top of page

Como montar uma loja de roupas virtual bem sucedida

Atualizado: 28 de mai.



Capa do artigo sobre como montar uma loja de roupas virtual.

Atualizado em: Maio 2023

Se você tem paixão pela moda, chegou a hora de expressá-la. Coloque o seu talento em prática aprendendo como montar uma loja de roupas virtual e ganhe dinheiro fazendo o que ama. Além de roupas e acessórios, você pode dar asas à criatividade e vender sabonetes artesanais, peças de design e outros itens de luxo.


Os benefícios de criar um site de vendas são claros: depois que a Covid-19 mudou o cenário do eCommerce, ter uma loja virtual para o seu negócio se tornou uma necessidade. Para criar a sua, confira nosso artigo sobre como montar uma loja virtual e leve o seu negócio para o mundo online hoje mesmo.


Além de permitir que os clientes façam compras à distância, dominar a arte de como vender online possibilita atingir um público muito mais amplo com apenas uma fração dos custos. E, além disso, as plataformas de eCommerce oferecem ferramentas poderosas para branding e marketing, o que é crucial para se destacar na área.





Então, quer saber como começar um negócio e ter uma receita recorrente?



Primeiro, pesquise


Antes de começar, é fundamental pesquisar o setor em que você quer entrar.


Se ainda não fez isso, informe-se sobre o mercado, a concorrência e as marcas que você ama. Analise lojas com diferentes modelos de negócio e identifique qual deles funcionaria melhor para o seu caso.


Inspire-se em diferentes estilos e looks de lojas que já estão no mercado e prepare uma lista daquelas que te inspiram, além das que não. Faça uma análise competitiva para entender o que diferentes lojas virtuais de roupas vendem e quanto cobram por seus produtos.


Outra etapa fundamental é pesquisar os seus consumidores. Ao coletar informações sobre seu público-alvo e entender suas necessidades e preferências, você poderá criar um plano de aquisição com maior probabilidade de sucesso, uma vez que será mais fácil:


  • Desenvolver buyer personas precisas

  • Criar estratégias de comunicação personalizadas

  • Oferecer uma experiência de compra que supere as expectativas

  • Anunciar nos canais corretos

  • Oferecer os produtos adequados

Depois de desenvolver uma noção do mercado, use um modelo de plano de negócios para estruturar o planejamento da sua loja. Pode ser necessário modificar esse plano mais adiante, mas faça o possível para elaborá-lo de forma completa, organizada e focada. Em seguida, crie uma missão da empresa que expresse, exatamente o que você pretende fazer em poucas palavras. Qual será o diferencial da sua loja virtual?


Depois disso, é hora de começar. Compilamos um guia passo a passo sobre como abrir uma loja virtual de roupas para ajudá-lo a atingir seu potencial como empresário da moda. Com essas dicas e práticas recomendadas, você terá todas as informações necessárias.



Siga estes 11 passos para aprender Como montar uma loja de roupas virtual bem sucedida:




1. Conecte-se a uma plataforma de eCommerce


Para começar, entenda o que é eCommerce. Depois, escolha a plataforma de eCommerce que hospedará sua loja de roupas virtual. Prefira uma que ofereça inúmeros recursos de eCommerce e, assim, viabilize o seu sucesso e expansão.

Aqui estão alguns aspectos que devem ser considerados:


  • Será que vou conseguir expandir? Embora você talvez não queira gastar muito com o plano da plataforma logo no início, é importante verificar se será possível expandir os recursos à medida que suas necessidades aumentam.

  • O nome de domínio está incluído? Algumas plataformas, como o Wix eCommerce, oferecem um domínio grátis quando você adquire um plano premium.

  • Ela automatiza o imposto sobre vendas? Se você planeja vender seus produtos online para diferentes regiões e estados, precisará verificar se está cobrando o valor correto do imposto sobre vendas. Escolha uma plataforma que permita automatizar o cálculo para que sua loja siga as diferentes regulamentações.

  • Posso criar um design exclusivo para o meu site? É claro que você vai querer um site profissional que reflita o seu estilo. Assim, é importante que a plataforma ofereça vários templates de eCommerce para facilitar a criação da sua loja e que permita personalizá-los facilmente. Além disso, verifique se você poderá personalizar a experiência de checkout para otimizar as vendas.

