O Que é Email Marketing: Um Guia Para Iniciantes



Em 1978, Gary Thuerk da Digital Equipment Corporation enviou o primeiro email em massa para aproximadamente 400 clientes. Ele afirmou ter gerado U$ 13 milhões em vendas como resultado, revelando o alto potencial do email como uma ferramenta de marketing eficaz.


Hoje, diante da evolução da Internet, em um mundo onde criar um site ou uma loja virtual está ao alcance de qualquer pessoa com acesso ao universo online, o email marketing continua sendo uma das mais eficientes estratégias digitais de promoção de marcas e relacionamento com clientes. Desde o primeiro email de Thuerk, as campanhas têm evoluído ao longo dos anos, e foram de disparos de email em massa para mensagens estratégicas altamente direcionadas. Neste artigo, vamos nos aprofundar no que é email marketing e também em como sua marca pode usá-lo para construir engajamento e crescer.



O que é email marketing?


O email marketing é uma estratégia de promoção digital eficaz que envolve o envio de emails a uma determinada audiência. Essa valiosa tática pode ser usada para uma variedade de propósitos, incluindo gerar conversões, promover produtos ou gerar interesse e lealdade entre sua clientela e sua marca.


Embora longe de ser uma novidade, o email é um canal estratégico para quase todos os setores e uma das maneiras mais eficazes de converter visitantes/assinantes em clientes. Segundo pesquisa do Serasa Experian, mais que buscas orgânicas, pagas e redes sociais, o canal que possui a melhor taxa de conversão em vendas para as lojas online Brasileiras é o email, com 2,53%.



Quais são os benefícios de utilizar o email marketing como canal de promoção e relacionamento com o cliente?


O email marketing pode cumprir vários propósitos para sua empresa ou organização, dependendo de seu conteúdo. Seus principais benefícios incluem:


  • Promover seus produtos ou serviços

  • Construir engajamento com sua marca

  • Direcionar tráfego para seu site

  • Transformar clientes em potencial em clientes

  • Transformar compradores ocasionais em clientes fiéis


Como o email é uma linha direta de conversa com seus clientes, ele apresenta vantagens sobre outras formas de comunicação de marketing. Primeiro, é mais provável que as pessoas vejam um email do que um post em mídia social, que pela segmentação específica de cada rede, pode não aparecer nos feeds de clientes e seguidores em potencial. Segundo, os emails permitem que você envie mensagens diferentes com base nos desejos e necessidades individuais de seus assinantes. Comparado a campanhas de marketing genéricas e não segmentadas, esta forma de comunicação direcionada é muito mais eficaz na geração de conversões.



Tipos de campanhas de email marketing


De emails automatizados a newsletters semanais, diferentes tipos de mensagens alcançam objetivos diferentes para sua marca. Você pode usar uma combinação deles para montar uma estratégia abrangente de email marketing:


  • As campanhas de email são enviadas com um propósito específico em mente, seja para promover uma oferta especial, incentivar os usuários a baixar um whitepaper ou e-book ou se inscrever para um teste gratuito.

  • As newsletters são enviadas de forma consistente para fornecer atualizações regulares aos assinantes. Uma newsletter pode compartilhar novos posts de blog ou estudos de caso, discutir uma atualização de produto, um acontecimento recente, ou destacar eventos futuros. Dê uma olhada nos nossos templates para newsletters informativas inspiradoras.

  • Campanhas de email marketing automatizadas são enviadas com base em gatilhos predefinidos. Por exemplo, você pode enviar um email de boas-vindas para novos assinantes, um email de parabéns para assinantes que estão comemorando seus aniversários e um email de lembrete para clientes com carrinhos de compras abandonados. Ou você pode planejar uma campanha de drip marketing que incentive leads e os convença a comprar. Seja qual for o tipo de email que você escolher, você pode configurar respostas automatizadas estratégicas usando a solução de gerenciamento e CRM Ascend by Wix.

  • Emails transacionais automatizados são outra forma eficaz de automação de marketing que são enviados após uma transação. Eles incluem confirmações de pedidos, atualizações de envio e lembretes sobre compromissos ou eventos. Embora esses emails sejam bastante simples, eles são extremamente importantes para construir a confiança do cliente, especialmente para sites de eCommerce.





Como utilizar o email marketing?


Agora que você já possui uma boa base de conhecimento sobre email marketing, é hora de aprender como criar campanhas de email eficazes em 5 passos simples:


  1. Construa sua lista de contatos

  2. Escolha um serviço de email marketing

  3. Segmente seu público

  4. Crie ótimo conteúdo

  5. Otimizar e melhorar SEMPRE


01. Construa sua lista de contatos


O primeiro passo para iniciar sua estratégia de email marketing é conseguir assinantes. Lembre-se de que você precisará obter a permissão das pessoas para usar seus endereços. É uma péssima prática comprar uma lista de email, e a maioria das empresas de email marketing tem uma política bastante estrita e baseada em permissões. Além disso, você precisa se certificar de que está em conformidade com todas as leis aplicáveis, incluindo a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPDD) do Brasil, a Lei CAN-SPAM nos EUA, o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) na UE e a Lei Anti-Spam Canadense (CASL).


