Guia Para Iniciantes: o Que é um Nome de Domínio


Imagem de capa do artigo "Guia Para Iniciantes: o Que é um Nome de Domínio"

Um nome de domínio é, sem dúvida, um dos elementos mais importantes de qualquer site — ou melhor, da Internet. Essa parte aparentemente pequena da rede mundial de computadores é, na verdade, o motivo pelo qual você pode visitar suas lojas online e blogs favoritos. Sem isso, navegar na rede pareceria muito mais com uma aula de álgebra e criar um site e construir uma presença online seriam façanhas quase inalcançáveis.


Falando nisso, se você está planejando construir qualquer tipo de presença na web — seja para abrir um site de eCommerce ou para exibir seu currículo ou portfólio online — então se familiarizar com os detalhes dos nomes de domínio é uma necessidade absoluta.


Seu nome de domínio não apenas afetará a probabilidade de as pessoas encontrarem seu site, mas também terá um papel importante em como elas o veem desde o início, mesmo antes de se engajar com o que você tem a oferecer. E como se costuma dizer, você só tem uma chance de causar uma primeira impressão.


Devido a tudo isso, você deve reservar um tempo para aprender o que é um nome de domínio e como ele funciona. Neste guia completo, você aprenderá os fundamentos dos domínios e sua função na rede da Internet, bem como as práticas recomendadas para encontrar e registrar o nome de domínio perfeito para o site da sua empreitada ou negócio online.



O que é um nome de domínio?


Um nome de domínio é o endereço que as pessoas digitam em um navegador para acessar um site. Muito parecido com uma impressão digital, cada nome de domínio é exclusivo para um site específico e não pode ser compartilhado ou duplicado com outras páginas da web. Se você olhar bem no topo desta página, verá que o nome de domínio deste site é wix.com.


Os domínios foram criados como uma forma amigável de acessar o protocolo da Internet (IP), que representa o localizador online de um site. Um endereço IP é uma sequência de números atribuídos a cada computador, consistindo em quatro números decimais que variam de 0 a 255 separados por pontos. Embora essas séries de números aparentemente aleatórias sejam ótimas para computadores, é muito mais fácil para os humanos usar palavras que possam lembrar do que grandes números aleatórios. E semelhante a salvar um número no seu telefone, os nomes de domínio nos permitem salvar 172.217.3.196 como google.com


Todos os registros de nomes de domínio são supervisionados pela Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), que aloca e designa endereços IP, opera sistemas de credenciamento para registradores de domínio e mantém um banco de dados centralizado de todos os nomes de domínio e seus IPs. Como veremos com mais detalhes posteriormente neste guia, a ICANN também tem autoridade para aprovar novas extensões de domínio (também conhecidas como TLDs), gerenciá-las e desligá-las se não seguirem as regras determinadas.


É importante ter em mente que, embora os nomes de domínio sejam comumente referidos como URL (Universal Resource Locator) ou endereço da web, eles são, na verdade, apenas uma parte (crucial) dele. A forma básica de um nome de domínio consiste em dois elementos: nome e extensão. No nosso caso, “wix” é o nome e “.com” é a extensão. No entanto, se você der uma olhada na barra de endereço do seu navegador, você notará que há muito mais partes, todas juntas para formar o endereço da web desta página. Dê uma olhada na imagem abaixo para ver a função de cada parte do URL.



Como funcionam os domínios?


A Internet é uma enorme rede mundial de computadores conectados uns aos outros através de uma rede global de cabos. Cada um desses computadores, independentemente de operar como dispositivos pessoais ou servidores, é identificado por um endereço IP que permite que eles se comuniquem entre si para enviar, encontrar e recuperar dados da web.


Como vimos na seção anterior, os nomes de domínio são simplesmente versões fáceis de usar desses endereços IP, conectados a sites específicos. Para que os computadores possam encontrar as páginas corretas da web, no entanto, as sequências de palavras aparentemente aleatórias devem ser convertidas de volta em números. É aqui que entra o sistema de nomes de domínio.


Também conhecido simplesmente como DNS, o sistema de nomes de domínio converte qualquer nome de domínio inserido em um navegador em um IP legível por computador. O sistema é supervisionado pela ICANN e é normalmente comparado a listas telefônicas tradicionais, nas quais você pesquisaria o nome de qualquer pessoa para encontrar o número. Se você é muito jovem para entender essa referência, pense nela como uma lista extensa de contatos de um smartphone ou lista de email que contém números com os quais você nunca interagiu.


