O Que é Branding? - O Guia Completo


Imagem de capa do artigo "O Que é Branding? - O Guia Completo"

Você já ouviu um daqueles jingles de rádio e se pegou cantarolando a musiquinha horas depois? Conhecida como "verme de ouvido" (não é um bom nome, sabemos), ou em inglês "earworm", é um fenômeno psicológico que pode desencadear espontaneamente emoções, memórias ou associações - simplesmente por ouvir uma melodia.


Embora essas pequenas melodias (geralmente irritantes) sejam consideradas uma tática de marketing, elas também são a analogia perfeita para entender a importância do branding. Apesar do que muitas pessoas acreditam, o branding vai muito além do seu logo, sua paleta de cores ou a forma como você escolhe para criar um site. Como aqueles jingles de rádio, o branding é mnemônico - o que significa que é baseado no sentimento, experiência e emoção duradouros que os consumidores associam à sua marca.


Então, como você pode aproveitar esse poder e construir uma marca que deixe uma impressão duradoura em seu público? Neste guia, exploraremos o que é branding e quais elementos o ajudarão a criar um negócio online impactante, autêntico e memorável.



O que é branding?


O branding engloba todas as ações deliberadas que você realiza para influenciar a percepção das pessoas sobre sua marca, produto e/ou serviço - para que elas escolham sua marca repetidamente. Essencialmente, é a maneira como sua marca vive no coração e na mente de seu cliente.


Embora possa parecer uma ideia simples de compreender, branding é um tópico sempre calorosamente debatido que não é fácil de definir. Por quê? Porque, como mencionamos acima, o branding é emotivo, subjetivo e não algo que necessariamente possa ser 100% medido ou quantificado.


Para chegar a um conceito palpável de branding, vamos voltar um passo e entender o que é uma marca. Para citar o autor e empresário Seth Godin, “a marca é o conjunto de expectativas, memórias, histórias e relacionamentos que, em conjunto, respondem pela decisão do consumidor de escolher um produto ou serviço em detrimento de outro”. Ou seja, o significado de branding é tudo o que você faz para influenciar ativamente essas decisões.


Pense nisso, quando os consumidores precisarem fazer uma escolha, como eles tomarão suas decisões? Seja o que for que os motive, a marca é o que molda a percepção de sua empresa em suas mentes e, finalmente, o que converte novos clientes em compradores.


Infográfico "o que é branding?": Identidade, relevância, logo, estratégia, confiança, lealdade, voz e percepção


Por que o Branding é importante?


No saturado mundo do marketing, há sempre muito barulho. Se leva apenas cerca de 7 segundos para causar uma boa impressão, então sua marca precisa ser forte e bem delineada desde o início. Um branding eficaz é justamente a engrenagem que pode fazer sua empresa se destacar e chamar a atenção de seu cliente em potencial. Quando bem feito, o branding consegue influenciar, inspirar e gerar mudanças.


Observe algumas das maiores e mais bem estabelecidas marcas por aí, como Google, Apple, Nike e Coca-Cola - não é por acaso que elas são bem-sucedidas. Essas empresas entendem a importância do branding, que acaba por permear todos os aspectos de seus negócios e estratégia de marketing. Além disso, mesmo possuindo posições quase que inabaláveis no mercado, essas marcas continuam a aprender e crescer através de seus esforços de branding para manter a fidelidade do cliente.


Vamos nos aprofundar um pouco mais para entender a importância do branding e o impacto que ele tem em seus negócios.



Diferencie-se da concorrência


Independentemente do seu setor, a competição é sempre acirrada. Esteja você abrindo uma loja/oficina de bicicletas, vendendo roupas ou brindes personalizados, ou mesmo se tornando um consultor de redes sociais, o branding permite que você se diferencie de seus concorrentes, destacando e distinguindo o que você tem a oferecer e porque seu produto/serviço é a melhor escolha.



Se esforce para que sua marca seja relevante


Quando falamos da relevância da sua marca, nos referimos especificamente às maneiras pelas quais sua empresa é percebida, tanto em sua posição no mercado, quanto na mente dos consumidores. Idealmente, você deseja que os clientes tenham uma impressão positiva de sua marca através do serviço ou produto que você oferece. Uma marca relevante acaba por incentivar seu público-alvo a selecionar sua marca explicitamente, mesmo se houver opções mais baratas ou alternativas disponíveis.


