Conheça os Tipos de Marketing e +30 Dicas Para Promover seu Negócio Online


Capa do artigo "Conheça os Tipos de Estratégia de marketing e +30 Dicas Para Promover seu Negócio Online"

A área de marketing está em constante e rápida evolução. Graças ao surgimento de novas tecnologias e ao progresso contínuo do pensamento criativo, há muitos tipos de marketing que podem ser usados em seu negócio online — e essa lista aumenta a cada ano. Desde criar um site próprio até consolidar a presença nas redes sociais, as maneiras de promover seu produto ou serviço são quase infinitas.


É por isso que elaboramos essa extensa e diversa lista, destacando os diferentes tipos de marketing. Aqui, você lerá sobre as estratégias promocionais mais utilizadas e como elas podem ajudá-lo a expandir seu negócio.


Durante a leitura, faça uma nota mental dos métodos que gostaria de experimentar. Em seguida, defina quais deseja priorizar e desenvolva um plano para integrá-los à sua estratégia de marketing.


Com isso em mente, aqui estão 31 tipos de marketing para a sua empresa:



Tipos de marketing:


  1. Marketing digital

  2. Outbound marketing

  3. Inbound marketing

  4. Marketing de conteúdo

  5. Social media marketing

  6. SEO marketing

  7. Marketing orgânico

  8. Anúncios online

  9. Vídeo marketing

  10. Marketing de influência

  11. Marketing de afiliados

  12. Outreach marketing

  13. Email marketing

  14. Marketing de guerrilha

  15. Marketing boca a boca

  16. Referral marketing (marketing de referência)

  17. Marketing de aquisição

  18. Marketing de retenção

  19. Brand marketing

  20. Marketing de comportamento

  21. Nostalgia marketing (marketing geracional)

  22. Neuromarketing

  23. Relações públicas

  24. Marketing mobile

  25. Marketing de relacionamento

  26. Voice marketing (marketing vocal)

  27. Marketing de parcerias

  28. User-generated marketing, ou UGC (marketing gerado pelo usuário)

  29. Seasonal marketing

  30. Stealth marketing


Tipos de marketing: marketing digital, inbound marketing, marketing de conteúdo, marketing nas redes sociais, SEO marketing, publicidade online, marketing de influência, marketing de afiliados, email marketing e marketing boca a boca


01. Marketing digital


O Marketing digital não é uma única estratégia ou conceito — é um termo amplo que engloba qualquer forma de marketing que utilize tecnologia digital. Hoje, marketing digital é uma tendência em quase todos os negócios e entre os profissionais de marketing. No entanto, é importante lembrar que ele é tão novo quanto as ferramentas modernas, como os smartphones e a internet. Graças a esses avanços tecnológicos, o marketing evoluiu para atingir os clientes de maneiras novas e mais interessantes.


No decorrer da leitura, você notará que a maioria dos tipos de marketing abordados neste artigo são formas de marketing digital. Entre eles:


  • Marketing de conteúdo

  • Social media marketing

  • SEO marketing

  • Marketing mobile

  • Email marketing

  • Publicidade online



02. Outbound marketing


O outbound marketing é um tipo de marketing que envolve "correr atrás" dos clientes em vez de atraí-los organicamente. Esse método, que envolve o uso de "cold calls" ("chamadas frias" ou chamadas telefônicas não selecionadas), anúncios impressos e comerciais de TV como principal meio de atração de clientes, era especialmente comum antes do marketing digital se tornar uma prática frequente. Ainda assim, é possível combinar o melhor dos dois mundos, e o outbound marketing continua sendo uma prática comum de marketing. Os disparos de email, por exemplo — que são campanhas de email em massa enviadas a uma ampla lista de assinantes — continuam a ser uma tática promocional muito utilizada.


O outbound marketing muitas vezes enfrenta críticas, uma vez que envolve o envio de mensagens para o público em geral, incluindo pessoas que podem não estar interessadas em seu produto ou serviço. Dito isso, quando usado estrategicamente e com avaliação cuidadosa dos objetivos de sua empresa, público-alvo e KPIs, o outbound marketing pode ser uma escolha certeira.



