top of page

O que é domínio e por que ele é tão importante?

Atualizado: 31 de dez. de 2023


Capa do artigo sobre o que e um dominio.

Atualizado em: Julho 2023


Um registro de domínio é, sem dúvida, um dos elementos mais importantes de qualquer site – ou melhor, da própria Internet. Portanto, se você planeja estabelecer qualquer tipo de presença virtual, como criar o seu site de vendas online, por exemplo, é necessário primeiro entender o que é domínio, se familiarizar com os detalhes do processo de registrar um domínio e, para tomar uma decisão informada, conhecer os diferentes tipos de domínio.


Quando começar a aprender como criar um site, você perceberá que a escolha do nome de domínio é um dos primeiros passos (e um dos mais importantes também). Além de afetar a forma como as pessoas encontram seu site, seu nome de domínio também influencia a percepção delas sobre você e sua empresa, mesmo antes de verem o que você tem a oferecer. Como diz o ditado, a primeira impressão é a que fica.


Neste guia completo, você descobrirá o que é um domínio e como ele funciona. Abordaremos os conceitos básicos sobre os domínios, os tipos de domínio, o papel que eles desempenham, como registrar um domínio e as melhores práticas para encontrar o nome de domínio perfeito para você e sua marca. Se estiver em busca de uma informação específica, você pode pular para qualquer uma das seções abaixo:




O que é domínio?


O domínio, ou nome de domínio, é a parte que as pessoas digitam na barra de endereços de um navegador para acessar um site. Assim como uma impressão digital, cada nome de domínio é único e designa um site específico. Os diferentes tipos de domínio foram criados como uma forma mais “amigável” de acessar o Protocolo de Internet, conhecido pela sigla IP (Internet Protocol, em inglês), que representa o localizador online de um site.


Um endereço IP é uma sequência de números atribuída a cada computador, composta por quatro números decimais variando de 0 a 255 e separados por pontos. Ler essa série aparentemente aleatória de números é moleza para os computadores, mas usar palavras fáceis de lembrar é muito mais fácil para nós, humanos. E, assim como salvamos números nos nossos telefones, os nomes de domínio permitem salvar “172.217.3.196” como “google.com”.


A Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (ICANN) supervisiona todos os registros de domínio, aloca e atribui endereços IP, executa sistemas de credenciamento para registradores de domínio e mantém um banco de dados centralizado com todos os nomes de domínio e seus IPs. A ICANN também tem autoridade para aprovar novas extensões de domínio (também conhecidas como TLDs), gerenciá-las e encerrá-las se não seguirem as regras estabelecidas.





Diferença entre domínio e URL


Embora seja comum usar o termo URL (Localizador Universal de Recursos) ou endereço web para se referir ao nome de domínio, os nomes de domínio são na verdade uma parte essencial das URLs. Portanto, para entender realmente o que é um domínio, é preciso entender sua função na estrutura de uma URL.


A forma básica de um nome de domínio consiste em dois elementos: nome e extensão. No nosso caso, "wix" é o nome e ".com" é a extensão. No entanto, se olharmos para a barra de endereços do seu navegador, é possível ver outros elementos da URL, que se juntam para formar o endereço web da página que você está acessando agora. Para visualizar melhor a função de cada parte de uma URL, dê uma olhada na ilustração abaixo.


Leitura bônus: o que é .com?



Diferenca entre dominio e URL.


Como funcionam os domínios?


A Internet é uma enorme rede mundial de computadores interconectados por meio de um sistema global de cabos submarinos. Cada computador, seja um dispositivo pessoal ou um servidor, possui um endereço IP que permite a comunicação com o resto da rede para enviar, encontrar e recuperar dados da web.


E o que é um domínio, nesse contexto? Simplesmente uma versão mais compreensível e fácil de lembrar desses endereços IP, estabelecendo uma conexão com sites específicos. No entanto, para que os computadores encontrem as páginas web corretas, as sequências de palavras aparentemente aleatórias precisam ser convertidas de volta para números. É aí que entra o sistema de nomes de domínio (DNS): o DNS traduz os diferentes tipos de domínio em um endereço IP que pode ser lido pelo computador.