Exemplos de aplicação de conceitos de branding e identidade de marca em produtos (camisera, cartão de visita, caneca, embalagem e eco bag)


Conquiste a confiança da sua clientela


A relação de confiança entre cliente e marca é importante tanto para a impressão que sua empresa passa para o público-alvo, quanto para o setor. Segundo a pesquisa “2021 Global Marketing Trends – Find your focus” realizada pela Deloitte, sete tendências de marketing e negócios foram listadas como essenciais aos olhos dos consumidores, são elas: propósito, agilidade, experiência, confiança, participação, criação de parcerias e desenvolvimento de talentos e posições profissionais. Sim, dentre todos esses importantes pilares da conduta empresarial, a confiança está ali para ficar.


Uma empresa de marca forte e transparente não só se apresenta como mais profissional e polida, mas também evoca confiança pela honestidade e autenticidade. Além disso, delinear os valores da sua marca com antecedência e manter a promessas é o que incentiva os clientes atuais e novos a acreditarem, confiarem e a apoiarem sua empresa.



Dê uma identidade à sua empresa


Assim como cada pessoa tem sua identidade única, a sua marca também. Imagine que você está marcando um encontro às cegas entre dois amigos e precisa descrever cada pessoa para a outra. Como você pode identificá-los ou caracterizá-los? Tente pensar na sua marca como uma pessoa em vez de uma mercadoria ou um objeto. Conhecida formalmente como “antropomorfismo de marca”, essa ideia desafia você a visualizar sua marca como um ser humano para definir melhor como ela age, fala, se veste, se comunica ou impacta o mundo.



Incentive sua equipe a ter orgulho de onde trabalham


Os funcionários que defendem sua marca e se orgulham de seu trabalho não são apenas bons para os negócios, mas também desempenham um papel fundamental no funcionamento interno e na formação da percepção pública de sua marca. Isso tem implicações positivas em todas as áreas. Pode influenciar as maneiras como os clientes identificam sua marca, e também pode incentivar funcionários em potencial a procurar sua empresa. Uma empresa com uma boa marca deve fazer com que os trabalhadores tenham um sentimento de pertencimento, satisfação geral e orgulho. Isso os incentivará a promover a marca de forma autêntica em todos os tipos de canais e plataformas.



Aumente o valor do seu negócio


Quer você seja um pequeno empresário ou uma corporação estabelecida, o branding desempenha um papel importante na validação de seu valor financeiro e na construção da relevância da sua marca. Ou seja, o crescimento da sua empresa pode depender de um branding de sucesso na hora de atrair novos clientes, gerar leads e negócios ou entrar em novos mercados. Ainda mais, no que diz respeito à expansão do seu empreendimento, um negócio que possui uma marca estabelecida, reconhecida e respeitada é um investimento mais atraente para potenciais investidores.



Elementos essenciais da marca


O branding é um processo estratégico e detalhado e requer criatividade e consistência. Como há muitos elementos de branding a serem considerados, é aconselhável criar um guia de identidade visual e estilo forte e coeso que atue como um manual ou catálogo para acompanhar os elementos visuais e não visuais.



Elementos visuais do branding:



Site


Agora, mais do que nunca, ter uma presença online profissional é um ativo essencial para a marca e uma parte crítica de sua estratégia de marketing digital. Independentemente do setor e do tamanho da empresa, ou se você tem uma loja virtual ou física, um site funciona como parte central de sua empresa.


O tipo de site que você criará dependerá do seu setor, mas mesmo assim, ele será o principal lugar para atrair novos visitantes, gerar leads, promover e vender produtos, educar e informar os clientes e, acima de tudo, comunicar-se.


Ao fazer um site Wix, você pode personalizá-lo para atender às suas necessidades de negócios com uma variedade de templates gratuitos e ferramentas avançadas. Você pode ter certeza de que seus clientes terão uma ideia instantânea do que é e o que representa a sua marca, e de tudo o que ela tem a oferecer. Da sua página inicial aos posts do blog, passando pelas campanhas de email marketing e pelo chat online, seu site é uma oportunidade de mostrar sua marca da melhor maneira possível.