03. Inbound marketing


Inbound marketing é um termo abrangente que engloba quase todos os tipos de marketing, de mídias sociais a estratégia de conteúdo. Então, o que torna uma determinada estratégia de marketing "inbound''? Isso é determinado menos pelo método específico e mais pela técnica predominante.


Como um profissional de inbound marketing, seu trabalho é capacitar os consumidores a tomar decisões conscientes por conta própria. Em vez de correr atrás deles, você tentará guiá-los até seu produto, oferecendo muitos recursos e dicas úteis e, ao mesmo tempo, revelando por que seu produto é a solução ideal para as suas necessidades. Você pode fazer isso fornecendo informações valiosas em um post do blog, colocando-se à disposição por email e chat online e continuando a oferecer suporte mesmo depois de fazer uma venda.


O inbound marketing utiliza uma estratégia muito diferente do outbound marketing descrito acima. Nos últimos anos, tornou-se o mais popular dos dois entre os profissionais de marketing modernos, uma vez que é uma abordagem com mais nuances que deixa os consumidores satisfeitos e gera fidelização duradoura.

Um dos métodos mais comuns de inbound marketing é o marketing de conteúdo, sobre o qual você poderá ler mais abaixo.


Exemplo de site que oferece chat online


04. Marketing de conteúdo


Ao navegar na web, você já deve ter notado o aumento da quantidade de blogs corporativos. Na verdade, muitos dos resultados de busca do Google são provenientes de blogs administrados por empresas.


Mas por que, você deve estar se perguntando, tantas empresas resolveram criar um blog para seus negócios? Aliás, o que um blog tem a ver com marketing? A resposta é que os blogs são cruciais para o marketing de conteúdo — uma das estratégias de marketing mais eficazes que existem. Provavelmente o tipo mais importante de inbound marketing, o marketing de conteúdo é parte essencial do kit de ferramentas de qualquer negócio.


O marketing de conteúdo envolve a criação e distribuição de conteúdo. Isso inclui não apenas escrever posts em blogs, mas também postar nas redes sociais, escrever e-books detalhados, compartilhar infográficos completos, criar conteúdo de vídeo e até mesmo apresentar podcasts. Independentemente do tipo de conteúdo que você escolher, o objetivo é fornecer informações valiosas ao seu público-alvo que impulsionem o engajamento nas redes sociais e em outros canais online, forneçam informações e suporte e, por fim, estimulem o interesse em seu produto ou serviço.


Exemplo de marketing de conteúdo: Blog do Wix


05. Social media marketing


Alguns especialistas argumentam que o social media marketing, ou marketing nas redes sociais, é um ramo do marketing de conteúdo, porém alguns sustentam que ele é um mundo à parte. Seja qual for sua posição, é indiscutível que o social media marketing é um dos tipos mais importantes de marketing. De fato, 73% dos profissionais de marketing afirmam que esse tipo de marketing tem se mostrado uma estratégia eficaz para seus negócios.


Essa valiosa estratégia de marketing envolve a criação de conteúdo para plataformas de mídia social, como Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest, LinkedIn ou YouTube, para promover sua marca. Muitas empresas utilizam uma combinação dessas diferentes plataformas como parte de sua estratégia de social media marketing. Sua escolha de plataformas dependerá em grande parte de onde seu público-alvo é mais ativo e de como você deseja representar seu negócio.


Social media marketing


06. SEO marketing


O SEO marketing, também conhecido como SEM, inclui todos os tipos de marketing que utilizam o Google e outros motores de busca como principal ferramenta para a divulgação de material promocional. O objetivo do SEM é fazer com que seu negócio seja exibido nas páginas de resultados dos motores de busca (SERPs). Quando uma página do seu site — digamos, uma landing page ou um post do blog — aparece nos resultados do motor de busca em resposta à consulta de um usuário, ele é exposto ao seu negócio. Idealmente, o usuário clicará no resultado e navegará até seu site.


O SEO marketing pode ser dividido em dois tipos principais: otimização para motores de busca (SEO) e publicidade pay-per-click (PPC). A principal diferença entre os dois é que o SEO é orgânico (não pago), enquanto o PPC envolve a compra de anúncios.


