Como Criar Uma Estratégia de Conteúdo Online Para o Seu Negócio


Imagem de capa do artigo "Como Criar Uma Estratégia de Conteúdo Para o Seu Negócio Online". Fundo rosa com dois exemplos de post nas redes sociais.

É impossível escapar, o conteúdo está por toda parte. Somos inundados com conteúdo online - de posts nas redes sociais até os podcasts ou áudio livros em nossos fones de ouvido. Destacar-se em um mar de informações sem fim pode parecer impossível, mas com uma estratégia de conteúdo eficaz você pode se sobressair e alcançar o público-alvo certo.


Depois de criar seu site, é chegado o momento de implementar uma nova estratégia de conteúdo ou atualizar a já existente. Quer seu negócio online esteja apenas começando ou você tenha decidido repensar seus esforços de marketing, nunca é tarde para tornar sua estratégia mais eficiente.


Neste artigo, abordaremos os fundamentos do desenvolvimento de uma estratégia de conteúdo, incluindo os diferentes tipos que você pode querer experimentar, e as etapas necessárias para criar a sua.



O que é uma estratégia de conteúdo?


Antes de entrarmos a fundo na estratégia de criação de conteúdo, é importante definir claramente o que ela é.


Uma estratégia de conteúdo começa por identificar os tipos de mídia que sua empresa deve utilizar para atingir seu público-alvo. Ela também delineia um planejamento preciso para a criação e distribuição deste conteúdo, que pode incluir desde imagens ou vídeos que você publica no Facebook e Instagram, até posts em blogs ou mesmo um e-book. Trata-se de um elemento-chave de sua estratégia de marketing, uma vez que o conteúdo é o que permite consolidar o tom de voz e a identidade de sua marca para que você possa se comunicar com seu mercado-alvo.


Todo o conteúdo que você publica tem um propósito. Esse propósito deve ser definido de acordo com os objetivos de seu negócio online, de modo que cada peça funcione como parte de um esforço conjunto para alcançá-los.



Por que você precisa de uma estratégia de conteúdo?


Uma estratégia de conteúdo definirá melhor seus objetivos de marketing e tornará mais fácil atingi-los. Uma estratégia clara para seu marketing de conteúdo ajudará você (ou sua equipe de marketing) a trabalhar de forma mais efetiva, formulando tarefas bem definidas para a criação e publicação de conteúdo, estabelecendo metas e monitorando o progresso de seu negócio.


Ao definir uma estratégia para seus esforços de marketing, você começará a entender quais técnicas funcionam — ou não — para o seu negócio. Por exemplo, você conseguirá identificar quais são os canais de marketing mais eficazes, ou quais são os assuntos que mais engajam seu público-alvo.



O que você pode conseguir com uma estratégia de conteúdo?


A estratégia de conteúdo de uma empresa varia de acordo com seus objetivos de marketing. Aqui estão alguns exemplos do que um planejamento de conteúdo sólido pode ajudar a alcançar:


Criação reconhecimento de marca


Este é um objetivo incrivelmente importante, especialmente se seu negócio estiver em fase inicial. Antes de começar a vender, seus clientes precisam saber quem você é - é preciso iniciar uma relação de confiança entre marca e clientes. O reconhecimento de marca é frequentemente obtido em canais sociais, portanto, parte de sua estratégia de marketing deve se concentrar na criação de um calendário detalhado de mídias sociais e de conteúdo que desperte interesse, promova o engajamento e melhore a visibilidade de sua marca.


Mulher sentada em uma mesa de madeira trabalhando em seu lap top


Mais tráfego para seu site


Uma de suas metas pode ser gerar tráfego para seu site, e conteúdos atraentes podem ajudá-lo neste sentido. Em sua estratégia de conteúdo, isso pode significar a criação de um blog com posts bem escritos e atualizados regularmente. Cada mensagem pode ser otimizada com palavras-chave específicas e outros elementos para ajudar a melhorar o SEO, ou otimização para mecanismos de busca, de modo que os posts de seu blog apareçam primeiro nas buscas por assuntos relacionados no Google.



