Como escrever uma política de privacidade para o seu site

Atualizado: Out 18






Hoje em dia, coletar dados associados aos visitantes e clientes do seu site se tornou uma prática de marketing padrão. Usando esses dados, você pode melhorar a experiência do cliente, refinar sua estratégia de marketing e, em alguns casos, obter receita extra.


No entanto, a coleta dessas informações não é tão fácil. Os consumidores estão protegendo mais seus dados e os governos continuam a regulamentar como as empresas podem coletá-los e usá-los. Por esse motivo, é essencial que seu site tenha uma política de privacidade que explique por que você está coletando dados de consumidores e como.


Uma política de privacidade é extremamente útil para uma série de coisas. Primeiro, permite que os visitantes do seu site saibam quais informações você coletará e o que fará com elas. Também informa aos visitantes como você protege essas informações e oferece recursos para aqueles que sentem que você ou terceiros podem estar violando sua privacidade.


Aqui, mostraremos como redigir uma política de privacidade para seu site que pode ajudá-lo a atender aos requisitos legais relevantes e deixar seus clientes à vontade.



Por que o seu site precisa de uma política de privacidade?


A verdade é que muitos clientes se preocupam com a coleta e o uso indevido de dados. De acordo com o Relatório de Privacidade Global 2020 da empresa de cibersegurança Kaspersky cerca de 75% dos brasileiros tentaram tirar suas informações de sites ou redes sociais em algum momento. Ainda assim, poucos terão tempo ou disposição para ler cada política de privacidade individual que as empresas tornam públicas em seus sites.


Se olharmos para fora do Brasil, as preocupações são as mesmas. De acordo com dados do Pew Research Center, 97% dos cidadãos americanos dizem que já foram solicitados a aprovar políticas de privacidade, mas apenas cerca de um em cada cinco adultos dizem que sempre (9%) ou frequentemente (13%) leem a política de privacidade da empresa antes de concordar com ela. Cerca de 38% de todos os adultos afirmam que às vezes leem tais políticas, mas 36% dizem que nunca leram a política de privacidade de uma empresa antes de concordar com ela.


Isso significa que você não precisa ser aberto e claro em sua política de privacidade? Claro que não. As políticas de privacidade podem funcionar como um seguro de responsabilidade se um cliente contestar como você usou seus dados. E nessa via de mão dupla, os proprietários de negócios têm um papel a desempenhar na restauração da fé do público na coleta e uso honesto de dados.


Quando você informa aos usuários exatamente quais informações seu site coleta, como você as usa e porque o faz, você estabelece confiança e constrói a fidelização do cliente. Melhor ainda, dizendo aos usuários como você protege essas informações — especialmente se você processa pagamentos online — você dá a eles a confiança para comprar seus produtos online sem medo de que suas informações caiam em mãos erradas.


Você pode ajustar facilmente suas configurações de privacidade e criar uma política de privacidade diretamente no painel de controle do Wix. Usando o Centro de Privacidade do Wix, você pode adicionar uma política de privacidade ao seu site, instalar banners de permissões para cookies, garantir a coleta de dados e usar ferramentas que o ajudem a cumprir o GDPR, CCPA e a Lei Geral de Proteção de Dados.



Como escrever uma poítica de privacidade?


Existem várias maneiras de criar uma política de privacidade para o seu site profissional.


Para uma política excelente e vinculativa, exclusiva para o seu negócio, é preciso contratar um advogado. É a opção mais cara, mas um advogado será capaz de adaptar uma política de privacidade às suas necessidades específicas e dar a sua empresa a melhor proteção.


Uma alternativa é usar geradores de política de privacidade online gratuitos, que permitem que você copie e cole uma política padrão em seu site. A partir daí, você pode personalizar a política para atender às suas necessidades específicas. Uma boa opção de gerador é o Politicaprivacidade.com.


Outra opção econômica é escrever sua própria política usando um template, o que lhe dá o máximo controle sobre a política. Dessa forma, você terá uma ideia de quais informações devem entrar em uma política de privacidade básica de um site. O modelo de política de privacidade do Wix ou o do JusBrasil te darão uma ideia bem clara de como começar.


Finalmente, você pode escolher escrever uma política de privacidade do zero. Se você seguir esse caminho, aqui estão alguns dos tópicos mais importantes a serem abordados:


  1. Quais dados serão coletados e para que finalidade eles serão utilizados?

  2. Métodos de coleta de dados

  3. Comunicação com o cliente

  4. Informações sobre segurança e compensações

  5. Privacidade para menores de 18 anos

  6. Alterações futuras

  7. Informações de contato


O que incluir na política de privacidade do seu site:


01. Quais dados serão coletados e para que finalidade eles serão utilizados?


Você deve listar os tipos exatos de dados que coleta dos usuários, como endereços de IP e endereços de email. Isso pode incluir o nome de uma pessoa, idade, endereço, interesses, informações de cartão de crédito, informações bancárias e muito mais. Seja o mais específico possível para evitar mal-entendidos.


Além de dizer às pessoas o que você coleta, você também informá-las sobre a finalidade da coleta. Esteja você usando informações para recomendar novos produtos ou personalizar promoções para seu público-alvo, seja transparente para criar uma relação de confiança com seus clientes e visitantes. Uma declaração como “Podemos usar suas informações para oferecer ofertas especiais personalizadas” é muito útil.



