• 0k
  • 0
Pequenos Negócios \ 5 de setembro de 2016

Como Construir Uma Marca na Internet: O Guia Completo

O rápido desenvolvimento de tecnologias e inovações online representa uma revolução para os pequenos negócios. Pequenos fabricantes, freelancers, empreendedores, comerciantes e profissionais criativos de todos os ramos podem vivenciar agora uma inédita liberdade como donos de seus próprios pequenos negócios. Eles podem criar um site e construir uma presença online, encontrar nichos de mercado para crescer e explorar novas oportunidades de monetização. Mas será que conseguem estabelecer suas marcas, como as grandes empresas vêm fazendo há décadas?

Um dos principais resultados da revolução da internet para os negócios é a democratização do “branding”. Agora, os peixes grandes não são mais os únicos que podem investir pesado na construção de suas marcas. Mais do que nunca, empresas e organizações de todos os setores e todos os tamanhos podem obter resultados excelentes com o desenvolvimento de suas marcas.

Este artigo detalhado sobre como construir uma marca online é ideal para todo pequeno empresário e profissional autônomo que deseje ver seu negócio atingindo seu máximo potencial. É o primeiro passo no estabelecimento de seu negócio como uma marca profissional.

Como Construir Uma Marca na Internet: O Guia Completo

1. Sua Identidade de Marca

Para transformar uma marca em um nome de sucesso, é preciso primeiramente conhecê-la dos pés à cabeça. Comece definindo os valores básicos e as qualidade de sua marca e seguindo-os à risca em cada passo de sua estratégia de desenvolvimento, que discutiremos ao longo do artigo.

Reflita sobre os seguintes elementos que constituem sua identidade de marca:

Quem é seu público-alvo?

Toda transação é um diálogo. Para que o papo flua bem, é necessário ouvir o interlocutor e esforçar-se para entendê-lo. Seu púbico-alvo é o principal interlocutor do seu negócio, e quanto mais você souber sobre ele, melhor será a conversa. Aqui estão algumas perguntas que você pode fazer:

  • Dados demográficos: faixa etária, gênero, escolaridade, localização.
  • O que gostam de fazer em seu tempo livre?
  • O que os atrai?
  • Quais são suas marcas preferidas e ícones culturais?
  • O que eles curtem na internet?
  • Quais são suas redes sociais favoritas?
  • O que você pode oferecer para eles?
  • Como a interação com a sua marca pode influenciá-los?

Qual a história da sua marca?

Marcas de sucesso não surgem do nada. Elas superaram obstáculos, graças à sua visão única e seu ímpeto de mostrar algo ao mundo. Esta é a história da sua marca – a motivação que deu início a tudo, a espinha que sustenta todo o seu negócio. Quando você conta esta história com o seu público, você convida todos a percorrerem juntos este caminho.

Os valores que você deseja transparecer em sua estratégia saíram diretamente da história da sua marca. Definir uma história permite enfatizar de maneira mais forte as qualidades que fazer a sua marca ser o que ela é, além de transmitir às pessoas a sensação de que o envolvimento com a marca é uma forma de fazer parte desta história, não apenas comprando algo ou clicando em um link.

Um grande exemplo de storytelling é a forma como o Airbnb usa as imagens em sua home page. Todas as fotos mostram interações humanas, momentos em família e novas descobertas. A intenção é expor apresentar o valor agregado do uso do Airbnb como gerador de experiências, e levar possíveis usuários a se imaginar como parte da história.

Qual a personalidade da sua marca?

Antes da internet tornar-se o importante ambiente de negócios que ela é hoje em dia, as marcas podiam comportar-se como abstrações unidimensionais e ainda obter sucesso. As novas regras do jogo tornam necessário que as marcas sejam mais do que meros nomes e logos. Para que as pessoas sintam que podem se relacionar com uma empresa, a marca precisa desenvolver uma personalidade própria.

