Como Fazer Cartão de Visita: Guia Completo Para um Design Incrível



Apesar dos nossos meios de comunicação serem cada vez mais digitais, o cartão de visita impresso ainda mantém sua posição central no mundo dos negócios - e é fácil de entender o porquê. Afinal, é uma forma rápida e barata de distribuir informação que, ao mesmo tempo, cria uma memória tangível de você e do seu negócio. Com um cartão de visitas, você está literalmente ao alcance das mãos de seus clientes em potencial.


Um cartão de visita é um pequeno pedaço de papel que contém suas informações de contato. De forma bastante conveniente, reúne em um único local todos os detalhes essenciais, incluindo seu nome, o logo da sua marca e as formas de contato, como seu site, número de telefone e como encontrá-lo nas redes sociais.

O cartão de visita funciona como um convite amigável e não invasivo para chegar até você a qualquer momento. Para fazer um cartão de visita, você pode contar com a ajuda de um designer profissional ou pode fazer de forma independente usando um programa de design ou uma ferramenta online como o Criador de Logo Wix.


Neste artigo, você encontrará tudo o que precisa saber para criar o design do seu cartão de visita:




Tamanhos de cartões de visita


O padrão de tamanho dos cartões de visita varia de um país para o outro. Acima de tudo, apesar das dimensões mostradas a seguir serem as mais usadas, não há nenhuma obrigação de segui-las. Você pode escolher o que melhor se adequar à sua visão e às suas ideias.


Padrão do Brasil e da América Latina: 90mm x 50mm


Padrão dos EUA e do Canadá: 89mm x 51mm

Com área de sangria: 95,25mm x 57,15mm


Padrão da Europa Ocidental: 85mm x 55mm

Com área de sangria: 91mm x 61mm


Padrão da Europa Oriental: 90mm x 50mm


Padrão da Oceania: 90mm x 55mm


Padrão do Japão: 91mm x 55mm


Além dos tamanhos padrão dos cartões de visita, há também alguns termos relacionados à impressão que você deve ter em mente antes de começar a pensar no design do seu cartão de visita:


  • Área de sangria se refere a elementos de design, como cores e linhas, que ultrapassam as margens de corte do cartão uma vez impresso. A sangria garante que o cartão não terá nenhuma área sem impressão apesar de pequenas compensações que possam acontecer durante o processo de corte. O tamanho da área de sangria vai de 3mm a 6,3mm, de forma que é melhor verificar na sua impressora qual o tamanho exigido.

  • Linhas de corte são linhas que marcam as margens do cartão e sinalizam onde o corte deve ser efetuado.

  • Margens de segurança marcam as linhas para além das quais nenhum elemento de design importante (tais como texto ou logo) devem ser colocados. As margens de segurança ficam em torno de 4mm da linha de corte. Esta prática é usada para evitar que o design seja cortado, uma vez que o corte da lâmina pode ficar em qualquer lugar entre a área de sangria e as margens de segurança.




Organize todos os elementos da sua marca


Seu cartão de visita deve captar a essência da sua identidade da marca. Antes de abordar o design do cartão de visita especificamente, certifique-se de ter tudo o que é necessário de maneira organizada para poder começar de forma correta:


  • Logo: O logo é um dos elementos mais importantes de um cartão de visita. Se você ainda não tem um logo pode contratar um designer profissional ou criá-lo você mesmo usando ferramentas como o Criador de Logo do Wix. Esse guia sobre como criar um logo também pode ajudar a te orientar em relação ao caminho certo a seguir.

  • Nome da empresa: O nome da sua empresa deve explicar claramente do que se trata.

  • Esquema de cores da marca: As cores podem provocar emoções e ditar o astral certo para a sua marca. Certifique-se de que seu cartão de visita tem o mesmo esquema de cores do seu site e dos demais elementos de branding.

  • Tom de voz: A sua marca é profissional e confiável ou é divertida e dinâmica? É importante definir o que deseja que a sua marca represente. Esses valores devem ser refletidos no seu cartão de visita, tanto no seu design como no texto.




Defina uma orientação para seu cartão


Apesar do cartão de visita colocar apenas uma pequena tela à sua disposição, há muitas decisões a serem tomadas antes de criar o seu design:


  • Formato: Cartões de visita geralmente são retangulares, mas você também pode optar por outros formatos mais originais. Alguns exemplos incluem formatos quadrados, redondos ou simplesmente retangulares com cantos arredondados. E, apesar da maioria dos cartões de visita ter o design na horizontal, uma outra opção interessante a levar em consideração é o design na vertical.

  • Posicionamento dos elementos: A maioria dos cartões de visita são frente e verso, mas também há cartões de visita com dobra. Seja qual for o cartão, decida quais elementos deseja colocar em cada lado. Por exemplo, o logo pode ficar na frente e seu nome e detalhes de contato no verso.

  • Estilo: Levando em consideração os elementos de branding da seção anterior, certifique-se de que seu cartão de visita reflete todo o estilo da sua marca. Verifique o design dos cartões de visita de concorrentes que tenham uma aparência semelhante aos seus. Destes exemplos, pode vir valiosa inspiração - desde o minimalismo até o arrojado, e do atemporal à tendência do momento.




Evite os erros comuns


  • Design com área de sangria: Certifique-se de incluir uma área de sangria no seu design, como explicamos acima. Além disso, não coloque nenhuma informação importante fora das margens de segurança, para que não seja cortada.

  • Padrão de cor CMYK: Configure seu sistema de cor para CMYK, que é o padrão de cor usado para impressão (e não o padrão RGB, que é usado para as telas eletrônicas).