Para começar a fazer SEO, você precisará aprender sobre os diferentes elementos que fazem com que os sites sejam classificados nos motores de busca. Isto inclui aspectos técnicos, como a estrutura e a velocidade da página do seu site, bem como a inclusão de palavras-chave. O marketing de conteúdo e o SEO estão profundamente interligados, pois quanto mais rico em palavras-chave for o conteúdo de seu blog e site, melhores serão suas chances de classificação nos SERPs (resultados nos motores de busca).


O outro tipo de SEO marketing, o PPC, pode ser feito em paralelo com seus esforços de SEO. Anúncios PPC são os conteúdos patrocinados que você vê no topo das páginas de resultados de busca. Se você estiver interessado em pagar por resultados patrocinados no Google, experimente o Google Ads. Esta é uma das opções mais populares e confiáveis para os profissionais de marketing de PPC.



07. Marketing orgânico


Você já viu este termo mencionado em nossa explicação sobre otimização para motores de busca. Em conjunto com o marketing de conteúdo e o social media marketing, ele constitui um poderoso tipo de marketing conhecido como marketing orgânico.


O marketing orgânico é qualquer forma de marketing não paga cujo objetivo seja atrair naturalmente (organicamente) pessoas para o seu negócio. Envolve o aprendizado das melhores práticas a serem implementadas para que os motores de busca e as plataformas de mídia social exibam seus posts em uma posição de destaque. Ele contrasta com a promoção de seu negócio "artificialmente" por meio de links pagos ou de posts patrocinados.


Esse método é a base do inbound marketing, uma vez que se baseia no princípio de que a criação de um conteúdo de mídia social envolvente, juntamente com um texto forte e baseado em SEO no site, trará exposição ao seu negócio e atrairá magneticamente os clientes para a sua marca. Em geral, o marketing orgânico é considerado menos invasivo do que a publicidade, pois se concentra em nutrir clientes potenciais com informações e atraí-los para o seu negócio ao longo do tempo.



08. Publicidade online


Isso nos leva ao próximo tipo de estratégia promocional: a publicidade online. Trata-se de um ramo do marketing que envolve o uso de campanhas publicitárias para apresentar sua marca, produto, serviço ou ideia ao mundo.

Há mais maneiras de anunciar do que se pode imaginar. Podemos citar os métodos de publicidade online, tais como anúncios PPC e anúncios em mídias sociais, bem como métodos mais tradicionais como TV, rádio, anúncios em outdoors e QR Codes.


Assim como no social media marketing, a escolha das plataformas ideais para os anúncios deve levar em consideração os dados demográficos e os interesses de seu público-alvo, assim como a forma de apresentar suas mensagens. Anúncios online no Instagram, por exemplo, tendem a alcançar pessoas mais jovens, mas não serão vistos por um público mais velho, menos envolvido com a plataforma.



09. Vídeo marketing


Como você pode ver, o conteúdo de marketing assume uma ampla variedade de formatos — de artigos de blog a posts nas redes sociais e podcasts. Outro exemplo de formato é o vídeo.


Incorporar um vídeo em seus ativos de marketing os tornará mais divertidos e envolventes, além de ser uma ótima maneira de exibir sua marca com criatividade — garantindo tempo e espaço suficientes para transmitir sua mensagem.


Você pode usar o vídeo não apenas para promover seu produto, mas também para fornecer aos clientes em potencial dicas e percepções acionáveis sobre o seu setor. Pense nele como uma versão “reproduzível” de um post de blog com o objetivo de oferecer valor às pessoas e fazer com que elas confiem e se envolvam com seu negócio.


Há vários locais onde é possível exibir conteúdo de vídeo, incluindo YouTube, Facebook e Instagram, bem como o seu site. Experimente este criador de vídeo para começar.


Criador de vídeo Wix


10. Marketing de influência


Voltamos às mídias sociais, e por um bom motivo — elas incluem algumas das melhores plataformas para alcançar públicos diversos. Dados apontam que os Brasileiros utilizam as redes sociais para pesquisar produtos e serviços e comprar online.


O marketing de influência envolve o aproveitamento do poder do Instagram e de outras plataformas sociais por meio de parcerias com influenciadores — pessoas que já têm uma base de seguidores engajados. Essas pessoas são consideradas especialistas em sua área e seus seguidores levarão suas recomendações a sério. Isso significa que quando um influenciador defende seu produto, ele ganha credibilidade instantânea aos olhos de seus seguidores. O resultado? Mais exposição para a sua marca e novos clientes.