Com isso em mente, a melhor maneira de ganhar assinantes é usar táticas que incentivem as pessoas a se inscreverem voluntariamente. Uma maneira de fazer isso é usando lead magnets, ou em português, "ímãs de leads" - algo valioso que você oferece de graça em troca de um endereço de email. O lead magnet é a porta de entrada do seu funil de marketing, e a maioria não é composta de produtos físicos, mas sim de produtos digitais que você pode criar de maneira fácil e barata usando sua experiência no setor. Esses incluem:


  • E-books

  • Webinars

  • Artigos e estudos de caso

  • Kits de ferramentas de negócios e guias

  • Consultas gratuitas

  • Cupons


Depois de definir seus ímãs de leads, adicione formulários de aceitação ao seu site para incentivar as pessoas a se inscreverem. Certifique-se de usar títulos atraentes e CTAs convincentes pedindo aos usuários que se inscrevam. Por exemplo, você pode oferecer o download gratuito de um guia de marketing nas redes sociais usando o título “O guia completo de marketing nas redes sociais para ganhar dinheiro em 2021” e o CTA “Baixe agora”. Ao lado do botão CTA, você teria um campo para o nome do assinante e outro para o endereço de email.


Você pode colocar esses formulários em vários locais estratégicos em seu site, incluindo uma janela pop-up, uma barra lateral ou um post de blog.





02. Escolha um serviço de email marketing


Como o email marketing envolve lidar com um grande número de assinantes, enviar mensagens direcionadas e analisar métricas, você precisará de um serviço de email marketing robusto para ajudá-lo a gerenciar e organizar seu trabalho. Existem várias plataformas diferentes disponíveis, incluindo:


  • Wix Email Marketing

  • MailChimp

  • Moosend

  • GetResponse

  • ConstantContact

  • SendInBlue


O Wix Email Marketing é uma ferramenta extremamente eficaz que pode ser convenientemente integrada ao seu site. Inclui recursos analíticos integrados, como estatísticas sobre aberturas de email, visualizações e cliques, para que você possa analisar o desempenho de suas campanhas. Além disso, você pode personalizar o design dos seus emails para que eles reflitam a identidade de sua marca e ressoem com seu público.



03. Segmente seu público


Após escolher um serviço de email marketing, você vai precisar dividir seu público com base em seus interesses, características e comportamentos exclusivos. Esse processo, chamado de segmentação, permite enviar uma comunicação mais direcionada para que seus emails atendam diretamente aos desejos e necessidades do seu público-alvo.


Existem algumas categorias diferentes pelas quais você pode dividir seus assinantes:


  • Dados demográficos: fatores como idade, gênero e nível de renda podem informar sobre as necessidades e interesses de uma pessoa.

  • Área geográfica: informações sobre o país ou região de seu público podem ajudá-lo a personalizar seu conteúdo com base em diferentes interesses, idiomas e culturas pelo mundo.

  • Comportamento do site: os dados sobre as interações dos usuários com o seu site - como as páginas que eles visitam e os produtos que visualizam podem apontar para os interesses deles e ajudar a informar sua estratégia de segmentação.

  • Histórico de compras: os detalhes das compras de seus clientes podem ajudá-lo a segmentar de forma diferente compradores únicos e repetidos, bem como enviar mensagens distintas para pessoas com interesses diferentes.

  • Valor gasto: o valor que os clientes já gastaram em seu site pode dar uma ideia de quanto eles estão dispostos ou podem gastar em geral e que tipos de produtos eles provavelmente comprarão.

  • Posição no funil de marketing: se um usuário é um novo assinante ou tem um carrinho de compras abandonado, você pode usar essas informações para criar emails que os orientem a fazer uma compra.

  • Interesses pessoais: informações sobre os interesses pessoais das pessoas - que você pode reunir permitindo que os usuários criem perfis em seu site ou salvem seus itens favoritos - permitem que você compreenda melhor as preferências individuais de seus clientes.


De modo geral, mantenha sua comunicação o mais direcionada possível, mesmo se você decidir enviar campanhas de email para grandes audiências. Ao enviar diferentes campanhas entre essas categorias, você pode criar conteúdo mais relevante, identificável e convincente.



04. Crie ótimo conteúdo


Aqui, você já terá tudo configurado para começar a criar suas campanhas de email marketing. A próxima etapa é gerar conteúdo autoral de qualidade.


Seja qual for o tipo de conteúdo que você está criando - uma mensagem automática, uma newsletter ou uma atualização sobre um novo produto - você precisará manter alguns princípios-chave em mente. Primeiro, lembre-se de que seu objetivo é se tornar um convidado bem-vindo nas caixas de entrada de seus assinantes. Em vez de parecer spam ou irritante, crie emails atenciosos que forneçam valor real ao seu público.


Você pode fazer isso fornecendo benefícios ou informações que seus assinantes irão apreciar, sejam dicas úteis, conteúdo exclusivo ou um código de cupom sazonal.