Tente imaginar que a sua marca é uma pessoal de verdade: quais são seus hábitos, sonhos, estilo e tom da voz? É uma marca descontraída ou elegante? Quem são seus amigos e o que eles fazem juntos no final de semana? Estas características lhe ajudarão na definição da personalidade da sua marca, e no desenvolvimento de sua imagem exterior.

Uma marca que expressa sua personalidade de forma marcante é a Old Spice. Dá uma conferida na página de Facebook deles para sentir como funciona a personalidade de uma marca.

Qual a personalidade da sua marca?

2. O Visual da Sua Marca

Depois de ter um conceito concreto da identidade da sua marca, você pode partir para os aspectos mais práticos e técnicos do branding de seu negócio. A próxima prioridade é a identidade visual da sua marca, que expressará sua história e sua personalidade. Vamos analisá-la por partes:

Defina Seu Estilo

Assim como na moda, marcas também podem ser divididas entre os diferentes estilos. O design da sua marca pode ser minimalista, náutico, tecnológico ou elegante; e pode buscar influência na cultura pop, em jornais e revistas, em ilustrações à mão ou na geometria. Você também pode escolher a simplicidade infantil, a elegância chique, uma atmosfera global ou um estilo retrô.

O ponto central é escolher um estilo que corresponda à identidade que tem em mente para sua marca. Por exemplo, os visual preto-e-branco refinado não combina com uma marca jovem e radical de fabricante de skates.

Escolha as Cores da Marca

Você pensou nas suas cores preferidas, a gente sabe. Mas esta decisão deve ser pensada e estudada mais profundamente. Cores têm um papel importante no desenvolvimento da marca. Você não consegue pensar na Coca-Cola sem o vermelho, ou no Facebook com qualquer outra cor que não seja o seu azul característico. Estas associações não são aleatórias, são resultado de um branding muito bem sucedido.

Para conseguir tomar uma decisão com confiança, estude um pouco da teoria das cores para entender melhor como as cores funcionam juntas, quais combinações são absolutamente fabulosas e quais devem ser evitadas. Também vale a pena consultar este guia sobre como escolher a palesta de cores perfeita para uma presença online efetiva.

Crie Um Logo Campeão

Os logos são a ferramenta suprema do branding. As marcas de maiores sucesso no mundo podem ser reconhecidas apenas por seus logos, uma prova irrefutável da importância do logo para a identidade da marca. Pode ser que o seu logo não seja tão marcante quanto o “swoosh” da Nike, que tem até um nome próprio, mas ele exercerá papel central na formação da relação entre sua marca e seu público-alvo.

As características de um logo forte são:

  • Ativar associações de forma clara e rápida. As pessoas devem saber a que se refere sua marca apenas olhando o logo.
  • Parecer bem onde quer que esteja: no cabeçalho do seu site, na imagem de perfil do Facebook e nos seus cartões de visita.
  • Ser uma representação visual concisa e condensada da identidade de sua marca.

Encontre As Fontes Certas

Acredite se quiser, a escolhe das fontes é um dos mais importantes aspectos de como as pessoas julgam a sua marca. Cada fonte transparece uma mensagem diferentes, e você certamente não deseja enviar a mensagem errada quando se trata do desenvolvimento da sua marca. Siga estas dez dicas para escolher o esquema de fontes mais adequado à imagem da sua marca.

Encontre As Fontes Certas

3. O Tom da Sua Marca

Seu público-alvo não vai apenar ver a sua marca. Eles vão interagir com ela, verbal e oralmente. A identidade visual é crucial para transmitir a identidade mas, no final das contas, é o tom da marca que vai determinar como as pessoas interagem com ela. É assim que funciona:

Elaborar O Nome de Marca Definitivo

O que há por trás de um nome? Tudo! Se o logo inclui toda a identidade da sua marca em uma única imagem, o nome deve fazer o mesmo em até três palavras. Um bom nome não é apenas chamativo e cativante, ele também deve ser funcional: fácil de soletrar, soa bem a quem ouve, e um nome de domínio que ainda esteja disponível (senão, como as pessoas vão te achar na internet?).