Conversão de leads


Uma vez que sua estratégia de conteúdo tenha se mostrado eficaz na geração de leads e direcionamento de tráfego para seu site e seus canais de mídias sociais, o próximo objetivo é converter leads em clientes. De forma resumida, você pode fazer isso incluindo CTAs em seu conteúdo ou alimentando os leads com conteúdo periódico (como uma newsletter) para convertê-los em clientes regulares. Por exemplo, uma newsletter semanal é excelente para atualizar seus contatos e mantê-los envolvidos com seu negócio.



Tipos de marketing de conteúdo


O termo "conteúdo" abrange diferentes tipos de mídias, redes e plataformas. Como novos canais surgem do dia para a noite, pode ser complicado saber que tipo de inbound marketing atrairá clientes para sua marca. Aqui estão algumas das formas mais comuns de conteúdo utilizadas por pequenas empresas:



Publicações nas redes sociais


Existem várias redes sociais que demonstram uma enorme eficácia quando o assunto é publicidade online, mas calma, isso não significa que seu negócio precisa estar em todas elas. Considere onde você pode atingir seu público-alvo de forma mais efetiva e selecione alguns canais para publicar regularmente. Em seguida, otimize seu conteúdo com base nos tipos de mídia com os quais seu público se envolve — como imagens, vídeos, textos ou posts interativos.


Screenshot do perfil do instagram do Wix


Posts no blog


Além de serem conteúdos extremamente valiosos para seu público-alvo, a criação de guias, artigos com informações aprofundadas sobre seus serviços, listas ou demonstrações de como outros clientes usaram seu produto são essenciais para a expansão da sua presença online. A criação de um blog é benéfica para qualquer negócio online e, além disso, quanto mais você postar, mais se consolidará como um especialista em seu nicho.



Vídeos


Os vídeos — sejam eles tutoriais ou promocionais — são uma oportunidade de falar diretamente com seus clientes. Revelando um lado mais pessoal de seu negócio, o conteúdo de vídeo tem o potencial de ser altamente envolvente e compartilhável. Você pode usá-los para demonstrar como usar seu produto, apresentar sua equipe, destacar estudos de caso ou criar algumas campanhas publicitárias inteligentes. Se o conteúdo em vídeo funcionar para sua estratégia, considere iniciar um canal no YouTube para seu negócio.



Podcasts


Os podcasts têm se tornado populares nos últimos anos, mas é claro que há sempre um anseio por novas vozes. Um podcast pode cobrir uma ampla gama de assuntos, no entanto, concentre-se em um que atraia seu público e estabeleça sua autoridade no setor em que atua.


Exemplos da versão desktop e mobile de um podcast executado no Player de Podcast Wix

E-books


Um e-book é um material detalhado de conteúdo escrito, que funciona como um ativo de marketing de muitas páginas para o seu negócio. Assim como os blogs, os e-books agregam valor a seus clientes, oferecendo informações úteis, dicas, guias ou percepções sobre seu negócio ou setor.


Infográficos


Muitas vezes, as pessoas não querem passar tempo lendo um posta no blog ou um e-book e preferem que as informações cheguem rapidamente e de forma resumida. Com os infográficos, é possível sintetizar as principais conclusões de conteúdos longos e complexos em uma representação visual concisa e, consequentemente, com maior potencial de compartilhamento.


Estudos de caso


Em um estudo de caso, você pode compartilhar a história de um cliente que se beneficiou de seu negócio ou produto. Este tipo de conteúdo ajuda os clientes potenciais a entender melhor sua marca, ao mesmo tempo em que estabelece confiança. Os estudos de caso são muito versáteis e podem ser produzidos em vários formatos, tais como posts em blogs, conteúdo para as redes sociais ou vídeos.


Email marketing


Os emails não são apenas uma parte crucial do marketing digital, eles também são uma ótima maneira de mostrar seu conteúdo aos clientes certos. O email marketing é geralmente usado para destacar o conteúdo no qual você está trabalhando, atualizar os clientes, aumentar o reconhecimento e entregar conteúdo regularmente.



