começar a sua campanha, primeiro você precisa escolher seu objetivo principal. As opções disponíveis são fáceis de serem compreendidas, apesar de algumas não oferecerem anúncios de vídeo na seção abaixo. Para este tutorial vamos escolher “Consciência e alcance da marca”, mas recomendamos que você conheça todas as opções disponíveis.


O próprio Adwords dá uma descrição de cada objetivo que permite anunciar em vídeo e para o que cada um é melhor:


Vendas: Direcionar para vendas online, no aplicativo, por telefone ou na loja.

Leads: Conseguir leads e outras conversões encorajando os usuários a tomar uma ação.

Tráfego no site: Conseguir que as pessoas certas visitem seu site.

Exposição de produto e marca: Encorajar as pessoas a explorar seus produtos e serviços.

Consciência e alcance da marca: Alcançar um público maior e construir a consciência da marca.

Criar uma campanha sem diretriz de objetivo: Usar qualquer tipo de campanha disponível e construir uma campanha passo-a-passo sem as recomendações do objetivo.



Tipos e objetivos disponíveis que permitem anúncio em vídeo no YouTube e subtipos para objetivos quando o tipo selecionado de campanha é vídeo. Selecionar outro tipo que não o vídeo vai gerar resultados diferentes.


Na sequência, você vai precisar escolher o tipo da sua campanha. O tipo da campanha é que vai determinar como e onde seus clientes vão ver seus anúncios. Como mencionado acima, dependendo do objetivo que você escolher, vai produzir diferentes opções na seção do tipo de campanha. Alguns tipos têm quatro opções e alguns menos que quatro. Este artigo gira em torno dos anúncios em vídeo no Youtube, assim a opção “vídeo” deve ser selecionada - mas se você vai partir para um formato diferente adapte a sua seleção de acordo com o formato escolhido.


A seguir é o subtipo da campanha. As opções aqui também vão ser diferentes dependendo do objetivo e tipo de campanha escolhido. Para o propósito do artigo, escolher “Consciência e alcance da marca” como seu objetivo e depois “Vídeo” como seu tipo produz opções de subtipo mais familiares, como “anúncios in-stream puláveis”, “anúncios bumper” e “anúncios in-stream não puláveis”. Tenha em mente que o tipo e subtipo que você escolher afetarão sua estratégia de lances, uma vez que algumas opções só permitem estratégias específicas.



05. Monte sua campanha



Principais categorias de campanhas no Adwords


Nome: A próxima página começa de maneira bem fácil. Simplesmente nomear a campanha, do jeito que você quiser. Isso só vai ser visto por você e por quem mais tiver acesso à administração das campanhas, então sinta-se à vontade para usar o nome que preferir. Claro que isso é o início da sua incursão na publicidade do YouTube, então, talvez o melhor seja começar com o pé direito e criar uma estrutura para o título da sua campanha. Isso também vai facilitar a ser mais rápido quando for procurá-las mais adiante. Quando criar um nome, certifique-se que o título é apropriado e descreve bem a campanha.


Orçamento: Depois que nomear a campanha, o programa pede que seja determinado o orçamento. Aqui você pode escolher quanto dinheiro vai querer investir. Você pode selecionar uma quantia de dinheiro para gastar diariamente, ou um total para a campanha toda. Se você é um novato nesse assunto e, partimos do princípio que é, é melhor começar com um pequeno orçamento diário. Dessa forma, há a garantia de que não vai gastar demais em uma campanha que não está otimizada ao máximo, ou que não produz nenhum dos resultados que você espera alcançar.


Data: Agora a parte mais auto-explicativa no processo de montar uma campanha com Google Adwords - a data. Aqui você tem a opção de escolher se quer colocar no ar a campanha assim que for aprovada ou se quer agendar sua publicação para um momento futuro.


Redes, idiomas e localização: Seguindo por esse funil, em seguida você deverá escolher onde quer que o vídeo seja exibido. Tenha em mente que as redes podem mudar de acordo com seu tipo de objetivo.