A escrita em si também deve ser interessante, estar alinhada com o tom de voz da sua marca, criar engajamento. Crie um bom relacionamento com seu público falando com eles individualmente (por exemplo, dirigindo-se a eles pelo nome e escrevendo na segunda pessoa). Dê personalidade ao seu conteúdo e adicione humor quando apropriado. Seu objetivo é parecer um amigo prestativo, em vez de uma corporação. Conforme você elabora suas campanhas de email marketing, essas dicas de redação de conteúdo podem servir como um guia útil.



05. Otimizar e melhorar SEMPRE


Após escrever e enviar seus emails, você precisará analisar suas métricas para que possa otimizar continuamente suas campanhas. Essas métricas já devem estar incorporadas ao seu serviço de email marketing.


As análises mais importantes a serem monitoradas incluem:


  • Taxa de entrega: rastreia o número de emails entregues. Se alguns emails não estão sendo entregues, você pode estar enviando para endereços que não existem. Uma forte taxa de entrega gira em torno de 95% ou mais; se o seu número for inferior, limpe sua lista de assinantes e exclua todos os endereços inválidos.

  • Taxa de rejeição: ao contrário da taxa de entrega, essa métrica mostra quantos dos seus emails não foram entregues. Se sua taxa de rejeição for alta, você corre o risco de destruir a reputação do remetente, o que pode desencadear a filtragem e o bloqueio do seu IP. Certifique-se de limpar regularmente sua lista de e-mail para manter sua taxa de rejeição baixa, aumentar suas taxas de engajamento e evitar a pasta de spam.

  • Taxa de abertura: mostra a porcentagem de assinantes que abriram seu e-mail, permitindo que você saiba se as pessoas estão realmente interessadas em suas mensagens. Se a sua taxa de abertura for baixa, considere como você pode melhorar o conteúdo do seu email, direcionar melhor o seu público e criar linhas de assunto mais atraentes.

  • Taxa de cliques (CTR): revela quantas pessoas clicam nos links dos seus emails. Também é uma maneira útil de entender quais links geram mais cliques. Se sua taxa de cliques for baixa, é provável que você precise de uma estratégia de segmentação mais minuciosa e de melhores CTAs.

  • Reclamações de spam: mostra se seus emails estão sendo marcados como spam. Para evitar isso, certifique-se de ter uma lista válida de assinantes que optaram por receber seu conteúdo. Você também deve manter altas taxas de abertura e baixas taxas de rejeição para manter uma boa reputação do remetente e evitar o filtro de spam.


Com base nesses números, você pode descobrir o que está funcionando e o que precisa ser melhorado em suas campanhas de email. Você pode usar essa análise para refinar sua estratégia de email marketing, engajar assinantes e aumentar sua taxa de conversão.



Práticas recomendadas de email marketing


À medida que você otimiza e melhora suas campanhas de email, existem algumas estratégias principais que você precisa implementar para aumentar o engajamento e gerar conversões:


  • Siga a etiqueta apropriada do email marketing: sempre tenha como objetivo que as pessoas ativamente apreciem e adquiram conhecimento útil e interessante através de seus emails. Isso significa tratar seus assinantes com gentileza, respeito e estar atento ao conteúdo que sua audiência quer consumir. Somente envie mensagens para pessoas que demonstraram interesse em sua empresa, assinando suas comunicaçõeos de email. Além disso, certifique-se de cumprir suas promessas aos usuários: use uma linha de assunto que não seja enganosa, a famosa click-bait, não envie emails com mais frequência do que você diz que enviará e facilite o cancelamento da assinatura.

  • Aperfeiçoe o seu tempo: pense cuidadosamente na hora do dia em que você envia seus emails. Não existe uma fórmula única para quais horários são os melhores; na verdade, um mix da idade, localização e ocupação do seu público é que de fato vai afetar o tempo de abertura do email. No entanto, você pode ter uma noção de quais horários funcionam melhor para o seu negócio, realizando testes A/B e usando os resultados para basear a estratégia de suas campanhas futuras.

  • Mantenha a compatibilidade com o mobile: uma pesquisa recente da Return Path, mostra que a preferência dos brasileiros no acesso a emails em dispositivos móveis representa cerca de 46% de todos os emails abertos no país. Por esse motivo, é fundamental que seus e-mails sejam otimizados para visualização no celular. Considere maneiras de se adaptar ao tamanho menor da tela do celular, incluindo diminuir as linhas de assunto, simplificar a formatação, reduzir o tamanho das imagens e usar botões grandes de CTA que os usuários podem tocar facilmente.

  • Agregue valor: você pode ter motivado seus clientes a se inscreverem, oferecendo-lhes algum tipo de valor, seja um guia ou e-book para download gratuito ou um código de cupom. Depois dessa oferta inicial, continue oferecendo conteúdo com alto valor agregado. Continue a encantar seus clientes com dicas úteis, conteúdo especial e mensagens ocasionais de feriado ou aniversário. Como resultado, você vai gerar engajamento e construir fidelidade à marca.



Publicado por Hannah Beltrão

Blogger & Growth Marketing Specialist - Português




pt03.png