Quando você digita um nome de domínio em um navegador, é enviada uma solicitação para os servidores DNS. Os servidores DNS procuram os servidores conectados a esse nome de domínio específico e encaminham sua solicitação a eles. Esses chamados "servidores de nomes" são geridos pelo provedor de hospedagem na web.

Confira nosso artigo sobre como hospedar um site.


Após encontrar o IP relevante, os servidores DNS enviam a solicitação para o servidor web que armazena os arquivos do site em questão. O servidor web usa o endereço IP para encontrar todos os arquivos associados a ele e enviar todos os dados de volta para o navegador. Todos esses passos acontecem em menos de 3 segundos. Um servidor DNS ou web também pode ser chamado de servidor de domínio.



Infografico: como funciona um nome de dominio.


A diferença entre domínio e hospedagem


Para criar um site, você precisa de um nome de domínio e de uma forma de hospedagem na web. Por dependerem um do outro e geralmente serem oferecidos pela mesma empresa, muitas pessoas confundem o propósito de cada um e a relação entre eles.


A maneira mais fácil de entender a diferença entre o que é domínio e o que é hospedagem de site é imaginar seu site como um prédio, onde cada apartamento é uma página diferente do seu site. Para que esse prédio exista, você primeiro precisa de um terreno para construí-lo. Na Internet, o terreno em que você constrói seu site é conhecido como hospedagem na web. Todos os arquivos e dados que compõem seu site são armazenados em servidores web, que os enviam para os visitantes.


No entanto, para que as pessoas visitem seu site, elas precisam primeiro saber onde encontrá-lo. Tecnicamente, você poderia apenas compartilhar o endereço IP do seu site e parar por aí. Por outro lado, tecnicamente também poderíamos apenas compartilhar coordenadas geográficas em vez de dar nome e número a cada rua e prédio. Como você já deve ter percebido, os vários tipos de domínio funcionam nessa analogia como o endereço do seu prédio.


Se você quiser ir além e encaminhar os visitantes a uma página específica do seu site, basta adicionar um “caminho” logo após o nome de domínio. Incluir algo como "/blog" equivale a adicionar um número de apartamento ao seu prédio.


E, é claro, as ruas, calçadas e vias utilizadas pelas pessoas para chegar ao seu prédio equivalem à Internet.



Infografico: qual a diferenca entre dominio e hospedagem web.


Os diferentes tipos de domínio


O DNS usa uma hierarquia do tipo “árvore invertida” para gerir seu sistema de banco de dados distribuído. Nessa hierarquia, um ponto serve como o domínio raiz e fica no topo da estrutura. Abaixo do ponto, o espaço de nomes de domínio é dividido em diferentes níveis, dependendo da sua posição em referência ao domínio raiz.


Como resultado, temos diferentes tipos de domínios, todos com propósitos diferentes:

  • Domínios de primeiro nível (TLD, do inglês Top-Level Domains)

  • Domínios de segundo nível (SLD, do inglês Second-Level Domains)

  • Domínios de terceiro nível



Domínios de primeiro nível (TLD)


Um domínio de primeiro nível, geralmente chamado de TLD ou extensão de domínio, é o segmento mais à direita de um nome de domínio, localizado após o último ponto. Ele é usado para apresentar certas características do endereço de um site, como sua localização e propósito.


Segundo uma lista mantida pela Autoridade para Atribuição de Números da Internet (IANA – Internet Assigned Numbers Authority), em junho de 2023 havia 1.470 TLDs válidos, a maioria dos quais foi adicionada na última década. Vamos dar uma olhada nas categorias mais populares:


  • Domínios de primeiro nível genéricos (gTLD): Mais conhecidos pela sigla gTLD, os domínios de primeiro nível genéricos são compostos por três ou mais caracteres e podem ser registrados por qualquer pessoa. Os gTLDs representam a grande maioria das opções de extensão de domínio, com mais de mil adicionados nos últimos anos por meio do programa de novos gTLDs da ICANN. As opções disponíveis variam desde os tradicionais .org, .com e .net até opções mais recentes, como .icu, .app e .wyz.