Como criar uma estratégia de conteúdo


Vamos detalhar o processo de criação de uma estratégia de conteúdo. Antes de criar um conteúdo, recomendamos que você siga estas etapas para que não desperdice seus preciosos recursos com um material sem propósito ou valor.


Elaborar um planejamento de conteúdo do zero pode parecer assustador, mas compensa. É por isso que vamos analisar etapa por etapa:


  1. Determine seus objetivos

  2. Conheça seu público

  3. Verifique a concorrência

  4. Escolha seus canais

  5. Crie um calendário de conteúdo

  6. Avalie e adapte



01. Determine seus objetivos


Ao iniciar uma estratégia de conteúdo, você quer que cada etapa o aproxime de seu objetivo final. Portanto, é lógico que seu primeiro plano de ação deve ser definir metas SMART — ou seja, "específicas" (specific), "mensuráveis" (measurable), "atingíveis" (attainable), "relevantes" (relevant) e "com limite de tempo" (time bound). Cada peça de conteúdo deve ter um propósito distinto e não deve ser usada apenas para “encher linguiça” ou em vão.


Além das metas que mencionamos anteriormente (gerar reconhecimento da marca, direcionar o tráfego e converter leads), você pode ter outros objetivos de negócio. Talvez atrair novos talentos, melhorar o atendimento ao cliente ou fazer rebranding de sua empresa. Qualquer que seja o objetivo, crie uma estratégia de conteúdo específica para alcançá-lo.


Também é importante manter uma certa flexibilidade com seus objetivos. Ao longo do processo de marketing de conteúdo, seu objetivo pode mudar. Por exemplo, se você estiver apenas começando, o reconhecimento da marca pode ser seu objetivo, mas uma vez que ele comece a crescer, você pode querer focar na geração de leads. Conforme o negócio evolui, seus objetivos relevantes devem continuar a orientar suas decisões.



02. Conheça seu público-alvo


Depois de definir seu objetivo, o passo seguinte é realizar uma pesquisa detalhada. Se você vai criar conteúdo, quer ter certeza de que seu mercado-alvo reagirá a ele.


Crie perguntas sobre seu público-alvo que ajudem você a encontrar respostas, como por exemplo:


  • Quem eu estou tentando atingir com meu conteúdo?

  • Em que este público está interessado?

  • Onde este público busca informações?

  • Quais são seus pontos críticos


Com as respostas a algumas dessas perguntas, você pode começar a desenvolver a persona do cliente. Para isso, descubra informações mais detalhadas sobre os clientes que você pretende conquistar, tais como de onde eles são, o cargo que ocupam e o que eles valorizam. Se seu negócio já está em atividade, um bom lugar para começar é no Google Analytics do seu site. Lá você encontrará informações sobre os interesses e dados demográficos de seu público.


Se você não tiver o Google Analytics, poderá conduzir sua pesquisa de outras maneiras. Fale com as pessoas, envie pesquisas e ouça o que os usuários estão falando em canais como Facebook ou Twitter. No decorrer da pesquisa, você poderá descobrir que seu público-alvo é diferente do que você imaginava inicialmente, e é por isso que essa etapa é tão importante.


5 pessoas sentadas em uma sala realizando uma reunião informal


03. Verifique a concorrência


Outra parte fundamental de sua pesquisa é a análise do que sua concorrência está fazendo em relação ao conteúdo. Se ela aparece bem posicionada nos motores de busca, examine as palavras-chave utilizadas e tente descobrir de onde vem seu tráfego. Você pode usar o SimilarWeb para coletar dados e analisar as diferenças entre seu site e o de seus concorrentes.


Conduza pesquisas adicionais sobre sua concorrência, colocando-se no lugar de um de seus clientes. Faça uma compra, deixe seus dados pessoais em um formulário ou até mesmo entre em contato com um membro da equipe para ver a que tipos de conteúdo estará exposto no processo. Você também pode fazer isso pesquisando online as opiniões e testemunhos dos clientes deles.