Normalmente, os influenciadores exigem compensação em troca da promoção de sua marca, uma vez que muitos dependem do conteúdo patrocinado para obter renda. Neste caso, você estará essencialmente patrocinando um de seus posts nas redes sociais.


Um influenciador muito popular (com mais de 100.000 seguidores) terá maior demanda e provavelmente cobrará mais do que um microinfluenciador (com 5.000 a 100.000 seguidores). Muitas vezes, os microinfluenciadores aceitam produtos grátis e brindes em vez de pagamento, especialmente se eles estão começando. Faça sua pesquisa para descobrir quais parcerias serão melhores para o seu mercado e orçamento.



11. Marketing de afiliados


Além de pagar influenciadores por posts patrocinados, você pode pagá-los por compartilhar conteúdo de afiliados. Esta é uma prática conhecida como marketing de afiliados.


O marketing de afiliados envolve dois participantes: o comerciante e o afiliado. O afiliado é alguém que promove o produto do comerciante para seu público e ganha, em troca, uma porcentagem da venda.


Então, como funciona? Como comerciante, você começará conectando-se com os afiliados, seja entrando em contato com eles diretamente ou usando um programa de afiliados, como a Awin, Associados Amazon ou Hotmart. Uma vez que concordem com a parceria, você fornecerá a eles um link exclusivo para a sua loja virtual.


Em seguida, o afiliado promoverá seu link de várias maneiras — incluindo-o em um post do blog, do Instagram ou em um vídeo do YouTube. Quando um cliente clicar no link para fazer uma compra, o afiliado receberá uma comissão sobre a venda.


A vantagem do marketing afiliados é que ele pode trazer uma exposição mais ampla para o seu negócio. Ao fazer parceria com afiliados que já têm uma grande audiência em suas plataformas de mídia social ou em seu blog, você terá a possibilidade de alcançar novos clientes.



12. Outreach marketing


O que o marketing de afiliados e o marketing de influência têm em comum? Ambos envolvem parcerias com pessoas de fora de sua empresa para promover seu produto ou serviço.


Este é o princípio orientador do outreach marketing. Uma estratégia de outreach eficaz envolve o uso da divulgação por email para construir relacionamentos com pessoas que podem influenciar a opinião dos consumidores sobre a sua marca. Isso inclui influenciadores de mídias sociais, blogueiros, jornalistas e até mesmo outras empresas.


O objetivo de se conectar com essas pessoas é fazer com que sua marca seja mencionada em um site ou canal de mídia social conhecido. Isso fortalecerá a autoridade de sua marca em seu nicho de mercado, ao mesmo tempo em que promoverá o reconhecimento dela e o ajudará a ganhar exposição. É também uma ótima maneira de se conectar com pessoas influentes que podem ser benéficas para o seu negócio no futuro.


Muitas empresas também usam o outreach marketing para gerar backlinks, ou links de sites externos para seu próprio site. Ter um número significativo de backlinks de fontes confiáveis é bom para seu SEO e pode trazer mais tráfego para o seu site. Dito isso, não comece a gerar backlinks sem antes fazer uma pesquisa cuidadosa, pois os motores de busca podem penalizá-lo por prática indevida.



13. Email marketing


O email marketing é um dos tipos mais eficazes de marketing. Na verdade, cerca de 81% dos profissionais de marketing de pequenas empresas usam o email como principal canal de aquisição, enquanto 80% o utilizam para retenção de clientes.


O email marketing envolve o envio de emails a clientes atuais e em potencial com o objetivo de promover as vendas ou conduzi-los adiante no funil de marketing. Por ser uma forma de contato direta, ele tende a gerar um alto retorno.


Dependendo de seus objetivos, você pode enviar diferentes tipos de emails para o seu público, incluindo newsletters, informativos sobre lançamentos de novos produtos, anúncios de vendas e lembretes de carrinho de compras abandonado. Lembre-se de que para manter-se em conformidade com a lei, todas as pessoas para quem você envia um email devem ter se cadastrado voluntariamente para receber suas mensagens.


Para começar a receber esses cadastros e impulsionar a geração de leads para o seu negócio, adicione ao seu site um formulário online com campos para os visitantes preencherem seus nomes e endereços de email. Certifique-se de que seus formulários sejam atraentes e seu texto convincente para incentivar as pessoas a se inscreverem em sua lista de contatos.