  • Domínios de primeiro nível patrocinados (sTLD): Como o próprio nome sugere, os domínios de primeiro nível patrocinados são aqueles apoiados e supervisionados por organizações privadas. Há um número limitado de sTLDs disponíveis, e todos os registros devem ser aprovados pelas agências ou empresas responsáveis por eles e cumprir uma série de requisitos predefinidos.


  • Domínios de primeiro nível de códigos de país (ccTLD): Existem 308 domínios de primeiro nível de códigos de país, cada um identificado por uma sequência única de duas letras. Embora os domínios de primeiro nível de códigos de país fossem originalmente destinados a empresas e indivíduos que operam em áreas geográficas específicas, também há um número significativo de proprietários de sites que registram ccTLDs para complementar a identidade da sua marca ou aproveitar certos benefícios. É o caso de extensões como .ai (Anguilla), que é muito popular entre empresas da indústria de inteligência artificial (ou AI – Artificial Intelligence), e .gg (Bailiado de Guernsey), que tem visto um aumento significativo de popularidade no mundo dos jogos por sua associação com a expressão good game (“bom jogo”), comumente usada em jogos online após uma partida.


  • Domínio de primeiro nível de infraestrutura (ARPA): Esta categoria especial contém apenas um TLD: o ARPA, ou Address and Routing Parameter Area (Área de Parâmetro de Endereço e Roteamento). A extensão de domínio .arpa é gerida diretamente pela IANA para a IETF (Internet Engineering Task Force) sob a orientação do IAB (Internet Architecture Board) e, diferentemente de outros tipos de domínio, é usada apenas para fins técnicos de infraestrutura.


  • Domínio de primeiro nível de teste (tTLD): Os domínios de primeiro nível de teste são reservados para fins de documentação e teste local, e não podem ser instalados na zona raiz do sistema de domínios. De acordo com a IETF, essas extensões de domínio específicas são reservadas para reduzir a possibilidade de conflito e confusão.



Existem quatro tTLDs:


  • .example – para textos de preenchimento (placeholders)

  • .invalid – para domínios inválidos

  • .localhost – para uso em redes locais

  • .test – para fins de teste


  • Domínio de primeiro nível não oficial: Os domínios de primeiro nível não oficiais são aqueles que não são regulamentados ou geridos pela ICANN. Esses TLDs são vendidos e administrados por empresas privadas e, como tal, não estão no sistema de domínios, podendo ser utilizados ​​somente dentro de uma determinada rede ou com um DNS privado.



Infografico: os 10 maiores TLDs por numero de nomes de dominio reportados.


Domínio de segundo nível (SLDs)


Um domínio de segundo nível (SLD) é a parte de um nome de domínio que vem antes do domínio de primeiro nível. Os SLDs geralmente são sequências de letras usadas para representar sua marca e site. Por exemplo, "wix" é o SLD em "pt.wix.com".


Em alguns casos, os SLDs podem ser considerados parte da extensão de domínio, já que os registros os usam para indicar um uso específico de um TLD. Isso é especialmente comum em sites que usam ccTLDs, pois os SLDs são usados para indicar o tipo de site em uma região. Dependendo dos registros de domínio, esses SLDs podem corresponder a gTLDs ou usar uma leve variação ou adaptação deles.


Por exemplo, sites comerciais no Brasil podem ser registrados com a extensão de domínio .com.br, enquanto no Reino Unido eles aparecem como .co.uk. Da mesma forma, nesses mesmos países, instituições acadêmicas podem ser registradas sob .edu.br e .ac.uk, respectivamente.



Tipos de dominio: dominio de segundo nível.


Domínio de terceiro nível


Um domínio de terceiro nível (mais conhecido como subdomínio) é um prefixo adicionado a um nome de domínio para criar sites independentes. Ele ajuda a gerenciar áreas extensas que requerem sua própria hierarquia, como uma loja online ou um blog.


Em certos casos, os domínios de terceiro nível são oferecidos como um nome de domínio gratuito que permite publicar um site sem pagar nada. Por exemplo, ao criar um site no Wix, o formato da URL gratuita do seu site incluirá o nome de usuário como subdomínio, resultando em nomedeusuario.wixsite.com/enderecodosite. Após comprar seu próprio nome de domínio, você pode criar seus próprios subdomínios e conectá-los às áreas relevantes do seu site.