  • Existem opções para integrar dropshipping? Ao criar sua lista de produtos, pode ser extremamente útil aumentar oestoque utilizando o dropshipping. Escolha uma plataforma que facilite a adição de produtos de um fornecedor que trabalhe com esse modelo de negócio.

  • Posso vender em vários canais? Integre sua loja a marketplaces como Amazon, Mercado Livre e Americanas, além de redes sociais, para expandir as oportunidades de acesso a seus clientes.


Confira agora: nossos cursos do Wix Learn de eCommerce (com legendas em português) são totalmente gratuitos e vão ajudar você a entender como usar o Wix eCommerce para hospedar sua loja.



2. Escolha um template de loja virtual


O método mais simples e produtivo de criar sua loja virtual é a partir de um template. Ele permite que você crie um site exclusivo, mas com todos os elementos fundamentais de que sua loja precisa.


Aqui estão alguns dos melhores templates para loja virtual desenvolvidos com objetivo de impulsionar suas vendas online.

Ao escolher seu template, verifique se ele inclui o básico necessário:


  • Páginas clean para produtos.

  • Páginas clean para produtos.

  • Fluxo de check-out intuitivo.


O próximo requisito depende mais das suas preferências pessoais e do seu branding. Os templates geralmente são elaborados com um nicho ou gênero específico em mente. Então, escolher um que reflita a identidade da sua marca e o público que você espera atingir economizará muito trabalho na hora de personalizar.


É importante lembrar que você está atrás de um template que inclua os recursos que deseja de acordo com as suas necessidades atuais, mas caso decida adicionar ou remover ferramentas posteriormente, conseguirá fazer isso facilmente no editor do site. Além disso, você poderá reorganizar a estrutura para atender a novas demandas.



GIF com exemplos de templates para loja virtual.


3. Dê um nome à sua loja virtual


Agora que sua criatividade começou a fluir, é hora de criar um nome para loja virtual de roupas. Existem alguns caminhos a seguir:


  • Crie um banco de palavras. Elabore uma lista de palavras e comece a adicionar, de tempos em tempos, termos que você gosta ou sente que capturam a essência do seu negócio. Em seguida, combine-os para formar o nome da sua loja.

  • Use um gerador de nome de empresas. Ou, mais especificamente, um gerador de nome de loja de roupas. Adicione uma palavra que deseja incluir ou os tipos de produtos que planeja vender e deixe que o gerador dê algumas ideias.

  • Crie a partir do que já existe. Pense em um nome usando como inspiração nomes que já são usados. Por exemplo, são nomes de uma só palavra? Eles incluem dois substantivos com um “e” no meio?


Depois de criar um nome de empresa, confira no Google e nas redes sociais se ele já não é usado por outra empresa. Além disso, embora um pouco de criatividade seja bom, escolha um nome que seja memorável, fácil de soletrar e não muito exótico. Você terá que conviver com esse nome e pronunciá-lo com orgulho a clientes, investidores e parceiros, então é importante que se sinta completamente confortável com ele.


Depois de decidir o nome, é hora de comprar um domínio. O nome de domínio do seu site deve corresponder exatamente ao nome da sua loja para que os clientes possam encontrar facilmente sua empresa no mundo online. Confira o nosso artigo sobre como escolher um nome de domínio perfeito para o seu negócio.



Compre seu nome de dominio com o Wix.



4. Adquira ou crie produtos para vender


Agora é hora de planejar o que você vai vender — o que também vai influenciar o custo de abrir uma loja de roupas. Veja alguns métodos que podem ser utilizados para escolher os produtos:


Faça os produtos você mesmo


Você tem as habilidades necessárias para criar os produtos por conta própria? Então pegue sua máquina de costura ou sua caixa de ferramentas e comece a trabalhar.


Aqui estão alguns detalhes a considerar:


  • Você precisará gastar uma quantidade significativa de tempo para criar produtos.

  • Vai ser difícil escalar um negócio como esse.

  • Certifique-se de cobrar o suficiente para que o seu trabalho valha a pena.


Desenvolva os produtos e terceirize a produção


Crie um design, talvez com a ajuda de um profissional para, em seguida, encontrar fabricantes que possam produzir seus artigos e abastecer seu estoque.


Aqui estão alguns detalhes a considerar:


  • Comece pequeno até entender quais produtos seus clientes gostam.