Email Marketing Wix


14. Marketing de guerrilha


Como mencionamos anteriormente, a maioria das técnicas promocionais que abordamos neste artigo constituem diferentes formas de marketing digital. O marketing de guerrilha, no entanto, é um pouco diferente.


O marketing de guerrilha é o uso de métodos inovadores e não convencionais para impulsionar as vendas e gerar reconhecimento de marca. Embora às vezes auxiliado pela tecnologia, como as mídias sociais ou pelo mobile, geralmente envolve um pequeno grupo de pessoas usando métodos ousados para promover uma marca em um local físico de alto tráfego. Isso significa qualquer coisa, desde aproveitar a arte de rua para levar sua marca a um espaço público até criar experiências pop-up imersivas em locais físicos.


O marketing de guerrilha pode ser executado com um orçamento baixo, mas requer muita energia, além de execução rápida e bem organizada. Se você está à altura do desafio, é uma maneira divertida e original de gerar buzz em torno de sua marca.



15. Marketing boca a boca


Já ouviu a frase que clientes satisfeitos são seus maiores defensores? Essa é a ideia principal por trás do marketing boca a boca, que consiste em fazer com que clientes satisfeitos divulguem seu produto ou serviço.


Isto é importante por duas razões. Em primeiro lugar, o sucesso de uma estratégia de marketing boca a boca indica que você conquistou clientes fiéis que estão comprometidos com sua marca. E como essas pessoas irão recomendar seu produto a seus amigos, isso também significa mais compradores em potencial. Afinal, as pessoas dão mais peso às recomendações de um amigo de confiança do que às de um vendedor tendencioso.


Não há uma abordagem testada e comprovada para garantir que sua estratégia de marketing boca a boca seja eficaz, mas o ingrediente essencial é a satisfação do consumidor. Ofereça um excelente serviço de atendimento e faça o seu melhor para realmente atender às necessidades de seus clientes, desde a forma como você cria seus produtos até os valores que você pratica como marca. Encante-os e as recomendações virão.



16. Referral marketing (marketing de referência)


A estratégia de referral marketing é uma forma de aproveitar o poder do boca a boca. Essa prática envolve a criação de um programa de referência, que é uma forma organizada de incentivar os clientes a recomendar seus produtos a outras pessoas. Normalmente, esses programas funcionam oferecendo descontos tanto ao cliente quanto ao amigo que este cliente convenceu a comprar.



17. Marketing de aquisição


O marketing de aquisição, como o próprio nome indica, é marketing com o único propósito de conquistar novos clientes. Isso contrasta com o marketing de retenção e o brand marketing, sobre os quais você lerá mais a seguir.


Exemplos de marketing de aquisição incluem SEO, conteúdo de blog de topo de funil, landing pages e anúncios em mídias sociais ou no Google. Qualquer iniciativa que vise diretamente a obtenção de novos clientes ou a captação de leads é considerada marketing de aquisição.


O objetivo dos profissionais de marketing de aquisição é criar ativos que obriguem seu público-alvo a clicar. Oferecer produtos freemium e testes gratuitos, otimizar a taxa de conversão do seu site e incluir CTAs estratégicos em seu conteúdo são técnicas poderosas para a aquisição de novos clientes.



18. Marketing de retenção


O marketing de retenção anda de mãos dadas com o marketing de aquisição quando se trata de fazer vendas, e uma estratégia de marketing robusta requer a implementação de ambos. Dito isso, o marketing de retenção é uma prática muito diferente, com objetivos e KPIs distintos.


Enquanto o marketing de aquisição se concentra em adquirir novos clientes, o marketing de retenção visa trazer de volta os clientes anteriores e manter os existentes. Adquirir novos clientes é entre 5 e 25 vezes mais caro do que reter os existentes e, além disso, aumentar as taxas de retenção em apenas 5% pode aumentar os lucros em até 95%.