É importante considerar que, embora os domínios de terceiro nível sejam geralmente iguais aos subdomínios, nem sempre é o caso. Como vimos nos tipos de domínio de segundo nível, certos TLDs podem ter vários nós e gerar nomes de domínio mais longos, com um maior número de níveis.


Por exemplo, você pode encontrar domínios de quatro níveis, como www.uol.com.br, ou até mesmo domínios de cinco níveis, como www.folha.uol.com.br. Embora não haja praticamente nenhuma limitação sobre o número de níveis que um domínio pode ter, é bem difícil encontrar um nome de domínio com mais de quatro níveis.



Tipos de dominio: dominio de terceiro nivel.


Como escolher um domínio


Dentre os domínios gTLDs, o onipresente “.com” totalizava 159,42 milhões de registros em setembro de 2022, liderando o ranking em comparação com gTLDs como “.net”, “.org” e “.info”, com milhares sendo registrados todos os dias. Para encontrar um nome de domínio disponível que represente perfeitamente sua marca ou conceito, você precisará de uma combinação de criatividade, conhecimento de SEO, previsão, sorte e um amplo conhecimento sobre as melhores práticas desse processo.


Este guia sobre o que é um domínio e como escolher o nome de domínio certo ajudará você a não deixar nada passar despercebido. Para começar, tenha em mente estas três etapas:



Tenha um domínio fácil de digitar e pronunciar


Se seu nome, ou o de algum conhecido, for um pouco incomum, é provável que alguém já tenha errado ao pronunciá-lo ou escrevê-lo. Criar um nome de domínio que seja fácil de digitar e pronunciar é essencial.


Ao começar a pensar em ideias para nomes de domínio, evite palavras que costumam ser pronunciadas incorretamente (como "asterisco", "cabeleireiro" ou palavras no gerúndio, como “fazendo”) ou que exigem uma segunda olhada antes de digitar (como "exceção" ou "análise"). Evite também abreviações e palavras que podem ser escritas de várias maneiras, como "ok" ou "okay".


Assim que estiver satisfeito com suas ideias, chegará a hora de testá-las. Apresente suas escolhas preferidas para alguns amigos para ver se eles conseguem acertar na primeira tentativa, e pergunte se eles se lembram do nome algumas horas ou dias depois. Se eles tiverem dificuldade, continue refinando sua ideia ou experimente outros tipos de domínio.



Mantenha seu domínio alinhado à sua marca


Seu nome de domínio deve refletir sua marca. Portanto, usar o nome da sua marca é o ideal. Se o nome de domínio que corresponde ao nome da sua marca já estiver em uso, adicione uma palavra-chave para otimizar as pesquisas em mecanismo de buscas. Muitos empreendedores e profissionais de criação tendem a negligenciar o potencial de marketing de usar a marca no nome de domínio do site até que todo o resto tenha sido decidido – o que, muitas vezes, leva a dores de cabeça desnecessárias e até mesmo à perda de clientes.


Vamos imaginar que você queira abrir um viveiro de plantas. Você passa meses comprando tudo o que precisa, escolhendo o nome perfeito e criando um logo incrível. Mas, quando vai registrar seu nome de domínio, percebe que um viveiro de plantas na sua região já possui esse nome.


Agora, você terá que reformular toda a identidade da sua marca para se destacar ou usar uma variação do nome de uma marca já existente, o que simplesmente direcionaria seu público para outro negócio. Para evitar essas e outras complicações, registre seu nome de domínio assim que escolher o nome da sua empresa.



Pagina de dominios Wix.




Escolha a extensão de domínio certa


Para selecionar a melhor extensão para o seu nome de domínio, você deve considerar dois aspectos: percepção e preço. Além de respeitar as regras de uso dos provedores, como não registrar sua loja com uma extensão .org, você também precisa levar em consideração quais TLDs têm mais chances de “grudar” na mente do público. No Brasil, por exemplo, a extensão “.com.br” está presente em 92% dos domínios que utilizam “.br”.


Para determinar quanto custa um domínio, lembre-se de que a extensão que você escolher terá um impacto direto no custo. Certifique-se de verificar todas as opções e considerar bem as vantagens e desvantagens antes de escolher um TLD.