Ao estudar sua concorrência, preste muita atenção em quaisquer lacunas no conteúdo disponível que você possa preencher. Talvez seu principal concorrente seja realmente forte na elaboração de postagens de blog de alta qualidade, mas não tenha uma presença sólida nas mídias sociais. Observar suas fragilidades, bem como seus pontos fortes, pode ajudar a determinar quais caminhos oferecem uma oportunidade quando você inicia sua estratégia de conteúdo.



04. Escolha seus canais


Nesta etapa, delimite o foco de seu conteúdo para que você tenha uma ideia melhor de quais canais quer utilizar.


Ao começar uma nova estratégia de conteúdo, tente não sobrecarregar a si mesmo ou sua equipe exigindo que sejam ativos em cada um dos canais. Comece desenvolvendo um ou dois canais que parecem mais promissores, idealmente aqueles que funcionam bem em conjunto. Por exemplo, um blog pode funcionar bem com uma página no Facebook ou Instagram, já que estes são locais onde você pode conquistar um público e compartilhar seu conteúdo.


Seu orçamento também pode determinar quais canais você utilizará para distribuir seu conteúdo. A produção de vídeo normalmente custa muito mais do que blogs ou infográficos, por exemplo. Comece com opções mais econômicas até que você consiga expandir seus esforços.



05. Crie um calendário de conteúdo


É hora de colocar sua estratégia em ação. Quando se trata de realmente criar e distribuir conteúdo, muitas pessoas acabam se entusiasmando e divulgando conteúdo que consideram de boa qualidade, sem considerar se ele se alinha à sua estratégia. É aqui que um calendário de conteúdo pode ser útil.


Após escolher os canais nos quais você quer se concentrar, você precisa sentar — junto com quaisquer membros que participem dos esforços de marketing de sua empresa — para criar um calendário de conteúdo.


A criação de um calendário editorial ajudará você a planejar seu conteúdo para eventos importantes, como feriados, lançamentos de produtos ou datas específicas. Ele também contribui para manter a consistência na forma e frequência de divulgação. Com o tempo, você estabelecerá um ritmo que seu público perceberá e, assim, ele passará a esperar pelo conteúdo de seu negócio.


Desenvolver um calendário editorial com antecedência também é uma ótima maneira de planejar seus recursos e definir tarefas para sua equipe. Especialmente em times pequenos, pode ser complicado solicitar a criação de conteúdo e divulgação em múltiplos canais diariamente. Com um calendário de conteúdo, você pode gerenciar expectativas e também antecipar quaisquer recursos adicionais ou ferramentas de marketing que sua equipe possa precisar para concluir uma tarefa.



06. Avalie e adapte


Agora que sua estratégia de conteúdo parece concluída e seu esforço aparentemente está dando resultados, é hora de examinar seu web analytics para verificar o desempenho de seu conteúdo. O objetivo é identificar as áreas que podem ser melhoradas, monitorar seu público-alvo e decidir se você precisa reavaliar seus objetivos.


Há algumas maneiras de medir a eficácia de sua estratégia de conteúdo. Dê uma olhada em métricas como taxa de rejeição, tempo em uma página e outras para entender como os visitantes estão interagindo com o conteúdo de seu site. Você também pode verificar se os dados demográficos de seu público correspondem à persona do cliente criada inicialmente.


Além do Google Analytics, plataformas como Facebook, YouTube e Instagram também têm análises integradas para que você possa verificar métricas como alcance e engajamento. Não há um número mágico a ser procurado, mas dependendo de seus objetivos, você talvez queira observar um crescimento ou mesmo um ritmo constante.


Além de analisar números e métricas para determinar o sucesso de sua estratégia de conteúdo, você também deve conversar com seus clientes e ouvi-los. Preste atenção em como eles interagem com seu conteúdo nas mídias sociais, observando o feedback que eles fornecem na forma de resenhas, comentários ou perguntas em suas postagens no blog. Muitas vezes, seus clientes dirão exatamente o que gostam ou não e, como empresa, é importante que você esteja atento.



Por Equipe Wix

pt03.png