  • Trabalhe com alta resolução: Para ter certeza de que seu cartão de visita não vai sair pixelado, trabalhe com um arquivo com resolução de 300dpi. Todos os arquivos usados no seu design (como logo, ícones e imagens) também devem ter esta alta qualidade.

  • Mantenha legível: Certifique-se que seu texto está escrito em fonte cujo tamanho não seja menor que 8 pontos, de forma a ficar claro e legível. Pelo mesmo motivo, tenha um bom contraste de cor no seu design. Há muitas ferramentas de paleta de cores disponível na internet para verificar a facilidade de leitura das mesmas.




O que colocar em um cartão de visita


Os melhores cartões de visita comunicam informações importantes de forma rápida e fácil, sem tentar amontoar demasiados detalhes desnecessários. Para te ajudar a reduzir a quantidade de informação a ser incluída, a seguir reunimos os dados mais relevantes que devem constar do seu cartão de visita:


  1. Logo: O logo da empresa é imprescindível em qualquer cartão de visita, dando um toque de profissionalismo e credibilidade. Coloque seu logo em um local destacado do cartão.

  2. Seu nome: O objetivo do seu cartão de visita é criar uma conexão com você enquanto pessoa, o que torna seu nome um ativo essencial, sem a menor dúvida.

  3. Seu título no trabalho: Ajude a refrescar a memória das pessoas com uma palavra ou duas sobre o seu cargo na empresa. Por exemplo, “Diretor” ou “Designer”.

  4. Nome da empresa: Não se esqueça de incluir o nome da sua empresa, a não ser que já esteja claramente mencionado no seu logo ou seja o seu próprio nome - não há necessidade de repetir duas vezes o mesmo nome.

  5. Tagline: Esta é opcional, mas você pode adicionar uma explicação concisa sobre o que você faz incluindo um slogan cativante de umas três a cinco palavras.

  6. Site: Adicione o nome de domínio do seu site, o que significa seu endereço. Não há a menor necessidade de incluir o “https://” e você até pode não incluir o “www” se quiser.

  7. Detalhes de contato: Isso inclui seu número de telefone e endereço de email. No caso de empresas ou escritórios com sede física, adicione também o seu endereço. Você também pode incluir seus nomes de usuário nas redes sociais se for relevante para sua linha de trabalho.




Adicione imagens atraentes


A linguagem visual de um cartão de visita pode realçar as ideias que você deseja comunicar. Isso pode ser feito através de elementos básicos de design como paleta de cores, pareamento de fontes, composição e hierarquia. Um outro elemento que adiciona um grande valor visual é o uso de imagens.


Pode ser uma ilustração, uma foto, um ícone ou uma estampa. Apesar de cada um destes servir a um propósito ligeiramente diferente, todos podem ser usados para atrair atenção para a sua marca. Por exemplo, o cartão de visita de uma doceria pode incluir uma ilustração estilosa de macaroons cheios de frutas vermelhas, ou uma foto em preto e branco de mãos talentosas confeitando.


No entanto, evite usar uma imagem que seja inteiramente literal e não contribua para o aspecto geral e a estilo do cartão. Por exemplo, se você é um artista, mostrar uma das suas peças é melhor do que usar um ícone genérico de um pincel.




Use detalhes exclusivos para se destacar


Alguns toques especiais podem contribuir para que o cartão de visita tenha a sua cara. Uma encomenda sob medida costuma ser significativamente mais cara, mas confere ao cartão uma atmosfera de luxo, e também um toque de sutileza. Certifique-se de não adicionar diferentes técnicas especiais em um cartão, pois o resultado pode ficar caótico.


  • Hot stamping ou tintas metálicas: Não é possível obter cores metálicas como prata, cobre ou ouro usando o método de impressão CMYK. No entanto é possível criá-las usando o processo de “hot stamping” ou tintas metálicas.

  • Processos emboss (gravação em alto relevo) e letterpress: Estas duas técnicas de impressão pressionam elementos do design selecionados para dentro ou para fora da página criando um efeito tridimensional.

  • Revestimento UV local: Esta técnica aplica uma camada clara de revestimento por cima de certos elementos do material impresso como, por exemplo, o logo, dando ao design um toque de brilho.

  • Cortes a laser: Este método cria recortes elaborados no design usando laser. Serve para recortar elementos do cartão de visita para obter um resultado mais interessante.

  • Materiais especiais: Os cartões de visita normalmente são impressos em papel offset ou opaline, mas também podem ser impressos em outros materiais, desde madeira a metal, ou até em imãs.


Finalize antes de imprimir


Você está quase terminando! Em breve terá um lindo cartão impresso e pronto para ser distribuído a colegas e clientes. Mas antes de resolver que está tudo pronto, finalize seu trabalho para que não haja espaço para erros. Após enviar o arquivo para impressão, alterações de última hora serão mais complicadas e mais caras.


  • Revise: Verifique duas, três vezes para se certificar que tudo no seu cartão está escrito corretamente, a informação está atualizada e que ele está com a aparência exata que você quer.

  • Verifique os elementos visuais: Certifique-se de que as imagens estão em alta resolução e que você tem todas as licenças legais para usá-las.

  • Pesquise as opções de impressão: Dê uma olhada nas opções de impressão disponíveis na sua região e compare preços e serviços. Uma vez escolhida a gráfica, converse com o seu contato sobre as opções de papel e de métodos de impressão. Talvez você também queira visitar pessoalmente para verificar as opções de papel ao vivo. Por fim, peça orientações sobre o tipo de arquivo que eles recomendam que seja usado para exportar o seu cartão.


Agora tudo o que falta é exportar seus arquivos de trabalho, enviá-los para a gráfica e curtir o cheiro de impressão recente quando o produto final chegar até você!




Publicado pela Equipe Wix




pt03.png