Exemplos de domínios


Reunimos alguns exemplos relevantes dos vários tipos de domínio, categorizados por setor, para provar que o nome de domínio certo é essencial para a marca do seu negócio e site.


Exemplos de domínios no setor educacional

  • ifsp.edu.br

  • ead.senac.br

  • utfpr.edu.br

  • pt.khanacademy.org


Exemplos de domínios no setor de saúde

  • hospitalsiriolibanes.org.br

  • portal.fiocruz.br

  • einstein.br

  • tuasaude.com


Exemplos de domínios no setor financeiro

  • caixa.gov.br

  • bb.com.br

  • itau.com.br


Exemplos de domínios no setor de varejo

  • magazineluiza.com.br

  • amazon.com

  • boticario.com.br

  • carrefour.com.br

  • casasbahia.com.br


Exemplos de domínios no setor de tecnologia

  • apple.com

  • google.com

  • microsoft.com

  • ibm.com

  • intel.com

  • aws.amazon.com

  • wix.com


Exemplos de domínios no setor de entretenimento

  • disney.com

  • netflix.com

  • youtube.com

  • globoplay.globo.com

  • spotify.com

Exemplos de domínios no setor de hotelaria

  • trivago.com.br

  • all.accor.com

  • hoteis.com

  • airbnb.com



Como comprar um domínio


Quando já tiver escolhido um nome de domínio para o seu site, é hora de bater o martelo e comprá-lo. Agora que você já sabe o que é um domínio, é importante ter alguns passos em mente para entender como registrar um domínio:


  • Certifique-se de que o nome que você escolheu está disponível.

  • Busque um registrador que atenda às suas necessidades.

  • Garanta que seu endereço online ficará ativo por um bom tempo.


Para entender melhor como seguir esses passos, vamos detalhar o processo abaixo.



Faça uma busca pelo domínio


Após escolher um nome de domínio, verifique se ele já não está sendo usado por outra pessoa. Por mais que seja possível verificar manualmente se o endereço realmente já está em uso, essa verificação pode acabar demorando demais, tomando um tempo precioso que poderia ser usado para formular rapidamente uma nova ideia para seu domínio.


Por isso, é muito melhor usar uma plataforma de busca de nomes de domínio para verificar se sua escolha está disponível. Esse tipo de ferramenta não apenas informa se um determinado domínio está em uso, mas também oferece uma lista de alternativas que estão à venda. Além disso, você pode ver facilmente o custo de cada domínio e compará-los para ter certeza de que escolheu a melhor opção.



Escolha um registrador de domínio


Ao selecionar um nome de domínio disponível, você vai se deparar com uma lista de registradores de domínios que parece não ter fim. Embora eles possam parecer todos iguais, os preços, as ofertas de extensões de nomes de domínio, o apoio ao cliente, a proteção de privacidade, os complementos e os add-ons podem variar.


Essa é uma consideração importante para a gestão de domínios, que envolve as tarefas contínuas de manutenção de um domínio pessoal ou corporativo. Com uma boa gestão, você garantirá a estabilidade e segurança do seu site, além de poder suportar sites relacionados. Para isso, é essencial estar atento a certos aspectos, como:


Preços


Ao comprar um domínio, você pagará uma taxa anual ao registrador para ser proprietário do domínio. Alguns registradores se aproveitam desse compromisso, oferecendo o registro inicial a um preço muito menor que a média do setor e cobrando taxas de renovação exorbitantes.


Por outro lado, outros registradores oferecem registros de domínio grátis que são renovados a um custo médio. Obviamente, você deve ficar de olho nestes últimos, pois eles permitem economizar dinheiro sem ter que pagar por isso posteriormente.


Dica: Assine um plano Premium do Wix e ganhe um voucher de nome de domínio gratuito por um ano.


Registro privado de domínio


A ICANN exige que todos que compram um domínio forneçam informações pessoais (incluindo nome completo, email, endereço e número de telefone), que são disponibilizadas publicamente em um banco de dados conhecido como WHOIS. Se estiver preocupado com sua privacidade ou desejar minimizar as chances de spam e roubo de identidade, você pode ocultar essas informações usando a proteção de privacidade do WHOIS.