  • Prepare uma análise de ponto de equilíbrio para determinar quantos produtos você precisará vender, e a que valor, para obter lucro.

  • Você precisará encontrar um local para armazenar e gerenciar seu estoque.


Venda produtos de designers que você ama


Pesquise para encontrar marcas e designers incríveis de roupas ou acessórios. Em seguida, divulgue os produtos em seu site.

Aqui estão alguns detalhes a considerar:


  • Pode ser que você tenha que cobrar mais por seus produtos.

  • Leve em conta a concorrência. Descubra quem mais está vendendo essas marcas e faça uma análise da concorrência.

  • Você precisará trabalhar com os designers para criar um plano de gestão do estoque.


Faça parceria com um dropshipper


Evite o incômodo do fulfillment de pedidos e da gestão do estoque. Trabalhe com um fornecedor de dropshipping que será responsável por disponibilizar os produtos e enviar os pedidos diretamente a seus clientes. Você só precisará comercializar os itens e determinar o preço. O Dropi, por exemplo, se integra à sua loja do Wix eCommerce e sincroniza automaticamente pedidos e números de rastreio.


Aqui estão alguns detalhes a considerar:


  • Você dependerá do estoque disponível na empresa de dropshipping, o que limitao suas opções.

  • É fundamental comprar todos os produtos que planeja vender para verificar se são de alta qualidade e se você se sente à vontade para incluí-los em sua loja virtual.

  • Pedidos de dropshipping serão atendidos por terceiros e você terá menos controle sobre a agilidade do envio e a embalagem a ser utilizada.



5. Crie uma marca consistente


Quer sua loja virtual seja especializada em roupas vintage ou em artigos de luxo para crianças, quer venda designs minimalistas ou mais extravagantes, ela tem um estilo definido. Manter a harmonia entre esse estilo e o design, logo e promoções da loja fortalecerá o branding do seu eCommerce e fará com que seu público se sinta em casa ao visitar seu site.


Comece usando um criador de logo para criar o logotipo perfeito. Considere uma paleta de cores, fontes e design que transmitam a essência do seu estilo. Depois, use-os em todo o site e nos materiais de marketing. Vamos analisar a loja de roupas virtual Ecran Studios, por exemplo. Uma das principais características de seus designs é o uso de cores vibrantes, que eles também aplicam de maneira inteligente na paleta de cores do site. O resultado é esse diálogo lindo e colorido entre os produtos e a plataforma onde são expostos.



Exemplo de como abrir uma loja virtual de roupas: Ecran Studios.


Lembre-se: o visual é tudo


Para vender artigos de moda online, é preciso primeiro estimular o apetite visual do seu público. As imagens em sua loja virtual devem ser tão bonitas que os compradores ficarão imediatamente tentados a se imaginar vestidos com suas mercadorias incríveis andando por aí.


A qualidade da fotografia de produtos é essencial, então pode valer a pena investir em sessões de fotos profissionais, bem como reservar um tempo para editar suas fotos com uma ferramenta como o Wix Photo Studio. Você também pode usar um video maker para reproduzir vídeos de seus produtos no site, além de fornecer aos clientes todas as informações de que precisam para se sentirem seguros ao comprar seu produto.


Uma vantagem adicional das imagens de qualidade é que elas ajudam a diminuir o número de devoluções. Quando os clientes podem ver exatamente o que estão comprando, é menos provável que se sintam frustrados. Falando nisso, vale a pena conferir o nosso artigo sobre política de troca.



Template de loja virtual de artigos esportivos.


6. Simplifique o processo de checkout


As compras online devem ser uma atividade simples e clara. A última coisa que você quer é que seus clientes tenham dificuldade com o processo de pagamento. Se isso acontecer, muitos deles optarão por não concluir a compra, e todo o trabalho árduo que você teve irá por água abaixo.


Caso tenha criado sua loja com o Wix, conecte-se ao Wix Pagamentos para garantir que sua loja possa receber pagamentos online. Em seguida, considere ofereceralgumas opções de pagamento a seus clientes . Dependendo da sua localização, escolha métodos como:


  • Cartões de crédito/débito.

  • Carteiras digitais (como PayPal e PicPay).

  • Transferências bancárias.

  • Pagamento presencial.


Em seguida, otimize o processo de check-out seguindo estes dois processos:


  • Minimize as etapas necessárias para concluir a compra. Tente reduzi-las a alguns poucos cliques.