Quando você insere um nome de domínio em um navegador da web, uma solicitação é enviada aos servidores DNS que procuram os servidores de nomes conectados a esse domínio específico e encaminham sua solicitação a eles. Esses servidores de nomes são gerenciados pelo provedor de hospedagem na web e, após encontrar o IP relevante, eles enviarão a solicitação ao servidor da web onde os arquivos do site estão armazenados. O servidor da web usa o IP para encontrar todos os arquivos associados a ele e enviar todos os dados de volta ao navegador. Tudo isso acontece em menos de 3 segundos.


Infográfico: como funciona um nome de domínio


A diferença entre domínio e hospedagem


Para criar um site, você precisa de um nome de domínio e de uma hospedagem web. Por sua natureza co-dependente e pelo fato de que — na maioria das vezes — eles são fornecidos pela mesma empresa, muitas vezes há bastante confusão em torno do propósito de cada um deles e como eles se relacionam.


A maneira mais fácil de entender o que é hospedagem web e como ela difere de um nome de domínio é imaginar seu site como um complexo de apartamentos, em que cada apartamento é uma página diferente de seu site. Para que esta construção exista, primeiro você precisa de um terreno para construí-la. Na Internet, o terreno sobre o qual você constrói seu site é conhecido como hospedagem web. Todos os arquivos e dados que constituem o seu site (pense neles como as fundações do complexo de apartamentos) são armazenados em servidores da web que os enviam para as pessoas que visitam o seu site.


Para que as pessoas possam visitar seu site, no entanto, elas precisam saber onde encontrá-lo. Como vimos no início deste guia, você poderia tecnicamente apenas compartilhar o IP do seu site com eles e encerrar o dia. Então, novamente, poderíamos tecnicamente apenas compartilhar coordenadas geográficas em vez de dar nomes e números para cada rua e prédio. Como você já deve ter adivinhado, os nomes de domínio servem como o endereço exato do seu complexo de apartamentos metafórico.


Se você quiser dar um passo adiante e direcionar os visitantes para uma página específica do seu site, basta adicionar um caminho após o nome do seu domínio. Ter algo como “/blog” é o endereço online equivalente a adicionar um número de apartamento ao seu endereço físico.


Infográfico: qual a diferença entre domínio e hospedagem web


Diferentes tipos de domínios


O DNS usa uma estrutura hierárquica de árvore invertida para gerenciar seu sistema de banco de dados distribuído. Nessa estrutura, um ponto serve como domínio raiz e fica no topo da estrutura. Abaixo desse ponto, o espaço do nome de domínio é dividido em diferentes níveis, dependendo de sua posição em relação ao domínio raiz.


Isso resulta em diferentes tipos de domínios, todos com uma finalidade diferente:


  • Domínios de nível superior (Top-level domains - TLD)

  • Domínios de segundo nível (Second-level domains - SLD)

  • Domínios de terceiro nível (Third-level domains)



Domínios de nível superior (Top-level domains - TLD)


Um domínio de nível superior, geralmente referido como TLD ou extensão de domínio, é o segmento mais à direita de um nome de domínio (localizado após o último ponto), e serve para reconhecer certas características de um endereço de site, como localização e finalidade.


Existem atualmente 1.503 TLDs disponíveis para registro, a maioria dos quais foi adicionada na última década, distribuídos em vários tipos de TLDs. Vamos dar uma olhada nas categorizações mais populares:



Domínios genéricos de nível superior (Generic top-level domains - gTLD)


Normalmente conhecidos como gTLDs, os domínios genéricos de nível supeior são compostos por três ou mais caracteres e podem ser registrados por qualquer pessoa. Os gTLDs respondem pela grande maioria das opções de extensão de domínio, com mais de mil adicionados nos últimos anos por meio do programa de novos gTLDs da ICANN. As opções disponíveis variam do tradicional .org, .com e .net a opções recentes, como .icu, .app e .wyz.



Domínios de nível superior patrocinados (Sponsored top-level domains - sTLD)


Como o nome indica, os domínios de nível superior patrocinados são aqueles com suporte e supervisionados por organizações privadas. Há um pequeno número limitado de sTLDs disponíveis e todos os registros devem ser aprovados pelas agências ou empresas responsáveis ​​por eles e cumprir uma série de conceitos predefinidos de temas da comunidade.



Domínios de nível superior com código de país (Country Code top-level domains - ccTLD)


Existem 312 domínios de nível superior de código de país estabelecidos para países ou territórios específicos, identificando-os com uma sigla de duas letras.