Exemplo de página inicial de site de mercado gourmet


Logo


Freqüentemente, as ideias de logo e indentidade visiual da marca são usadas em conjunto ou consideradas como sinônimos, quando na verdade são duas entidades diferentes. Um logo, indiscutivelmente um dos ativos mais importantes da marca, ainda é apenas uma peça do quebra-cabeça maior da identidade visual. Seu logo serve como um símbolo, uma representação visual de sua empresa que deve ser facilmente reconhecível e memorável. Tudo, desde a paleta de cores até a tipografia que você usa ao criar um logo, fala uma linguagem visual e desempenha um papel vital no branding.


Exemplo de logo de mercado gourmet "San Garden", em fundo branco com tipografia em verde


Nome da marca


Disso já sabemos: o nome de uma marca carrega um peso gigante e extremamente importante em sua criação e desenvolvimento. No entanto, chegar nessa escolha final é uma tarefa árdua. O nome da sua marca deve representar quem você é, mas também representar o que você faz, tudo isso enquanto causa uma boa impressão em seu público-alvo.


Alguns nomes de marcas são tão eficazes que são usados indistintamente para o produto em si, mesmo quando são fabricados por uma empresa diferente. Tome Gillette (lâminas barbeadoras), Band-aid (curativos plásticos), ou Cotonete (hastes flexíveis) como exemplo - todas essas marcas se tornaram parte de nosso léxico diário.


Existem alguns pontos a serem considerados antes de escolher o nome de sua marca. Para começar, você precisará verificar se o nome que você gosta está disponível, se ele tem alguma conotação linguística incomum e garantir que o nome represente os valores e a identidade de sua marca.


Exemplos de possíveis nomes para o mercado gourmet "San Garden"


Cartões de negócios


Embora os cartões de visita possam parecer um pouco antiquados em nosso mundo digital, eles ainda são muito relevantes e uma parte importante dos ativos de sua marca. Ao escolher como criar um cartão de visita, tenha em mente que não é apenas uma oportunidade de compartilhar suas informações de contato e seu logo, mas uma chance de construir conexões e causar uma boa impressão. À medida que você expande sua rede e sua empresa, os cartões de visita são um lembrete profissional e amigável de sua marca.


Você pode criar cartões de visita em todos os formatos e tamanhos, no entanto, lembre-se de que eles devem ser coesos com seus outros ativos e expressar a identidade visual de sua marca.


Exemplos de cartão de visita de funcionário do mercado gourmet San Garden


Cores da Marca


Separe um tempo para selecionar as cores da sua marca. A paleta de cores que você escolher moldará a identidade da sua marca e aparecerá em todos os canais de marketing. É importante considerar o impacto da psicologia das cores e a influência que ela tem nas decisões de compra dos consumidores. Embora seja muitas vezes subliminar, a cor transmite mensagens, desencadeia emoções e afeta a percepção da marca na mente dos consumidores.


Por exemplo, o vermelho é uma tonalidade que chama a atenção e é associada à paixão, energia, excitação e perigo, enquanto o azul é uma cor muito mais calma, ligada à confiança, paz e estabilidade. Após entender qual mensagem sua marca está tentando comunicar, selecionar as cores de sua marca ajudará a construir consistência e cultivar a personalidade de sua marca.


Paleta de cores da marca do mercado San Garden


Tipografia


A tipografia refere-se às formas específicas das letras, incluindo o design e o layout usados em vários recursos de marca. Semelhante às cores da sua marca, a tipografia que você escolhe ajuda a transmitir sua mensagem e essência.


Em geral, quando se trata de tipografia, é recomendável usar cerca de três (ou menos) estilos de fonte. Também é essencial manter todos os elementos da sua marca (físicos e online) alinhados e coesos para desenvolver consistência. Para um ótimo exemplo de tipografia de marca, você pode conferir a Madefor, a fonte digital personalizada da Wix.


Tipografia escolhida para a marca do mercado Gourmet San Garden (fontes Raleway semi bold e courier New regular)


Slogan


Embora o slogan de sua marca não seja "tecnicamente" um elemento visual, ele está intimamente ligado a elementos visuais como seu logo, por isso iremos incluí-lo aqui. Criar um slogan atraente nem sempre é uma parte essencial da sua marca, mas, quando bem feito, pode ser uma ferramenta de marketing muito poderosa.