Uma estratégia eficaz de marketing de retenção exige que você entregue ainda mais do que prometeu aos clientes. Encontre maneiras de fazer com que seu negócio supere as expectativas desde o início, como por exemplo, enviando uma carta de agradecimento escrita à mão. Vá além ao se engajar com eles, seja enviando pesquisas de feedback aos clientes ou tomando medidas extras para lidar com seus pontos críticos. Por fim, agende emails automáticos e continue a fazer marketing direcionado a eles com produtos relevantes e outras atualizações do negócio, mesmo após a primeira compra.



19. Brand marketing


Diferentemente do marketing de aquisição e de retenção, o brand marketing (ou marketing de marca) não tem como foco gerar vendas. Seu objetivo principal é moldar a percepção pública da marca.


Em outras palavras, o brand marketing envolve a promoção de sua identidade, não de seus produtos. Isto abrange a criação de uma linguagem de marca coesa, cores, design de site e logo profissional. Também requer a elaboração de uma história de marca envolvente, bem como uma declaração de missão que destaque seus valores como empresa.


Para que estes esforços sejam eficazes, sua marca precisa ter ressonância profunda com os interesses, valores e necessidades de seu nicho de mercado. Comece pesquisando seu público, e em seguida, construa uma marca que converse diretamente com ele.



20. Marketing de comportamento


O marketing de comportamento é um tipo de marketing que analisa o comportamento do consumidor para decidir como atingi-lo com material relevante. Isso envolve a segmentação precisa do público com base em seu comportamento online.


Para obter dados comportamentais, você precisará examinar o histórico de busca dos usuários, os cookies e as ações realizadas em seu site. Eles oferecem percepções importantes sobre os interesses de um determinado usuário e sua disposição para a compra. Com base nessas informações, os profissionais de marketing podem criar campanhas promocionais específicas adaptadas a diferentes públicos.


Como você pode supor, isso geralmente não é feito manualmente. A automação de marketing desempenha um papel vital aqui, com certos comportamentos desencadeando determinadas campanhas. Uma ação específica em seu site, por exemplo, pode desencadear a exibição de um anúncio relevante no Facebook ou o envio de um email automatizado recomendando produtos relacionados.



21. Nostalgia marketing (marketing geracional)


Nostalgia marketing (marketing geracional) é a prática de evocar o poder da nostalgia para criar sentimentos acolhedores e felizes em torno de sua marca. Isso envolve introduzir em seu material promocional conceitos familiares que despertem boas lembranças, e é uma ótima maneira de fazer com que novas empresas ganhem confiança.


Pense no apelo retrô de um videogame de terceira geração ou de uma garrafa de vidro da Coca-Cola com seu logotipo vermelho atemporal. Elas apelam ao nosso amor pela nostalgia, pela saudade de um passado mais simples.


Para aproveitar essa estratégia, tente lançar uma campanha de mídia social nostálgica que incorpore referências da velha escola e invoque memórias da infância de seu público-alvo. Apenas certifique-se de que sua mensagem permaneça consistente com a história e os valores de sua marca, dos tempos atuais e com o seu produto.



22. Neuromarketing


Outro tipo importante de marketing é o neuromarketing. Este é todo um campo do marketing que aplica a neuropsicologia à pesquisa de mercado. Ao analisar imagens do cérebro e escaneá-las para medir sinais fisiológicos e neurais, os profissionais de neuromarketing estudam a resposta do cérebro aos estímulos de marketing. Eles podem dizer, por exemplo, se um cliente está genuinamente satisfeito com um determinado produto, mesmo que não o expresse verbalmente.


Essa não é apenas uma forma fascinante de aprender mais sobre o comportamento humano, mas também uma maneira de ajudar a orientar as organizações na criação de materiais de marketing que realmente funcionem. Todos os tipos de marketing levam em conta a psicologia, mas o neuromarketing é fundamentado em ciência exata. Guiados pela pesquisa neural, os profissionais de marketing podem desenvolver uma abordagem mais embasada ao criar ativos de marketing, conceber produtos e construir uma marca.



23. Marketing emocional


Já que estamos abordando a psicologia do consumidor, vamos falar sobre o marketing emocional. Ele engloba qualquer esforço de marketing que use a emoção como o principal veículo para fazer com que as pessoas comprem ou se envolvam de outra forma com uma marca.


Para ser eficaz, o marketing emocional precisa se concentrar em um único sentimento, seja felicidade, tristeza, raiva, surpresa, medo, repugnância ou algo semelhante. Considere a campanha Retratos da Real Beleza da marca Dove, que evoca otimismo, aceitação e amor-próprio para promover seus produtos.