Alguns registradores incluem a proteção de privacidade do WHOIS como parte da sua oferta, protegendo imediatamente seus dados pessoais quando você compra um nome de domínio, enquanto outros oferecem essa proteção como um complemento pago.


Combinação com hospedagem na web


Para que seu site funcione, você precisa tanto de um nome de domínio quanto de um serviço de hospedagem na web. Procure um registrador de domínios que ofereça hospedagem de sites gratuita. Ao comprar o domínio e o plano de hospedagem na web do mesmo fornecedor, você poderá gerenciar todos os elementos do site em uma única plataforma, minimizando assim o custo total e as possíveis complicações.


Dica: Ao hospedar um site no Wix, você terá monitoramento de segurança avançado, configuração automática e um tempo de atividade de 99,9%, com confiabilidade de nível empresarial.


Apoio ao cliente


A inclusão de um serviço de apoio ao cliente é um dos aspectos mais negligenciados na hora de escolher um registrador de domínios. Se você tiver algum problema às 3h da manhã e não conseguir falar com ninguém, se arrependerá de não ter escolhido um registrador que ofereça apoio ao cliente 24/7.


Idade do domínio


A idade do domínio refere-se ao tempo que um nome de domínio existe, ou seja, há quanto tempo foi registrado. Saber a idade do seu domínio é importante pelos seguintes motivos:


  • Se você adquirir um domínio que anteriormente pertencia a um negócio diferente, ele pode indicar a idade do negócio anterior. Isso pode afetar a confiança na marca, tanto positiva quanto negativamente, se o domínio anterior tiver criado uma reputação ao longo do tempo.

  • Domínios mais antigos podem ter alguns benefícios em termos de SEO, uma vez que tiveram tempo para gerar tráfego.

  • Você pode verificar reivindicações de marca registrada com base na idade do domínio e na data em que foi originalmente registrado.


Email do domínio


As ofertas de alguns registradores de domínios vão além dos recursos para sites. Fique de olho em produtos e ferramentas adicionais que possam ser úteis, pois isso facilitará bastante a conexão e a gestão deles por meio do seu site.


Por exemplo, se quiser um endereço de email comercial que utilize o nome do seu domínio em vez de um registrador de email genérico, você deve buscar um registrador que também ofereça endereços de email personalizados.


Compras em massa


Por mais que a compra de mais de um nome de domínio possa não fazer parte do seu plano atual, vale a pena considerar se você precisará de outros tipos de domínio no futuro. Isso é especialmente relevante se você planeja expandir suas operações para outras localizações ou se tiver um produto que gostaria de divulgar como uma marca independente.



Como gerenciar um domínio


Geralmente, se você escolher um nome de domínio por meio de um provedor de hospedagem ou construtor de sites, como o Wix, você não precisará fazer nada para gerenciar seu domínio além de renovar o registro a cada ano.


No entanto, se optar por comprar um nome de domínio de forma independente, você deve considerar estes passos como parte da gestão do domínio:


  • Registrar o nome de domínio com um registrador de domínios credenciado pela (ICANN) e autoridades competentes.

  • Definir as configurações do domínio, incluindo as informações de contato do domínio, servidores de nome e registros DNS.

  • Gerenciar as configurações DNS por meio do painel de controle do registrador de domínios. Às vezes, isso pode envolver a criação de registros DNS para o domínio.

  • Proteger seu domínio contra ciberataques. O uso de uma senha forte e autenticação de múltiplos fatores também pode ajudar neste aspecto.



Como alterar um domínio


É preciso pensar bem antes de alterar o registro ou nome do seu domínio, pois será necessário migrar tudo que está no seu domínio atual para um site novo. Esse processo de migração pode ser complicado, dependendo de como seu site é construído, e pode levar a perda de tráfego e visibilidade.


No entanto, se você precisar alterar seu domínio para acompanhar alterações no seu modelo de negócio ou site, siga estes passos:


  • Escolha um novo domínio e verifique se está disponível.

  • Adquira o novo domínio e registre-o em um registrador de domínios credenciado ou em uma plataforma de criação de sites, como o Wix. Em seguida, você pode transferir seu site existente para o novo domínio ou criar um novo site do zero.