O "Amo muito tudo isso" do McDonalds, o "Compre Batom" da Garoto, e o "1001 utilidades" da Bombril são exemplos perfeitos de slogans que incorporam uma marca e instantaneamente fazem você pensar em um produto ao ouvi-los. Como você pode ver, quando bem executados, os slogans são partes extremamente importantes do seu branding.



Elementos de branding não visuais



Declaração de missão


Uma declaração de missão é uma parte vital de seus esforços de branding e deve servir para expressar o propósito e os valores de sua empresa (veremos isso com mais detalhes abaixo). Em não mais do que algumas frases, esse elemento do branding deve permitir que qualquer pessoa que encontrar sua marca (de seus clientes a investidores e concorrentes) entenda claramente o que você é e pelo que preza. Pense na declaração de missão de sua marca como uma explicação de "por que" que orienta não apenas o que sua empresa oferece, mas o propósito por trás disso.



Declaração de visão


Assim como sua declaração de missão, sua declaração de visão é uma articulação clara e concisa que descreve seus objetivos estratégicos de negócios. Serve como um roteiro para orientar as etapas iniciais de sua empresa e o futuro de sua marca. Essa visão pode evoluir com o tempo e crescer com o seu negócio, mas deve sempre permanecer consistente com seus valores essenciais.



Valores da marca


Em um mundo onde a transparência e a autenticidade são mais relevantes do que nunca, os consumidores anseiam pela realidade e desejam se conectar com marcas que defendem valores semelhantes. Esses valores são a base de seu negócio e afetam cada aspecto de sua marca. Imagine-os como uma bússola que direciona e apóia o propósito e a história de sua marca, bem como suas decisões e ações.


Quando se trata de definir esses valores, pense no panorama geral e na influência e impacto de seu negócio em seu nicho de mercado e, por que não, no mundo.



Identidade da marca


Com tantas peças diferenciadas do quebra-cabeça da marca, definir a identidade de sua marca desde o início resume tanto a personalidade de sua empresa quanto o compromisso que você faz com seu público. Considerando os valores, missão e persona do seu negócio, sua identidade de marca une todos esses ideais em um único lugar definitivo, e apoia a forma como você comunica seu catálogo de prestação de serviços ou produtos.


infográfico "Identidade da marca (tom de voz, logo, estilo e tagline) versus Imagem da marca (emoção, reputação, impressão e crença)".


História da marca


Contar histórias é uma parte importante não apenas do branding, mas também de nossa vida cotidiana. Histórias podem ser cativantes, envolventes, intrigantes e nos ajudam a construir conexões. Com relação à história de sua marca, esta é uma chance de usar sua narrativa para promover relacionamentos significativos com seu público e ajudá-los a entender melhor seu negócio.


A história de sua marca deve definir o tom para todas as formas de conteúdo e ativos produzidos, desde seus posts nas redes sociais e em seu blog corporativo, até suas newsletters, campanhas de marketing e mais. Isso significa manter consistência e autenticidade por toda parte.


Por exemplo, a história de uma marca pode apresentar os fundadores da empresa e a origem do negócio, ou destacar uma história de paixão e propósito por trás da sua existência. Seja qual for a abordagem, a história de sua marca oferece uma oportunidade de criar conexões e destacar qualidades com seu público.



Voz da marca


Assim como você, Cid Moreira ou Beyoncé, todos têm sua própria voz única, o mesmo acontece com sua marca. A voz distinta e reconhecível de Cid Moreira é profunda, reconfortante e autoritária, enquanto a de Queen Bey é poderosa e vibrante. Articular o que define a voz da sua marca é a mesma coisa.


A voz da marca molda todas as suas comunicações, desenvolve consistência e cria confiança. Após definir a voz da marca, você a usará com orgulho em todos os seus ativos de marketing e canais de comunicação. Isso é verdade tanto em sua comunicação interna com os funcionários quanto externamente com os clientes.