Suas opções são Resultados de Busca do YouTube, vídeos do YouTube e parceiros de vídeo na Rede Display. Na maioria das vezes, é provável que você escolha um dos dois primeiros, apesar de que para Resultados de Busca do YouTube só se podem usar os anúncios Video Discovery. A opção de parceiros de vídeo na Rede Display não é recomendada, principalmente devido ao fato de você não saber realmente onde seu anúncio vai ser mostrado.


Passando adiante, você agora vai precisar escolher seu idioma e isso é bem fácil. Em seguida escolha uma localização onde deseja que seu anúncio seja exibido. Você pode ampliar para que seja mostrado em diversos países, ou limitar a uma única cidade. Aqui você também pode excluir algumas localizações específicas.


Exclusão de conteúdo: Há muito conteúdo no YouTube e nem tudo vai estar alinhado com a sua mensagem ou o seu mercado. Apesar do controle em relação a isso ser bastante limitado, você pode excluir tipos específicos de vídeo nos quais seu anúncio não será mostrado. Esta seção é dividida várias vezes, começando com “Tipo de inventário”. Há três diferentes tipos de inventário que consistem em inventário Expandido, inventário Padrão e inventário Limitado. Como o nome sugere, o inventário Expandido é o mais permissivo em relação a blasfêmia, conteúdo sexual ou violência, enquanto a opção Limitada é a menos permissiva. Você pode ainda se aprofundar em relação a tipos específicos de conteúdo que gostaria de excluir.

Por fim, você pode excluir conteúdo com classificação etária específica, além de diferentes tipos de vídeo, como streams ao vivo, vídeos embutidos e games.


Configurações adicionais: Abaixo da seção de exclusão de conteúdo há um pequeno link de “Configurações adicionais”. Aqui você tem as opções para segmentar por dispositivo, limitar por frequência e agendar o anúncio.


Segmentar por dispositivo: Isso permite escolher em quais dispositivos seu anúncio vai ser mostrado, como computadores, tablets, celulares e TVs.


Limitar por frequência: Esta opção não deve ser deixada de lado, como muitas vezes acontece. É aqui que você pode limitar o número de impressões ou de visualizações do mesmo usuário. Não usar esta opção pode resultar em mostrar continuamente o seu anúncio para alguém que não está interessado, o que representa um desperdício de dinheiro para você.


Agendar o anúncio: Apesar de você já ter agendado o dia em que você quer que seu anúncio seja mostrado, a seção “Agendamento de anúncio” possibilita ir um pouco além, com um agendamento totalmente personalizado. Você pode determinar múltiplos horários durante o dia para a campanha ser mostrada.



06. Defina o público que você quer alcançar





A parte mais importante da sua campanha, seu “Grupo do anúncio”, é essencialmente um “grupo” de pessoas com um determinado perfil demográfico e interesses pessoais, e as palavras-chave que você determinou para eles. A seguir, um resumo do que você pode esperar encontrar na seção Grupo de Anúncios, além de algumas dicas úteis para ver como as escolhas feitas aqui podem afetar como e onde seu anúncio é mostrado.


Da mesma forma que a sua campanha, você pode usar de novo o Grupo de Anúncio que criou, por isso deve dar-lhe um nome. Depois de nomear seu grupo, selecione seu perfil demográfico, que inclui idade, gênero, status em termos de paternidade e renda familiar.


Agora, para a sua primeira campanha de vídeo, mantenha a simplicidade; nós sugerimos escolher público ou tópico. Claro que você pode se aprofundar e escolher ambos, ou múltiplos de ambos, mas isso vai complicar quem e em quais vídeos seus anúncios vão ser mostrados. É por isso que encorajamos a escolher inicialmente ou um ou outro, enquanto aprende, e depois, à medida que for sabendo mais, partir para o avançado.


Público: Obviamente, é para seu público que seus anúncios vão ser mostrados. Esta seção pode ser simples ou altamente elaborada, adicionando interesses e perfil demográfico detalhados. Seu público-alvo pode ser simplesmente “amantes de livros” ou mais elaborado: alguém que é casado, está cursando faculdade no momento e tem interesse em livros e em games.