  • Redirecione o antigo domínio para garantir que os visitantes ainda possam acessar seu site usando o antigo nome de domínio. Configure um redirecionamento do antigo domínio para o novo domínio. Isso pode ser feito por meio do provedor de hospedagem do seu site ou usando um redirecionamento 301.



Planeje com antecedência


Talvez você tenha acessado este guia buscando aprender mais sobre o registro de um domínio para seu site ou simplesmente por curiosidade sobre o que é um domínio. Seja qual for o motivo, com todas estas informações você agora já sabe a importância real dos nomes de domínio e conhece os fatores mais importantes para tomar uma decisão e criar seu site online em um setor que não para de crescer.


No Brasil, por exemplo, segundo dados do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.BR), em 2022 o número de sites registrados com o domínio “.br” passou dos 5 milhões, com milhares de novos registros diários.


Uma vez que você tenha registrado um domínio, ninguém mais poderá obtê-lo. Por isso, é recomendável que você registre o nome de domínio para qualquer ideia de negócio que formular, seja algo tão simples quanto o seu próprio nome ou algo mais comercializável, como business.com – domínio que acabou sendo vendido por US$ 345 milhões. Essa prática é conhecida como domain parking (ou “reserva de domínios”, em tradução livre) e é muito mais comum do que se imagina.


Além disso, você também deve considerar a compra de qualquer outro TLD que possa precisar no futuro para garantir que ninguém fará isso antes de você. Caso contrário, você precisará pagar por eles no mercado de nomes de domínio.





FAQ – Perguntas frequentes sobre domínio


O que é domínio?


O domínio é um nome exclusivo utilizado para identificar o endereço web de um site usando caracteres reconhecíveis em vez de uma sequência de números, como encontrada em um endereço IP.


Os domínios são compostos por duas partes: o nome e a extensão. O nome de domínio é o principal indicador único do endereço web, podendo ser personalizado para refletir a marca, empresa ou pessoa proprietária do domínio, como “wix”, “google” ou “microsoft”. A extensão é utilizada para indicar a categoria ou propósito do site e a localização do público-alvo, como “.com.br”, “.gov.us” e “.edu.es”.



Como posso registrar um domínio grátis?


Para registrar um domínio, é necessário contar com a ajuda de um registrador de domínios ou uma plataforma intermediária. Cada registrador oferece um tipo de plano de pagamento periódico para manter seu domínio no ar, incluindo diferentes recursos, como proteção de privacidade, hospedagem de site, apoio ao cliente 24/7 e muito mais.


Não é possível comprar um nome de domínio permanentemente, sendo necessário renovar sua licença de uso por meio de pagamentos recorrentes, sejam eles mensais, anuais ou bianuais, entre outros. No entanto, certos registradores oferecem o registro de um domínio grátis, com os pagamentos começando somente após determinado período.


Ao adquirir um plano Premium do Wix, por exemplo, você recebe um voucher de domínio gratuito com duração de um ano, permitindo que use seu domínio personalizado durante esse período sem pagar nada.



Qual a diferença entre domínio e site?


O que é melhor para explicar um conceito complexo do que uma analogia? Vamos lá: imagine que existe uma loja de artigos de construção que possui todo tipo de ferramenta e material, além de contar com a presença de profissionais que podem auxiliar os clientes e disponibilizar manuais sobre os diversos processos de construção. Por mais que tenha tudo o que os clientes possam precisar, essa loja não possui endereço nem nome e, assim, também não recebe nenhum cliente ou visitante.


Nesse exemplo, a loja é o seu site, repleto de conteúdos, produtos e serviços de interesse dos clientes, e o endereço que permite que esses clientes acessem seu site é o domínio, servindo como uma “coordenada” fácil de lembrar para visitar seu site.


Além disso, o site precisa ser hospedado em um servidor que o manterá ativo e permitirá que o nome de domínio seja utilizado para encaminhar clientes ao seu site. No exemplo, a hospedagem do site seria equivalente ao terreno em que a loja foi construída.


Por Hanna Kimelblat

Blogger & Growth Marketing Expert - Português

pt03.png
bottom of page