Exemplo de home de site que exibe o propósito da marca de cosméticos "Pure", mencionando valores como sustentabilidade


Expansão de marca


Conforme sua marca cresce e se expande, você encontrará novas maneiras de expandir sua oferta por meio da extensão da marca. Você sabe como a Dyson agora fabrica secadores de cabelo ou a Hyundai Motors fabrica eletrônicos? Estes são exemplos perfeitos de como as empresas com marcas estabelecidas podem estender sua oferta a novos mercados.


Às vezes, a expansão da marca pode sair pela culatra quando as empresas tentam entrar em um novo nicho ou indústria, como se uma marca de produtos de limpeza tentasse de repente fazer cosméticos (não que não possa dar certo, mas vocês entenderam). No entanto, quando feito da maneira certa, pode ser uma excelente estratégia de branding para aumentar o reconhecimento da marca e a receita.



Tipos de branding


Da mesma forma que as marcas são diferentes entre si, assim são os tipos de branding que ajudam moldá-las. Não existe uma estratégia universal de branding que funcione para todos, porque cada marca tem sua própria identidade, propósito, reputação e objetivos únicos. Quer você esteja promovendo a marca de uma pessoa, um lugar, um produto ou serviço, existem abordagens distintas para cada uma.


Embora existam muitas outras categorias, vamos dar uma olhada em três tipos diferentes de branding para destacar suas nuances particulares, incluindo exemplos de marcas da vida real:



Branding pessoal


Quando se trata de autopromoção, não é hora de ser tímido. O branding pessoal tem tudo a ver com sua aparência externa, reputação e a imagem que você retrata tanto pessoal quanto profissionalmente. A marca pessoal refere-se ao 'pacote completo', incluindo o seu currículo, publicações nas redes sociais e design de sites.


Vamos usar a Anitta como exemplo. Conhecida como uma das mais bem-sucedidas artistas pop do Brasil e da América Latina, Anitta é um excelente exemplo de marca pessoal feita da maneira certa. Tendo começado sua carreira no mundo do funk, a cantora se alavancou nas redes sociais e começou a experimentar com parcerias internacionais logo cedo, testanto singles com artistas de diferentes países como Colômbia, México e Porto Rico.


Além de sua carreira nacional e internacional, seu negócio no ramo da música e do entretenimento, e das posições que ocupa como embaixadora, membro de conselho e diretora criativa de marcas como Skol Beats, Samsung e NuBank, Anitta tornou-se icônica usando sua música e seu próprio estilo de vida para promover produtos.



Branding de produto


O branding de produto se refere à persona ou identidade dada a um produto específico usando elementos da marca, como logo, cores, embalagem, voz e design. O objetivo do branding de produto é fazer com que um item se destaque no mercado, torne-se facilmente identificável e seja a escolha preferida dos consumidores. Pense em marcas de peso, como Apple, Americanas, Google, Havaianas, Disney ou Magalu, e mesmo enquanto lê seus nomes, você pode visualizar seu logotipo, produtos e experiência do cliente.


Para um exemplo de branding de produto excelente, vamos usar um exemplo que está em alta na gringa: Oatly, a alternativa aos laticínios à base de plantas que domina o mercado em constante crescimento. Fabricado na Suécia, a combinação realizada pela Oatly de uma comunicação alegre e divertida, com seu estilo de tipografia manuscrita e práticas sustentáveis, captura perfeitamente a essência da marca enquanto se comunica de maneira eficaz com seu público-alvo.


Em vez de comercializar sua bebida para imitar a marca tradicional do leite, ou mesmo outras marcas de bebidas vegetais já presentes no mercado, a Oatly decidiu seguir seu próprio caminho usando humor, honestidade e compaixão para colocar a mensagem de sua marca na vanguarda de seu produto.


Além de um branding de produto inteligente e relevante, a Oatly é bem-sucedida porque se concentra em seus clientes, no meio ambiente e realmente se diferenciam no mercado. Seu design visual inconfundível e brincadeiras espirituosas são facilmente reconhecíveis em outdoors, posts no Instagram e até mesmo em seu anúncio no Super Bowl. Eles têm uma lealdade inabalável à marca, o que lhes permitiu estender totalmente sua linha de produtos para barras de cereais e sorvetes, permanecendo consistente, confiável e relevante.


exemplo da marca Oatly, que pratica uma estratégia de branding interessante, clara e coesa


Branding geográfico e cultural


O branding geográfico, às vezes chamado de branding regional, refere-se às maneiras pelas quais locais específicos (cidades, países, regiões etc.) atraem visitantes e pessoas. Esse tipo de branding é particularmente popular na indústria hoteleira e turística, embora possa ser usado em outros negócios e de várias maneiras.