A categoria de tópicos permite que você seja bastante detalhista


Tópicos: Os tópicos referem-se especificamente aos tipos de vídeos onde seus anúncios serão exibidos. Com uma infinidade de formas de conteúdo no YouTube, esta seção também pode ser muito elaborada. Isso significa que qualquer pessoa que visualiza um vídeo de um tópico que você selecionou pode ver seu anúncio.


Enquanto tanto público quanto tópicos podem ser altamente detalhados em suas próprias seções, eles funcionam muito bem juntos. Como mencionamos acima, isso vai fazer as coisas ficarem um pouco mais complicadas para os novatos, mas também é bom escolher um tipo de público e um tópico para afunilar seu Grupo de Anúncio.



Compreendendo a relação entre as escolhas do seu Grupo de Anúncio


A adição de detalhes sobre seu grupo de anúncio, como mencionado acima, pode parecer um processo bem direto. É e não é. Nós trouxemos alguns exemplos abaixo para mostrar como as suas escolhas na seção Grupo de Anúncio podem afetar a quem seu anúncio é mostrado e em que tipos de vídeo ele vai aparecer.


Para ilustrar melhor o relacionamento entre perfil Demográfico, Público, Tópicos e Colocação, veja os exemplos a seguir.


O exemplo a seguir detalha como um anúncio seria mostrado se você escolher um tipo de público e de tópico.


Exemplo 1: Digamos que você determinou suas categorias da seguinte forma: Perfil Demográfico - masculino de 18 a 25 Tópico - videogames Público - criação de site.


Com o resultado dessas escolhas, seu anúncio seria mostrado para homens de 18 a 25 anos de idade, interessados em criação de site, e que assistam vídeos sobre video games.


O exemplo a seguir detalha como um anúncio seria mostrado se forem escolhidos múltiplos tópicos.


Exemplo 2: Digamos que você determinou suas categorias como: Perfil Demográfico - masculino de 18 a 25 Tópico - videogames, construtor de site.


Com o resultado destas escolhas seu anúncio seria mostrado a homens de 18 a 25 anos de idade que assistem vídeos sobre criação de site ou videogames.


O exemplo a seguir detalha como um anúncio seria mostrado se múltiplos tipos de público fossem escolhidos.


Exemplo 3: Digamos que suas categorias são as seguintes: Perfil demográfico - masculino de 18 a 25 Público - videogames, construtor de site


Com o resultado dessas escolhas seu anúncio seria mostrado em qualquer vídeo a homens de 18 a 25 anos de idade que se interessem por videogames ou criação de site.


Com os exemplos acima, você pode ver como escolher rapidamente múltiplos tipos de público e de tópicos pode se tornar uma situação complexa. Não há problema nenhum em escolher o caminho mais simples para sua primeira campanha de vídeo. A prática trará mais confiança à medida que for acumulando experiência.



07. Faça upload do seu vídeo de marketing



O AdWords te mostra a aparência do seu anúncio tanto no mobile como no desktop


O grande momento finalmente chegou - está na hora de adicionar seu vídeo. Basta copiar e colar o URL do seu vídeo, caso já tenha feito o upload para o YouTube. Se ainda precisa fazer o upload do seu vídeo e precisa de algumas orientações para isso, temos um guia muito útil sobre como fazer upload do seu vídeo para o YouTube.


O tipo de anúncio selecionado vai determinar quanto dele será visto antes dos usuários optarem por não ver mais, exceto para o bumper de seis segundos e para o formato de anúncio que não pode ser pulado. Muito provavelmente, será de cinco segundos para anúncios TrueView. Para os que podem ser pulados, o melhor é colocar uma mensagem concisa e direta logo no início. Dessa forma, mesmo quem já pegou o mouse para pular o anúncio ainda pode ver o ponto principal de que trata seu anúncio.


Depois que fizer upload do seu vídeo, há algumas coisas que você pode ajustar na forma como ele vai ser exibido. Você vai ver a aparência do seu anúncio tanto em desktop como em mobile no painel à direita, e aqui também pode adicionar um URL e texto de chamada de ação. Essa é uma peça vital que não deve ser ignorada.