Embora os domínios de nível superior com código de país tenham sido originalmente destinados a empresas e indivíduos que operam em áreas geográficas específicas, também há um número significativo de proprietários de sites que registram ccTLDs para fins de marca ou para tirar proveito de certos benefícios. Este é o caso de extensões como .ai (Anguilla), que é particularmente popular dentro de empresas do setor de inteligência artificial, e .gg (Bailiado de Guernsey), que teve um aumento significativo de popularidade na esfera dos jogos


O caso mais notável, no entanto, é o da extensão de domínio .tk de Tokelau. Esse pequeno território de propriedade da Nova Zelândia permite que indivíduos e empresas registrem qualquer número de nomes de domínio gratuitamente e, por anos, deteve o título de maior ccTLD e segundo maior TLD em geral. Um exemplo conhecido é nosso famoso domínio .br.


Infográfico: os 10 maiores TLDs por número de nomes de domínio reportados


Domínios de segundo nível (Second-level domains - SLDs)


Um domínio de segundo nível, também conhecido simplesmente como SLD, é a parte de um nome de domínio que vem antes do domínio de nível superior. Os SLDs geralmente se referem à seção personalizada de um nome de domínio, significando as palavras que você usa para representar sua marca e seu site. Por exemplo, em “www.wix.com” “wix” é o domínio de segundo nível.


Em alguns casos, os SLDs podem ser considerados parte da extensão do domínio, pois os registros os usam para indicar um uso específico de um TLD. Isso é especialmente comum em sites que usam ccTLDs, pois os domínios de segundo nível são usados para sinalizar o tipo de site dentro de uma região. Dependendo dos registros de domínio, esses SLDs podem corresponder aos gTLDs ou usar uma ligeira variação ou adaptação deles. Por exemplo, sites comerciais na Espanha podem ser registrados com a extensão de domínio .com.es, enquanto no Reino Unido eles aparecem como .co.uk. Da mesma forma, nesses mesmos países, as instituições acadêmicas podem ser registradas sob .edu.es e .ac.uk, respectivamente.


Exemplo da estrutura de um domínio: domínio de segundo nível


Domínios de terceiro nível


Os domínios de terceiro nível aparecem imediatamente à esquerda de um domínio de segundo nível. Na maioria dos casos, onde os domínios têm apenas três níveis, eles são comumente conhecidos como subdomínios. Um subdomínio é um prefixo adicionado a um nome de domínio para criar sites autônomos. Isso ajuda a gerenciar áreas extensas que exigem sua própria hierarquia, como uma loja online ou um blog.


Em certos casos, os domínios de terceiro nível são oferecidos como um nome de domínio gratuito que permite a publicação de um site a custo zero. Por exemplo, quando você constrói um site Wix, o formato do URL do seu site gratuito incluirá seu nome de usuário como um subdomínio, resultando em nomedeusuario.wixsite.com/enderecodosite. Após comprar seu próprio nome de domínio, você poderá criar seus próprios subdomínios e conectá-los às áreas relevantes de seu site.


É importante ter em mente que, embora os domínios de terceiro nível geralmente sejam iguais aos subdomínios, isso pode nem sempre ser o caso. Por exemplo, você pode encontrar domínios de quatro níveis, como news.bbc.co.uk, ou mesmo domínios de cinco níveis, como www.village.fairport.ny.us. Embora não haja virtualmente nenhuma limitação quanto a quantos níveis um domínio pode ter, um único nome de domínio com mais de quatro níveis é considerado uma visão bastante rara.


Exemplo da estrutura de um domínio: domínio de terceiro nível


Como escolher um nome de domínio


De acordo com o último relatório da indústria da Verisign (disponível apenas em inglês), existem 366 milhões de nomes de domínio registrados em todos os domínios de nível superior, com milhares mais registrados todos os dias. Isso não significa apenas que os melhores já foram escolhidos, mas também coloca uma contagem regressiva de quanto tempo você tem antes que todas as suas ideias sejam reivindicadas por outra pessoa.


Para encontrar um nome de domínio que represente perfeitamente sua marca ou conceito e ainda não tenha sido usado, você precisará de uma combinação de criatividade, conhecimento de ferramentas de SEO, previsão, sorte e amplo conhecimento sobre as melhores práticas a serem seguidas. Para garantir que você cubra todas as suas bases, elaboramos um guia de SEO, e um manual completo sobre como escolher um domínio próprio. Aqui estão três das etapas mais importantes para começar:



Facilite a digitação e a pronúncia


Se você tem um nome um pouco incomum ou conhece alguém que tenha, provavelmente sabe como é fácil para as pessoas errar a ortografia ou esquecê-los. Por isso, é crucial criar um nome que seja fácil de digitar e pronunciar.