Sugerimos que você prepara uma longa lista de nomes que venham à mente e vá eliminando os piores aos poucos. Para se inspirar, leia as incríveis histórias por trás dos nomes destas seis marcas internacionais famosas.

Quando você escolher o nome, pensa na sua tagline. A tagline (ou o slogan) é uma frase curtinha que completa o nome da sua marca. Juntos, o nome e a tagline transmitem a verdadeira essência da marca. Veja alguns exemplos que esclarecem sobre o quê estamos falando:

  • Rider: dê férias para seus pés
  • Disneylândia: o lugar mais feliz do mundo
  • Bombril: mil e uma utilidades

Construir Seu Vocabulário

Cada marca tem um vocabulário. Este conjunto de palavras-chave funciona como um código que ajuda a identificar quem você é, quais os seus valores e o que você oferece. Construir este vocabulário não é difícil, principalmente se você já definiu a identidade da sua marca.

Pense na criação do branding para sua carreira de personal trainer, por exemplo. A identidade da sua marca vai estar associada a conceitos de saúde, força, resultados, atividade, boa forma, resistência, metas, foco, entre outros. Você deve sempre ter este vocabulário na ponta da língua em toda ação ou interação: posts de blog, publicidade online, redes sociais, emails trocados com clientes, etc.

Envolver O Público

Criar o branding de seu negócio vai muito além de desenvolver um logo, criar um site e fazer publicidade. Algumas das oportunidades de branding mais importantes acontecem nas atividades diárias, no envolvimento com seu público-alvo.

Esta interação no dia-a-dia inclui postar nas redes sociais, enviar newsletters e email marketing, responder dúvidas e ajudar com diversos temas, além de monitorar constantemente a reputação da sua marca nos sites especializados. Para expandir o envolvimento de seu público, há de se levar em consideração dois aspectos:

  • Qual o seu tom de voz? Será que o seu público responde melhor a um tom mais profissional ou mais informal? Lembre-se: um emoji mail usado pode manchar a reputação da sua marca :(
  • Onde vale a pena se envolver? Nem toda marca precisa estar no Pinterest, por exemplo. De acordo com o perfil de seu público-alvo, você deverá calcular a ênfase dada a cada plataforma.

Em resumo: identidade, visual e tom de voz são os três elementos essenciais para o desenvolvimento bem-sucedido de uma marca. Agora, antes de você sair por aí com o branding do seu negócio, lembre-se das Regras de Ouro:

Não ser falastrão: A identidade da sua marca deve transparecer sinceridade, sem fingir que é algo diferente. Não há necessidade de ser simplista, você pode ter um tom excêntrico ou palhaço, se esta for a identidade que melhor se encaixa à essência da sua marca. O importante é manter-se fiel à verdadeira identidade da marca, para não parecer falso.

Ser consistente: Coerência é a alma do branding. Você não pode usar vários logos ao mesmo tempo, nem tons de voz tão diferentes que seu público pensará que é um coral, ou alguém com múltiplas personalidades. É legal se adaptar a diferentes plataformas (as pessoas interagem de formas distintas no Facebook e no Twitter, e a sua marca precisa participar de ambos de forma natural), mas é importante fazer isto de forma coerente e complementar, e não contraditória à estratégia da marca.

Enxergar o todo: O branding é um meio, não um fim. Não foi pelo branding que você decidiu começar seu negócio ou abrir sua empresa. Mantenha-se fiel aos seus grandes objetivos e use sua marca para atingi-los.

Pronto para colocar sua marca na internet? Crie um site com o Wix hoje mesmo!


Receba o Blog do Wix
no conforto da sua casa!

Assine o Wix Blog e não perca nenhuma novidade!

Opa, esse não é um email válido.

Opa, esse não é um email válido. Email already exists

Opa, esse não é um email válido. Invalid email

Aproveite! \ 

Receba em primeira mão dicas atualizadas sobre como
promover seu negócio, Web Design, SEO e o Wix!

Opa, esse não é um email válido.

Opa, esse não é um email válido. Email already exists

Opa, esse não é um email válido. Invalid email