Pense nas icônicas camisetas “I ❤️ NYC” ou no ditado “O que acontece em Vegas fica em Vegas”, esses são exemplos perfeitos de como essas duas cidades usaram a marca geográfica para incentivar o turismo, impulsionar os negócios locais e criar memórias duradouras.


As empresas também podem usar esse estilo de branding para obter influência para seus produtos ou serviços. Por exemplo, cogumelos trufa podem ser encontrados especificamente na França, Itália e no noroeste do Pacífico. Tendo acesso exclusivo a esses fungos raros, as empresas de trufas alavancam a marca geográfica para vender os cogumelos a um custo premium no mercado global.


Semelhante, mas ainda assim diferente, o branding cultural maximiza a influência de um destino e o estilo de vida de seu povo. Quando mencionamos o Cristo Redentor, o que imediatamente vem à mente? Você está pensando em praias e chope gelado? Então você já entende o poder da marca cultural.


Se você estiver abrindo um restaurante de culinária nordestina, pode considerar o uso de um símbolo da cultura do estado relevante, como Paraíba ou Rio Grande do Norte em seu logo ou embalagens para retratar uma identidade mais original.



Dicas para gerenciar sua marca


Branding é um processo contínuo que requer pensamento, consciência e uma gestão de marca cuidadosa. Mesmo as empresas de maior sucesso estão sempre evoluindo para crescer de forma autêntica.


Quando se trata de gerenciar sua marca com sucesso, há algumas coisas a se ter em mente:


  • Consistência é a chave: na busca de reconhecimento, a confiança e a consistência da lealdade à marca são um aspecto vital do branding. As empresas confiáveis que mantêm uma marca consistente e coerente em todas as suas plataformas são aquelas às quais os clientes voltam sempre.


  • A reputação é tudo: certa ou errada (por enquanto não vamos entrar aqui), a verdade é que a cultura do cancelamento é poderosa. Todos nós conhecemos um profissional ou um lugar com má reputação e os evitamos a todo custo. Até evitamos coisas com base no que os outros dizem, sem nem mesmo experimentar em primeira mão. Às vezes, as empresas podem passar por um processo de rebranding para superar esses desafios, mas é melhor se esforçar para uma reputação de marca positiva desde o início, ponderando formas de se comunicar, ouvindo seu público e evitando causar polêmicas desnecessárias. Algo que já devia ser realidade em todas as empresas e nichos de mercado, a diversidade no quadro de funcionários (principalmente aqueles em cargos que tomam decisões importantes) é uma ferramenta poderosa para a boa conduta e reputação de uma empresa. Claro, antes de tudo, a diversidade é um importantíssimo valor dos nossos tempos, e deve ser tratada como tal.

  • Cumpra sua promessa: um aspecto essencial do gerenciamento de marca é manter sua palavra e cumprir suas promessas. Isso inclui a promessa da marca que você faz a seus clientes, funcionários e partes interessadas, bem como as ações que você toma para mantê-la.

  • Continue a conversa: é importante desenvolver e abrir um diálogo contínuo entre sua marca e seus consumidores, tanto online quanto offline. No entanto, você deve dar um passo adiante não apenas para se envolver com seu público, mas também para fazer perguntas e ouvir as críticas ativamente. Dessa forma, você pode implementar mudanças com base em feedback genuíno e confiável.

  • Construa relacionamentos significativos: os melhores clientes são clientes fiéis - aqueles que não apenas amam sua marca, mas sempre voltam. Sejam eles os embaixadores da sua marca ou clientes ao longo da vida, tudo se resume a diferenciação, engajamento e lealdade, então certifique-se de cuidar bem desses relacionamentos vitais. Porque afinal, não é disso que se trata?



Publicado por Hannah Beltrão

Blogger & Growth Marketing Specialist - Português

pt03.png