Ao começar a pensar em ideias de nomes de domínio, você deseja evitar estrangeirismos complicados, palavras que são frequentemente mal pronunciadas ou que exigem uma segunda olhada antes de digitar.


Quando estiver satisfeito com as ideias listadas aré o momento, é hora de colocá-las à prova. Antes de tudo, o básico: pesquise a concorrência e veja se algum outro negócio possui um nome igual ou parecido. Depois, fale suas escolhas preferidas para alguns amigos, e veja se eles conseguem escrevê-las corretamente na primeira tentativa, e verifique com eles algumas horas ou dias depois para ver se eles se lembram do nome da sua marca. Se eles tiverem dificuldades, é melhor procurar outras opções.



Mantenha seu nome de domínio na marca


Não há dúvida de que seu nome de domínio deve refletir seu branding, de preferência usando o nome da sua marca mais uma palavra-chave para otimizar sua capacidade de pesquisa. No entanto, quando você pensa em branding, as primeiras coisas que vêm à mente são provavelmente nomes, slogans e um logo profissional. Muitos empreendedores e criativos tendem a ignorar o aspecto da marca do nome de domínio de seu site até que todo o resto seja decidido, o que muitas vezes leva a dores de cabeça desnecessárias e até mesmo à perda de prazos/clientes.


Vamos imaginar que você finalmente deu o passo para abrir sua própria floricultura. Você gasta meses e dinheiro comprando tudo o que precisa, escolhendo o nome perfeito e criando um lindo logo. Mas quando você registra seu nome de domínio, percebe que uma floricultura a duas cidades de distância já o possui. Agora, você precisa escolher entre mudar a marca de todos os seus ativos ou se contentar com um endereço de site diferente, o que poderia confundir seu público-alvo e prejudicar negócio online. Para evitar isso, é importante registrar seu nome de domínio assim que escolher o nome da sua empresa.


Escolha a extensão de domínio certa


Ao pesquisar a melhor extensão para seu nome de domínio, há duas coisas principais que você precisa levar em consideração: percepção e preço. Além de respeitar as regras de uso, como não registrar sua loja virtual com uma extensão .org, você também precisará levar em consideração a probabilidade de as pessoas confiarem e se lembrarem de certos TLDs.


Com mais de 120 subdomínios disponíveis, a extensão .br foi criada em 1989 com fins acadêmicos, e expandida para instituições governamentais, empresas, ONGs e para as forças armadas em 1991, e de lá para cá, já são mais de 4 milhões de domínios registrados.


Principalmente para negócios de eCommerce que operam no Brasil, ter um domínio que deixe claro que seu site é dedicado totalmente ao público local, pode ser interessante, e acelerar a decisão de compra do consumidor. Isso porque ter .br no domínio do seu site acaba fortalecendo a ideia de estar acessando uma página dedicada unicamente ao território dos seus clientes.


Quanto ao preço, a extensão que você decidir terá um impacto direto sobre os custos de um nome de domínio, bem como sobre as taxas de renovação. Certifique-se de verificar todas as opções e pesar os prós e os contras antes de escolher um determinado TLD.




Como comprar um nome de domínio


Depois de decidir sobre um nome de domínio para seu site, é hora de torná-lo oficial e comprá-lo. Há algumas coisas a se ter em mente ao descobrir como registrar um nome de domínio, incluindo certificar-se de que o nome que você escolheu está disponível, encontrar um registrador que corresponda às suas necessidades e garantir que suas necessidades de endereço online sejam atendidas e garantida por um tempo razoável.


Vamos dar uma olhada no que cada uma dessas etapas envolve:



Faça uma pesquisa de nome de domínio


Como já mencionamos anteriormente, a primeira coisa que você deve fazer depois de criar um nome de domínio é verificar se ninguém mais o está usando. Embora você possa fazer isso manualmente, verificando se seu endereço está ou não em uso, pode levar muito tempo se descobrir que sua ideia original pertence a outra pessoa.


É por isso que você deve usar uma plataforma de pesquisa de nome de domínio para verificar a disponibilidade de sua escolha. Essa ferramenta não apenas informa se um determinado domínio está ou não em uso, mas também oferece uma lista de alternativas de compra. Além disso, você poderá ver facilmente o custo de cada nome de domínio e compará-los para garantir que escolheu a melhor opção.