Estudos revelam que o sentimento tem um papel mais importante do que o pensamento no comportamento do consumidor. Por quê? Porque a maioria das pessoas prefere seguir seu coração ao tomar uma decisão. Portanto, em suas campanhas de marketing, não se concentre apenas nas vantagens do seu produto; em vez disso, tenha em mente como você gostaria que as pessoas se sentissem ao usá-lo.



24. Relações públicas


Também conhecido como RP, relações públicas é uma subcategoria do marketing que envolve a gestão da forma como seu negócio é representado na mídia. O processo envolve o uso de press releases — comunicados oficiais para a imprensa sobre um item ou evento digno de notícia — para incentivar a mídia a publicar conteúdo sobre sua empresa.


Por exemplo, você pode instigar a imprensa a publicar histórias sobre o lançamento de sua empresa, a última rodada de financiamento, um prêmio recente, um produto inovador ou uma grande contribuição beneficente. O objetivo aqui é moldar a percepção do público sobre sua marca e destacar sua empresa como líder do setor. Isto, por sua vez, ajuda a estimular a demanda por seu produto ou serviço.


Embora possa ser combinada com outros esforços de marketing, RP é um trabalho de tempo integral. Muitas empresas têm uma equipe de RP dedicada, cujo objetivo é ajudar a empresa a obter uma boa publicidade.



25. Marketing mobile


Parte central de qualquer estratégia digital, o marketing mobile ganhou força rapidamente desde o surgimento do smartphone. Essa técnica se refere a qualquer atividade de marketing ou publicidade que utilize dispositivos móveis como principal plataforma promocional.


Se você possui um smartphone, há uma boa chance de já estar familiarizado com essa estratégia. Notificações push, mensagens SMS, in-app marketing e códigos QR são métodos comumente usados ​​para promover um produto ou marca.


O marketing mobile aproveita o fato de que as pessoas carregam seus dispositivos móveis para todos os lugares. Ele também tira proveito da tendência das pessoas de navegar casualmente na web por meio de seus telefones celulares e usa esses dados para atingir clientes em potencial com mensagens oportunas. Por exemplo, os serviços de localização do telefone permitem que as empresas segmentem usuários com base em sua localização física.



26. Marketing de relacionamento


O marketing de relacionamento é um tipo de marketing que procura construir relacionamentos de longo prazo com os clientes, em vez de se concentrar em vendas ou transações de curto prazo. O objetivo do marketing de relacionamento é fomentar uma base de clientes fiéis que se tornarão compradores frequentes e defensores de sua marca.


Essa prática de marketing prioriza a retenção de clientes sobre a aquisição. Envolve fornecer um atendimento de alta qualidade aos clientes e estar disponível para responder às suas perguntas e necessidades, seja interagindo com eles nas redes sociais ou usando o chat online no site.


É importante ressaltar que construir relacionamentos sólidos com os clientes não significa apenas prestar um bom serviço até o momento em que eles fazem uma compra. Você precisa continuar encantando-os muito tempo depois dela, por exemplo, oferecendo um programa de fidelidade com vantagens especiais, recomendações de produtos complementares ou dicas e guias de cuidados com o produto. Atitudes atenciosas como estas são importantes para cultivar uma comunidade em torno de sua marca e construir um relacionamento duradouro com seus fãs.



27. Voice marketing (marketing vocal)


O voice marketing é um tipo relativamente novo de marketing que aplica práticas de SEO à busca por voz. Isto permite às empresas captar buscas a partir do que as pessoas estão falando, não digitando. Embora a busca por voz já exista há vários anos, ela se tornou cada vez mais comum com a popularidade de smart speakers como Amazon Alexa ou Google Home, assim como assistentes de smartphone como a Siri.


Existem várias maneiras pelas quais a pesquisa por voz difere de frases digitadas; por exemplo, as pessoas que fazem pesquisas por voz podem usar frases mais longas ou até mesmo completas. Se alguém estiver navegando em seu computador e quiser comer um hambúrguer, pode simplesmente digitar "hamburgueria" no Google. Por outro lado, se estiver ocupado dirigindo, pode perguntar à Siri: "Onde posso comer um hambúrguer?".