Para anúncios in-stream você terá a opção de fazer upload de uma foto para uma banner que acompanha o anúncio e que vai aparecer no lado direito do vídeo para quem está visualizando em desktop. Não querendo essa opção, a imagem do banner será a sua imagem do banner do seu canal.



08. Salve e envie o seu anúncio


Depois de fazer upload do seu vídeo, adicionar sua chamada de ação e um banner para seu anúncio, simplesmente clique na opção “Salvar e continuar”. Agora pare e respire. Você acabou de criar sua primeira campanha de anúncio em vídeo!


Observações sobre a política de aprovação do YouTube


Seu anúncio precisa ser aprovado para garantir que esteja de acordo com as políticas do AdWords. Depois será lançado automaticamente no horário que você agendou, ou de imediato caso você tenha escolhido que seja lançado logo após ser aprovado.


O processo de aprovação existe para garantir que seu anúncio é seguro e apropriado. O próprio anúncio, as palavras-chave usadas e as páginas para as quais os links do anúncio direcionam são revisados de acordo com as políticas da plataforma. Campanhas existentes que forem editadas também precisam passar pelo processo de aprovação mais uma vez para ter a certeza que as alterações também são aprovadas.


Normalmente, o processo de revisão pode levar de algumas poucas horas até um dia útil inteiro. Anúncios mais complexos levam mais tempo a ser revistos, mas essa revisão acontece na ordem em que são recebidos.



Formatos de anúncios do YouTube que não são em vídeo


Como mencionado acima, os anúncios em vídeo não são a única forma para promover sua empresa no YouTube. Se você ainda não está pronto para criar seus próprios filmes para anunciar na gigante do vídeo, dê uma olhada nos seguintes formatos para começar:


Anúncios em cartões patrocinados: Cartões patrocinados são exatamente o que as palavras querem dizer. Pequenas imagens em formato de cartão que aparecem ao lado do vídeo e depois desaparecem deslizando para o canto. Isso permite ao usuário saber onde acessá-los de novo se quiser.


Os cartões são exibidos junto a vídeos relevantes ou mostrando produtos mencionados no vídeo, para que você possa comprá-los se desejar. Podem ser acessados de novo clicando no ícone que é mostrado constantemente no canto superior direito do vídeo.


Anúncios Overlay (sobreposto): Esse é um outro formato comum de anúncio. É uma pequena faixa que pode ser sobreposta à parte inferior do vídeo que você está assistindo. As especificações oficiais desses anúncios são 468x60 ou 728x90 pixels.


Anúncios Display: Apesar de diversos anúncios acima também serem considerados anúncios display, a descrição “oficial” é um anúncio que aparece no lado direito do vídeo e acima da lista de sugestões de vídeo. As especificações oficiais desses anúncios é de 300x250 ou 300x60 pixels.



10 dicas para otimizar suas campanhas no YouTube


Você agora já domina o processo técnico do lançamento de suas campanhas de publicidade no YouTube. Porém, ainda há algumas coisas que você pode fazer para tirar o máximo proveito de cada centavo que gasta na plataforma:


01. Medir o sucesso dos seus anúncios


Depois de criar o anúncio, você vai querer saber se ele funciona ou não. Há diversas métricas no YouTube Analytics para avaliar o desempenho, que podem ser usadas para medir se o anúncio está funcionando. Por exemplo, visualizações, o tempo assistido, envolvimento e assim por diante. Você pode usar o objetivo principal do anúncio para verificar se as métricas produzem resultados satisfatórios, mas há uma riqueza de conhecimento que pode ser usada para melhorar campanhas futuras. Acima de tudo, tenha em mente que sua melhor métrica-chave geralmente será o número de novos consumidores que consegue trazer para o seu negócio, por isso, certifique-se que sua campanha está alinhada com seu objetivo.


02. Aprimorar seu público


Se você está percebendo que não consegue alcançar o público certo, talvez o melhor a fazer seja voltar atrás e aprimorar seu Grupo de Anúncio, ou criar um grupo ligeiramente diferente para ver se melhora sua taxa de cliques ou de visualizações. Você pode ir a fundo para encontrar um público específico, incluindo perfil demográfico, renda familiar e interesses pessoais. Por outro lado, ser hiper específico pode levar a uma maior concorrência, e aumentar seu custo por visualização.