Página de domínios Wix


Escolha um registrador de domínio


Depois de selecionar um nome de domínio disponível, você se verá diante de uma lista aparentemente interminável de registradores de domínio para comprá-lo. Mas, embora possam parecer todos iguais à primeira vista, um olhar mais atento destacará as diferenças perceptíveis em seus preços e oferta de extensão de domínio, bem como em outros recursos, como a privacidade do domínio, suporte ao cliente e add-ons.


Aqui estão algumas das principais características às quais você deve prestar atenção:


Preços


É importante ter em mente que, ao comprar um nome de domínio, você precisará pagar uma taxa anual ao registrador de nomes de domínio para manter sua propriedade. Certos provedores tiram vantagem disso oferecendo o registro inicial a um preço muito inferior à média do setor e cobrando taxas de renovação exorbitantes.


Por outro lado, outros registradores fornecem nomes de domínio gratuitos que são renovados por um custo médio. Nem é preciso dizer que você deve pelo caminho desses últimos, pois eles permitem que você economize sem fazer com que você pague mais tarde.



Registro de domínio privado


A ICANN exige que todos os que adquirem um domínio forneçam informações pessoais (incluindo nome completo, email, endereço físico e número de telefone) que são disponibilizadas publicamente em um banco de dados conhecido como WHOIS. Se você está preocupado com a privacidade ou deseja minimizar as chances de SPAM e roubo de identidade, pode ocultar essas informações usando a proteção de privacidade WHOIS.


Alguns registradores de domínio incluem proteção de privacidade WHOIS como parte de sua oferta, protegendo imediatamente seus dados pessoais quando você compra um nome de domínio, enquanto outros o oferecem como um complemento pago.



Emparelhamento de hospedagem na web


Como vimos anteriormente, você precisa de um nome de domínio e de um serviço de hospedagem na web para ter um site em funcionamento. Se você ainda não decidiu um “terreno” para o seu site morar, procure um registrador de domínio que ofereça hospedagem gratuita de sites ou, pelo menos, um serviço de hospedagem com preços competitivos e realistas.


Adquirir seu nome de domínio e plano de hospedagem do mesmo fornecedor permitirá que você gerencie todos os ativos do site em uma única plataforma, minimizando assim o custo geral e a dor de cabeça.



Suporte ao cliente



A disponibilidade de suporte ao cliente é um dos aspectos mais negligenciados quando se trata de encontrar um registrador de domínio. No entanto, se você tiver qualquer problema às 3 da manhã e não conseguir falar com ninguém, você vai querer chutar o seu eu do passado por não prestar atenção suficiente a isso.


Para garantir que você possa resolver qualquer problema com o seu domínio a qualquer momento, e que seu site não fique fora do ar por tempo indeterminado, certifique-se de que a plataforma que você escolheu oferece suporte ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Benefícios adicionais


É importante ficar atento a produtos e ferramentas adicionais nos quais você possa estar interessado, pois isso tornará muito mais fácil conectá-los e gerenciá-los. Por exemplo, se você deseja ter um endereço de email personalizado que usa seu nome de domínio em vez de um provedor de email genérico, deve procurar um registrador que também oferece a opção de criar seu próprio endereço de email personalizado.



Compra em massa


Embora a compra de mais de um nome de domínio possa não estar em seus planos ainda, vale a pena considerar se é algo de que você precisará no futuro. Isso é especialmente relevante se você planeja expandir suas operações para outras localizações geográficas ou tem um determinado produto ou iniciativa que gostaria de promover.



Planejar com antecedência


Quer você tenha acessado este guia com a intenção de aprender mais sobre como adquirir um domínio para o seu site ou simplesmente por curiosidade, neste ponto você já pode entender a importância dos nomes de domínio. Portanto, provavelmente não será uma surpresa saber que o comércio de nomes de domínio é uma indústria multimilionária.


Depois de registrar um domínio, ninguém mais pode tê-lo. Por isso, é altamente recomendável registrar o nome de domínio de qualquer empreendimento que você inventar. Pode ser algo tão simples como o seu nome ou tão negociável como business.com, que na verdade foi comprado por US $ 350. Essa prática é conhecida como domain parking (estacionamento de domínio) e é mais comum do que você pode imaginar.


Além disso, você também deve considerar a compra de qualquer TLD adicional que queira usar no futuro para garantir que ninguém mais o pegue antes de você. Caso contrário, você se encontrará no lado pagador do comércio de nomes de domínio.



Publicado por Hannah Beltrão

Blogger & Growth Marketing Specialist - Português





pt03.png