O Google adapta-se a essa variação semântica melhorando continuamente os recursos de processamento de linguagem natural (PNL) de seu motor de busca. Para manter-se atualizado sobre esse mundo em constante evolução do SEO, familiarize-se com o voice marketing e adapte seu site à busca por voz.



28. Marketing de parcerias


O marketing de parcerias é a colaboração entre duas ou mais empresas que combinam seus esforços promocionais para benefício mútuo. Ao fazer uma parceria, você expandirá seu alcance para o público de outra empresa e ela, para o seu. Essa é uma ótima maneira de gerar reconhecimento da marca, conseguir novos clientes e estabelecer parcerias com outras empresas que compartilham seus valores.


Se você estiver interessado em experimentar essa abordagem, comece pesquisando empresas com públicos-alvo semelhantes. O ideal é que elas também ofereçam produtos que complementem os seus, para que os clientes sejam incentivados a comprar os dois. E, claro, você vai querer ter certeza de que elas não sejam suas concorrentes diretas ou indiretas.


As opções de marketing de parcerias incluem a organização de um webinar ou a condução de um estudo de pesquisa em conjunto, ou até mesmo a colaboração no lançamento de um produto especial. Por exemplo, se você administra uma pequena empresa que vende alimentos embutidos, considere fazer parceria com uma vinícola local para comercializar seus produtos juntos.



29. User-generated marketing, ou UGC (marketing gerado pelo usuário)


Enquanto o marketing de parcerias aproveita o poder de outras empresas, o user-generated marketing aproveita o poder do seu público. Qualquer estratégia que permita aos consumidores participar de uma campanha de marketing é considerada user-generated marketing.


A estratégia de user-generated marketing mais comum é fazer com que os usuários compartilhem posts nas mídias sociais usando seu produto. No Instagram, isso normalmente envolve o uso de uma hashtag da marca para que todos os posts possam ser reunidos em um só lugar.


A principal vantagem de compartilhar o conteúdo gerado pelo usuário é impulsionar o engajamento e difundir o conhecimento da marca. Além disso, um conteúdo que mostre usuários reais aproveitando seus produtos ajudará a persuadir outros consumidores a experimentá-los também.



30. Seasonal marketing


O seasonal marketing é o marketing de produtos e serviços em determinadas épocas do ano. Isso pode envolver ter uma campanha de marketing para o Dia dos Namorados, uma diferente para o Natal e outra ainda para o mês do Orgulho lgbtqia+.


Embora todas as empresas possam se beneficiar com esse tipo de marketing, ele é especialmente importante para aquelas que dependem fortemente de determinada época do ano para as vendas. Uma floricultura ou joalheria, por exemplo, vai querer investir pesadamente em campanhas de marketing para feriados como o Dia dos Namorados e o Dia das Mães.


Exemplos de posts sasonais: dia dos pais e mês do orgulho LGBTQIA+


31. Stealth marketing


Você provavelmente já está familiarizado com product placement, que envolve a promoção sutil de um produto, apresentando-o em um filme, programa de TV ou outra forma de mídia. Este tipo de marketing é conhecido como stealth marketing ou undercover marketing.

Essa estratégia de marketing envolve a promoção de um produto aos consumidores sem que eles saibam que o mesmo está sendo anunciado. Além do product placement, o stealth marketing também pode ser realizado em fóruns online onde os profissionais de marketing falam sobre um produto para gerar buzz em torno dele.

O objetivo do stealth marketing não é gerar vendas imediatas, mas sim aumentar o reconhecimento da marca e fomentar constantemente o interesse em um produto. Essa técnica também torna o público mais responsivo à publicidade direta, uma vez que o prepara de antemão, dando uma impressão positiva da marca.



Alcançando o sucesso com diferentes tipos de marketing


Como você pode ver, é possível usar vários tipos de marketing para expandir seu negócio e gerar vendas. Embora existam inúmeras estratégias de marketing, as listadas neste artigo são algumas das mais populares e eficazes.


Agora que você finalizou a leitura, selecione aquelas que você acha que são mais adequadas para o seu negócio. Em seguida, com base nas estratégias que você escolher, crie um planejamento de marketing coeso e unificado com campanhas efetivamente direcionadas.