02. Métodos de coleta de dados


Os usuários darão de cara com alguns métodos óbvios de coleta de dados ao usar seu site (como informações de cartão de crédito ao finalizarem uma compra), mas a política de privacidade de seu site deve definir todas as formas de coleta de dados. Você deve listar todo e qualquer uso de formulários online, pop-ups para opt-in e páginas de checkout, mas também deve mencionar qualquer informação que seu site coleta no back end, como endereços IP e localização dos usuários.



03. Comunicação com o cliente


Um dos principais motivos pelos quais os sites coletam dados é para se comunicar com os clientes. Se você estiver coletando informações de contato, uma cláusula de comunicação é necessária.


Esta seção deve permitir que os usuários saibam como e por que você planeja contatá-los. Se você envia campanhas de email marketing regularmente, envia mensagens de texto a usuários sobre promoções relâmpago ou fornece atualizações sobre transações por meio do Facebook Messenger, SMS ou email, a política de privacidade de seu site deve informar isso. Certifique-se de listar os métodos de comunicação que você utiliza e como eles são usados ​​para evitar qualquer confusão ou quebra de confiança.


Se, por algum motivo, os usuários não quiserem que suas informações sejam coletadas, eles devem ter a opção de cancelar. A cláusula de comunicação deve, portanto, explicar que os visitantes podem optar por não ter suas informações coletadas. Diga a eles exatamente como fazer isso, indicando um link ou fornecendo um endereço de email para contato. No entanto, você pode mencionar que, quando eles optam por sair, isso pode afetar sua experiência no site. Por exemplo, produtos, indicações ou promoções relativas à sua localização, ou demografia não podem ser divulgados.




04. Informações sobre segurança e compensações


Informações financeiras pessoais são um assunto delicado, e com razão. A política de privacidade do seu site deve detalhar as medidas de criptografia e segurança que você implementou para proteger informações confidenciais, como cartões de crédito, contas bancárias e endereços residenciais. Se as pessoas não se sentirem confortáveis e seguras para realizar pagamentos em seu site, você perderá uma receita potencial.


Além disso, você deve fornecer informações sobre os direitos dos clientes quanto às suas informações pessoais. De acordo com os regulamentos de privacidade em todo o mundo, os visitantes do site podem ter - entre outros - o direito de acessar seus dados ou de 'ser esquecido' (ser excluído permanentemente de seus bancos de dados).


Você deve fornecer a seus usuários uma lista de seus direitos e as maneiras de exercê-los.


Se os clientes sentirem que você violou sua privacidade ou que não honrou sua própria política de alguma forma, eles merecem uma compensação - uma maneira de consertar as coisas. Sua política de privacidade deve ser levada a sério, palavra por palavra, cláusula por cláusula. Adicione uma política de compensação que diga aos visitantes quem contatar caso sintam que a política foi violada. Isso mostra que você segue a política e respeita a privacidade do consumidor.



05. Privacidade para menores de 18 anos


Devido à Lei Geral de Proteção de dados do Brasil, você precisa de uma cláusula que trate da privacidade dos dados de crianças a dolescentes menores de 18 anos. Esta lei afirma que é ilegal para o seu site coletar informações privadas de menores sem usar um protocolo específico de aprovação parental para isso, a não ser que você esteja utilizando esses dados para urgências relacionadas a entrar em contato com pais ou responsáveis e/ou para proteção da criança e do adolescente.


Mesmo que sua empresa tenha como público-alvo adultos, ainda é necessário adicionar uma breve cláusula para indenizá-lo em caso de qualquer violação acidental.


Se o seu site é direcionado a crianças e adolescentes menores de 18 anos, você precisará criar uma Política de Privacidade para Crianças mais detalhada em sua própria landing page.



06. Alterações futuras


As empresas crescem e mudam, assim como as políticas de privacidade. Por isso, sua política de privacidade deve incluir uma seção que informe os usuários sobre o seu direito de ajustar a política do seu site a qualquer momento e sobre o direito que os visitantes têm de saber sobre quaisquer revisões.


Esta seção deve informar aos usuários que você os notificará sobre quaisquer mudanças no momento em que elas ocorrerem e qual método de comunicação você usará para informá-los. Você também deve adicionar uma nota em negrito no topo da política de privacidade do seu site para alertar os visitantes sobre quaisquer novas alterações.



07. Informações de contato


É uma boa ideia adicionar suas informações de contato à sua política de privacidade. Isso dá aos clientes um grau ainda maior de transparência e conforto. Ao fornecer a eles uma maneira clara de entrar em contato com você em caso de dúvidas ou preocupações, você mostra que sua empresa realmente se preocupa com a privacidade do usuário. Outra ótima maneira de fazer isso é criando um formulário de contato.




Privacidade como uma boa prática de negócios


Uma política de privacidade é exigida por lei para qualquer site que coleta dados de seus visitantes, mas também é uma boa prática comercial. Criar uma política de privacidade detalhada que descreve quais dados você coleta, por qual motivo e como você os usa, mostra que você se preocupa com a privacidade de seus usuários e valoriza sua preferência.


Esteja você editando um site existente ou criando um site do zero, este guia o ajudará a criar uma política de privacidade que beneficiará seus usuários e sua empresa.


NOTA:

As informações fornecidas aqui são apenas explicações gerais. Você não deve utilizar este artigo como aconselhamento jurídico ou como recomendações oficiais sobre o que você realmente deve fazer. Recomendamos que você busque aconselhamento jurídico para ajudá-lo a entender e criar sua política de privacidade.



Publicado por Hannah Beltrão

Blogger & Growth Marketing Specialist - Português






pt03.png