  • Verifique regularmente se tudo está funcionando corretamente. Teste diferentes cenários: adicionar itens ao carrinho de compras, remover itens, escolher cores ou tamanhos, alterar quantidades e editar detalhes de envio. Verifique também se as opções de gerenciamento da loja estão funcionando sem problemas.


O carrinho de compras da Wasabi exibe uma visão geral das etapas de check-out. Isso ajuda os clientes a entender o que precisam fazer a seguir e permite que se sintam seguros no processo da compra.



Exemplo de pagina de carrinho para entender como abrir uma loja virtual de roupas: Wasabi.


7. Elabore galerias detalhadas de produtos


Os compradores gostam de saber que têm opções, principalmente quando se trata de moda. Eles querem ter a possibilidade de fazer uma escolha informada sobre o que compram e selecionar itens que realmente combinem com seu estilo e suas necessidades. Você pode ajudá-los com isso ao tornar suas galerias de produtos mais abrangentes e precisas.


Aqui vão algumas dicas para manter seu catálogo organizado e otimizado para vendas:


  • Adicione opções de mercadorias às suas páginas de produtos.

  • Categorize seus produtos em galerias.

  • Adicione opções de filtro ao seu catálogo para que os compradores possam encontrar os produtos com base na coleção, preço, tamanho e cores.

  • Inclua uma opção de visualização rápida para que os compradores consigam visualizar os detalhes do produto sem sair da galeria.

  • Dê aos clientes a opção de adicionar itens ao carrinho diretamente do catálogo.


Confira como a galeria de produtos da Ecran Studios é organizada, incluindo imagens grandes e coloridas, além da opção de visualização rápida do produto sem sair da página.



Exemplo de galeria de produtos de loja virtual de roupas: Ecran Studios.


8. Otimize sua loja mobile


Atualmente, é preciso levar em consideração que muitos compradores visitarão sua loja online usando um dispositivo móvel. Para garantir que sua loja tenha um visual perfeito em todos os tamanhos de tela, otimize a visualização mobile e teste-a em vários dispositivos.


A experiência de compra mobile não é exatamente igual à do desktop. Os usuários mobile preferem a rolagem longa aos cliques e, portanto, sua loja mobile precisa ser projetada verticalmente.


Imagens e textos devem ser grandes e espaçados o suficiente para que sejam fáceis de visualizar e clicar. Organize suas coleções e opções de produtos de forma intuitiva e simples, permitindo que os compradores localizem suas preferências rapidamente. Veja o exemplo da Wasabi:



Exemplo de loja virtual otimizada para mobile.


O app Wix Owner é uma ótima ferramenta para otimizar sites para usuários mobile. Você pode ativá-lo e personalizá-lo para ter uma loja de roupas virtual profissional que pode ser acessada em qualquer lugar, a qualquer hora.



9. Aumente o tráfego com as redes sociais


Num mundo ideal, os visitantes encontrariam sua loja sem nenhuma ajuda. No mundo real, no entanto, você precisa promovê-la ativamente em suas plataformas online favoritas. Em outras palavras, é fundamental ter experiência em redes sociais. O marketing social em plataformas com forte apelo visual é especialmente importante para boutiques e lojas virtuais, por isso concentre os seus esforços no Facebook, Instagram e Pinterest.


Estabelecer uma presença poderosa nas redes sociais não acontece da noite para o dia, mas se você mantiver um fluxo de conteúdo ativo e frequente, e estiver em sintonia com os hábitos e a linguagem do seu público, sem dúvida verá um grande progresso e um aumento no tráfego.


Integre sua loja com Facebook e Instagram. Crie uma loja no Facebook para permitir que seus clientes comprem nas redes sociais. Conecte seu Instagram à sua loja para permitir que os clientes acessem suas páginas de produtos a partir de suas fotos.


Você também pode utilizar anúncios no Facebook para exibir seus produtos aos seus clientes enquanto eles navegam pela plataforma. Se você criou sua loja de roupas virtual com o Wix, pode criar anúncios otimizados com apenas alguns cliques e informações sobre seu público-alvo. Além disso, também pode acompanhar tudo diretamente no painel de controle Wix.


Consulte nosso guia sobre como anunciar no Facebook.