03. Evite a fadiga criativa


Embora você tenha conseguido segmentar perfeitamente seu público, se eles tiverem que ver o mesmo anúncio com muita frequência, ele provavelmente perderá sua eficácia, e possivelmente deixará seu usuário irritado, mesmo se for relevante para ele. Isto chama-se “creative fatigue” (ou fadiga criativa) e a melhor forma para evitar isso é tendo múltiplos anúncios em vídeo, que podem ir alternando uns com os outros. Isso também pode melhorar sua taxa de visualização.


04. Dê uma aprimorada no conteúdo caso seja necessário


Se seu anúncio ainda não está tão eficaz quanto você esperava, mesmo depois que fizer alterações no seu público, talvez seja bom agora dar uma olhada na parte criativa do seu vídeo. Algo simples, como encurtar o anúncio, alterar a introdução ou remover a chamada de ação pode ajudar na eficiência do anúncio.


05. Adicione ao seu site o pixel de conversão do Google Ads


Se seus anúncios direcionam para o site da sua empresa, adicionar um pixel de conversão pode te proporcionar uma riqueza de informações. Adicionar esta tag de rastreamento ao seu site Wix permite ver se um clique no seu anúncio direciona para compras, downloads ou qualquer um dos seus outros objetivos.


06. Teste múltiplos formatos de anúncio


Apesar de ser absolutamente compreensível que alguém que acabou de criar sua primeira campanha de vídeo não queira ir correndo experimentar uma opção diferente, é exatamente isso que você deveria fazer! Essa atitude só vai ajudar na familiarização com a plataforma. Também é uma grande oportunidade de ver se alguns tipos específicos de anúncios funcionam melhor do que outros. Será que anúncios video Discovery têm um desempenho melhor que anúncios Bumper? Você nunca vai saber até experimentar diversos formatos e descobrir por você mesmo!


07. Não tenha receio de ficar estranho


Lembre-se, é o YouTube. Esta é uma plataforma onde você pode acabar em uma situação estranha ou confusa, assistindo aos vídeos mais bizarros e tornar-se pessoa diferente, para melhor ou para pior. O ponto aqui é que as pessoas procuram o YouTube na expectativa de aprender alguma coisa, ou para se divertir, por isso não tenha receio de tentar que seus anúncios em vídeo sirvam para ambas as coisas. Mostre o lado estranho e divertido da sua marca, já que esses são os anúncios que serão lembrados.


08. Incentive as pessoas certas


Se alguém não está interessado no seu anúncio, vai pular o anúncio. Isso provavelmente vai acontecer muitas vezes, por isso é bom se habituar. Por outro lado, alguém que está verdadeiramente interessado no seu produto ou serviço e que assiste o anúncio até o final talvez precise de mais um empurrão para dar mais esse passo e clicar. Por esse motivo você pode proporcionar uma oferta especial mais adiante no seu vídeo, bem mais à frente daqueles primeiros 5 segundos após os quais você pode pular o anúncio.


09. Adicione legendas


As legendas não ajudam apenas as pessoas que têm deficiência auditiva, mas também quem não quer usar o áudio onde estiver, mas quer assistir a um vídeo. (Se a pessoa está no ônibus, por exemplo). Fornecer a própria transcrição do seu anúncio pode ser mais útil do que você pode imaginar, e pode até melhorar o ranking do SEO do seu vídeo.


10. Parta para as configurações avançadas


Como uma pessoa novata na publicidade do YouTube, você pode querer evitar ao máximo opções avançadas, mas não deveria! Recursos como "limitar por frequência", que limita o número de vezes que um usuário assiste a um anúncio específico, podem ajudar a exibir seu anúncio para outras pessoas. Isso combinado com o recurso de agendamento que permite determinar os momentos específicos em que seu anúncio é mostrado pode ser altamente eficiente para conseguir novos olhares para o seu anúncio.


Está se sentindo inspirado? Crie seu site com Wix ainda hoje!

pt03.png