10. Utilize SEO e conteúdo de marca


SEO (otimização para motores de busca) é absolutamente fundamental para qualquer site. Uma parte significativa do tráfego online é direcionada pelos resultados dos motores de busca e, portanto, é vital que você agregue um conteúdo otimizado para aparecer nas primeiras posições do Google.


Mas, por mais que os motores de busca sejam importantes para o seu tráfego, você não vai querer que o conteúdo do seu site seja totalmente determinado pelo SEO. Seus textos devem ser genuínos e autênticos, não algo que parecido com um monte de palavras-chave aleatórias. Encontre o equilíbrio certo entre SEO e branding. Cumprimente seus visitantes com uma voz humana, não extremamente “vendedora”.



11. Ofereça incentivos aos seus compradores


Comprar roupas, acessórios ou itens de decoração online pode ser um pouco complicado. Sempre existe o risco de o material não ser exatamente o que você queria ou de os tamanhos não servirem. É possível reduzir esses riscos oferecendo incentivos que tornem a experiência muito mais interessante.


Por exemplo, você pode disponibilizar frete para eCommerce e devoluções gratuitas, adicionar uma tabela de tamanhos detalhada para fornecer informações mais específicas sobre as medidas e, claro, códigos de desconto, que são sempre uma grande motivação. Afinal, quem não gosta de um bom negócio?


Use redes sociais, email marketing e lightboxes para informar seus clientes sobre suas promoções. Em seguida, veja comoos pedidos não param de entrar.



12. Verifique a legislação


CNPJ


Antes de mergulhar no comércio digital, é essencial compreender a importância de estabelecer uma base sólida para sua operação. Um dos primeiros passos é obter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), documento fundamental para formalizar e identificar legalmente sua empresa.


A obtenção de um CNPJ é um requisito indispensável para quem deseja empreender, mesmo que seja exclusivamente no ambiente virtual. Esse registro oferece diversas vantagens, como a possibilidade de emitir notas fiscais, estabelecer contratos comerciais e participar de licitações públicas, ampliando as oportunidades de negócio. Além disso, ao abrir um CNPJ, você estará agindo em conformidade com a lei e garantindo a legalidade das suas atividades, protegendo-se de possíveis complicações futuras.


O Bling, por exemplo, é uma solução completa que facilita a emissão da nota fiscal, gestão do estoque e a integração com as maiores plataformas de eCommerce e marketplaces, inclusive o Wix.



MEI


É recomendável que empreendedores iniciantes se tornem Microempreendedores Individuais (MEI). Essa modalidade de empresa simplificada é citada no artigo 966 do Código Civil Brasileiro e é destinada a profissionais autônomos e microempresários, oferecendo uma série de benefícios, como a legalização rápida, burocracia reduzida e obrigações fiscais simplificadas.


Abrir um MEI online é uma tarefa relativamente simples e acessível. Plataformas digitais disponibilizam todo o suporte necessário para a realização desse processo de forma rápida e sem complicações. Ao se tornar um MEI, você estará protegendo seu patrimônio pessoal, garantindo benefícios previdenciários, como aposentadoria e licença maternidade, além de poder emitir notas fiscais, essenciais para uma operação transparente e profissional.


Caso tenha dúvidas sobre como se tornar um MEI, você pode obter informações adicionais pelo Sebrae ou no site oficial do governo brasileiro.



Quanto custa para abrir uma loja de roupas?


Existem diversas variáveis que afetam os custos de abertura de uma loja de roupas. De fato, abrir uma loja online é muito mais econômico do que uma loja física. Abrir uma loja física implica em custos consideravelmente mais altos. Além do aluguel do espaço, é necessário investir em reformas, decoração, equipamentos de segurança, mobiliário, estoque, mão de obra e outras despesas operacionais.

Entre os custos envolvidos na abertura de uma loja virtual de roupas, destacam-se a criação de um site profissional com uma plataforma de eCommerce confiável, bem como o investimento em marketing digital para atrair clientes e promover a marca. É importante considerar os gastos relacionados à compra do estoque inicial de roupas, atendimento ao cliente, embalagens para eCommerce e logística.


Pronto para abrir sua loja de roupas? Crie a sua loja virtual grátis e comece a vender hoje mesmo.




Por Hanna Kimelblat

Blogger & Growth Marketing Expert - Português

pt03.png
bottom of page